Luxo, natureza e segurança ‘militar’: As vilas que abrigam mansões milionárias dos astros da Premier League

7 minutos de leitura

Suítes luxuosas, piscina, sauna, adega, academia, cinema particular…

As mansões dos jogadores de futebol costumam ter de tudo. Mas na Inglaterra, onde ficam essas casas? Quais são os bairros favoritos dos jogadores dos grandes clubes da Premier League?

A PL Brasil investigou e trouxe os detalhes das moradias luxuosas dos astros da liga inglesa.

Começando pelo norte da Inglaterra. Onde estão Liverpool, Manchester City e Manchester United, existe uma região ou “county” (condado) conhecida como Chesire

Hale, Hertfordshire e Cobham são três das principais vilas que abrigam mansões de jogadores da Premier League (Imagem: Reprodução Google Maps)

Essa área com mais cara de campo que cidade é formada por pequenas vilas como Alderley Edge, Prestbury e Wilmslow. E devido à quantidade de jogadores que vivem por ali, é conhecida como “Footballers Belt” (Cinturão dos jogadores) ou também “Golden Triangle” (Triângulo Dourado).

Nessa região, já moraram estrelas dos Red Devils como Rio Ferdinand, David Beckham, Wayne Rooney, Cristiano Ronaldo e Sir Alex Ferguson.

Mas a vila que mais chama a atenção em Chesire é Hale, a bola da vez entre os jogadores da Premier League. Para se ter uma ideia, de acordo com um estudo realizado em 2010, pelo menos 33 atletas moravam lá naquela época. Hoje, estima-se que o número seja ainda maior. É tanto jogador que sai um, entra outro. O atacante Antony, por exemplo, vive na casa que era do francês Paul Pogba.

Hale fica a mais ou menos 10 minutos de carro do CT de Carrington, do Manchester United. Por ali é comum ver o técnico Erik Ten Hag pedalando, o meia Bruno Fernandes tomando um café ou o ídolo do Manchester United Roy Keane passeando com seu cachorro.

O local também é casa para atletas do Liverpool, como o brasileiro Alisson, e fica a 20 minutos de carro do CT. Para os tetracampeões da Premier League pelo City, a distância até o CT Etihad Campus chega a ser um pouquinho maior, quase 30 minutos. Mas para jogadores como Kyle Walker e Ederson, por exemplo, ainda assim vale muito a pena morar em Hale. 

frente.casa_.alisson
Vista aérea da casa do goleiro Alisson (Foto: Rightmove)

Mas além localização privilegiada, o que faz dessas vilas em Chesire o destino favorito para estrelas do futebol inglês?

  • Elevado grau de tranquilidade e segurança;
  • Afastada das principais estradas;
  • Casas rodeadas por muito verde;
  • Sensação de reclusão e privacidade.

Áreas como Hale também abrigam excelentes escolas, restaurantes renomados, lojas de grife, oferecendo tudo que os jogadores e suas famílias precisam para manter um estilo de vida luxuoso. É muito comum passar pelos centrinhos dessas vilas e ver por ali alguns supercarros das estrelas que chegam para jantar ou fazer compras.

Essas vilas são tão famosas que atraem jogadores de clubes que nem chegam a ser tão próximos dali como Leicester, Stoke, Blackburn e Bolton. Uma viagem de Hale até o CT do recém-promovido Leicester, por exemplo, pode levar até duas horas.

E quanto custa morar em Hale? Para se ter uma ideia, o goleiro Alisson recentemente colocou sua mansão de seis suítes no mercado, por aproximadamente 4,75 milhões de libras — mais de R$ 31 milhões.

E em Londres?

Em Londres, o cenário é um pouco diferente. Estamos falando de uma metrópole com quase 10 milhões de habitantes, um dos metros quadrado mais caros do planeta e com sete clubes de diferentes regiões na Premier League.

A maioria dos centros de treinamentos está localizada em áreas mais afastadas da cidade pois muitos atletas optam pela mesma “vibe do campo” de Chesire para fugir do ritmo frenético da capital inglesa. Mas toda regra tem sua exceção.

Os ex-atacantes do Chelsea Diego Costa e Olivier Giroud, por exemplo, viviam nos bairros de Imperial Wharf e Battersea, respectivamente. Essas regiões são mais badaladas e próximas do centro de Londres. No entanto, a maioria esmagadora dos jogadores do Chelsea opta por morar em Cobham, uma vila localizada na região de Surrey, onde está o CT dos Blues.

casa.john_.terry_
Ex-casa de John Terry avaliada em 6,25 milhões de libras e localizada a 10 minutos do CT do Chelsea (Foto: Savills)

No norte de Londres, onde ficam os rivais Arsenal e Tottenham está o condado de Hertfordshire, que abriga vilas como Hadley Wood e Cuffey. Por ali, a localização privilegiada e próxima aos CTs dos clubes é a principal vantagem.

Um pouco mais centralizado, mas ainda no norte de Londres, o bairro de Hampstead Heath, também um dos queridinhos dos jogadores dos Gunners e dos Spurs. Em 2018, o ex-zagueiro dos dois rivais, William Gallas, colocou sua mansão de seis quartos à venda por 6,95 milhões de libras — mais de R$ 46 milhões. 

Problemas com segurança

Recentemente o lateral do Chelsea, Ben Chilwell colocou sua mansão em Cobham à venda por 4,7 milhões de libras, o que daria mais de R$ 31 milhões. O motivo: segurança.

O número de assaltos ou furtos às casas de jogadores tem crescido na Inglaterra nos últimos anos. O meia do Manchester City Jack Grealish teve sua casa em Chesire assaltada no último Boxing Day. Enquanto sua família estava na residência do camisa 10 assistindo-o jogar pela TV, ladrões invadiram a residência e levaram cerca de 1 milhão de libras em joias (mais de R$ 6,5 milhões).

Durante a Copa do Mundo de 2022, Raheem Sterling, atualmente no Chelsea, foi forçado a voltar para casa após uma invasão em sua casa em Surrey. Outros jogadores como Jesse Lingard, João Cancelo, Victor Lindelof e Paul Pogba também já foram alvo de criminosos.

No ano passado, o jornal “Daily Mail” revelou que os jogadores da Premier League começaram a investir milhares de libras na contratação de ex-oficiais do SAS, o serviço aéreo especial do exército da Grã-Bretanha, para trabalharem na segurança de suas mansões.

Além disso, também buscam por cães de guarda e construção de quartos do pânico com linhas telefônicas de emergência. Tudo para evitar que suas casas fossem invadidas por gangues em busca de joias, relógios e demais itens de valor.

Rodolfo Morsoletto
Rodolfo Morsoletto

Jornalista nascido e formado no interior de São Paulo, com passagens por Terra e OneFootball. Foi repórter de rádio, setorista do XV de Piracicaba e cobria jogos do Campeonato Paulista da Série A3. Morou por um tempo na Itália antes de desembarcar em Londres, onde está desde 2018. Atualmente é correspondente da PL Brasil em território inglês e já esbarrou com José Mourinho andando sozinho pelas ruas da capital britânica.

Instagram: @morsoletto
X: @r_morsoletto