Chaves – História, estatísticas e conquistas

Chaves – História, estatísticas e conquistas
Reprodução/GDC

O Grupo Deportivo de Chaves é um time de Portugal, com 72 anos de muita história. Suas cores azul e vermelha são inconfundíveis no país, com uma boa participação dentro do território nacional.

A equipe tem mais de 5 mil sócios e defende suas partidas em seu campo, o Estádio Municipal de Chaves. Decerto, o estádio tem capacidade para 9 mil pessoas. Portanto, o time é fundado após a fusão de dois rivais. Confira:

Grupo Desportivo Chaves

Antes de mais nada, o Chaves nasceu em 1949, após uma fusão de times rivais da cidade, o Atlético Clube Flaviense e o Flávia Sport Clube. O time viveu altos e baixos em seu início, tentando se manter em atividade para segurar o esporte futebol.

A partir do ano de 1986, o clube flaviense se consolidou nas divisões menores de Portugal, e passou a brigar pelos acessos, até chegar na primeira divisão na temporada 21/22.

Trajetória do Chaves – fundação, conquistas e ascensão

Em resumo, o Grupo Desportivo Chaves é um dos times do Campeonato Português, que pertence a cidade de Chaves. A equipe tem 72 anos de idade e mantém um futebol competitivo há muito tempo, conseguindo chegar na elite agora.

Decerto, o time não tem títulos importantes, subindo as divisões sempre em segundo ou terceiro lugar. Ainda assim, está na elite da Primeira Liga.

Mercado da Bola do Chaves

O Chaves já começou a se movimentar na janela. No mercado da bola, veremos quem chegará ao time e quem poderá sair também. Primeiramente, o time ainda não confirmou nenhuma contratação, mas tem algumas negociações perto do final positivo.

Por outro lado, o mercado da bola traz as saídas do time. Em confirmação, apenas o atacante Wellington saiu para o futebol japonês. Entretanto, os rumores de outras saídas existem.

Rumores do Chaves

Decerto, os rumores param reforçar a equipe são grandes. O principal nome é a manutenção de João Teixeira, que fez 32 partidas e oito gols e oito assistências. Portanto, no mercado da bola preto e branco, o treinador Vítor Campelos também conversa para renovação.

Por outro lado, os rumores de saída são pequenos. Poucos atletas deverão se mudar de time neste momento. O mercado da bola do time também traz que outros jogadores podem sair.

Mercado de Transferências do Chaves

Em suma, sendo um clube com uma história antiga, gloriosa e muito bonita, certamente o GD Chaves tiveram alguns jogadores e até treinadores que ajudaram a construir e continuar a bela história do clube. Dessa forma, separamos cinco nomes no mercado de transferências do clube, com o top 5 de contratações mais caras da história:

Marcão por £900 mil vindo do Athletico Paranaense

O primeiro no mercado de transferências, o zagueiro brasileiro é o reforço mais caro da história da equipe. O defensor passou um ano na equipe e se mudou para o Galatasaray, da Turquia.

Foram 24 jogos, três gols e uma assistência.

Nikola Maras por £400 mil vindo do Rad Belgrad-SER

Em suma, o zagueiro sérvio defendeu o time por duas vezes. Em 2017, passou dois anos, até 2019, com bons jogos e atuações convincente. Após este passagem, foi por empréstimo para o Almería-ESP, e voltou em 2020.

Foram 62 jogos, com cinco gols e uma assistências.

Jefferson por £350 mil vindo do Hajduk Split-CRO

O zagueiro brasileiro passou três anos dentro da equipe do Chaves. O jogador tem grande respeito dentro da agremiação e com a torcida, pois defendeu a equipe por 75 vezes, com duas assistências.

Matheus Pereira à custo zero vindo do Sporting CP

Portanto, o brasileiro passou um ano defendendo a equipe na segunda divisão portuguesa por empréstimo. Agora, já fora de Portugal, o jovem meia atuou muito, com uma grande temporada de 30 jogos, oito gols e cinco assistências, que resultou na venda para o futebol da Premier League.

Renan Bressan à custo zero do APOEL-CHI

Em suma, o meia brasileiro passou dois anos na equipe flaviense. Renan também marcou seu nome na história da equipe, ajudando o time a subir uma divisão. São 88 jogos, 11 gols e 10 assistências, mas decidiu retornar ao Brasil.