Separamos um “carrasco” de cada um dos 20 times da Premier League

Históricos artilheiros, séries invictas, grandes partidas: selecionamos um jogador carrasco de cada clube da PL

0
355
Catherine Ivill Collection Getty Images Sport
Catherine Ivill Collection Getty Images Sport

Seja coincidência/superstição seja questão de mentalidade (ou esforço dos atletas ou qualquer outra explicação que você possa encontrar), é fato que não é algo incomum no futebol os jogadores terem melhor desempenho disputando certa competição, jogando em específico estádio ou enfrentando determinado adversário. Neste texto, a PL Brasil listou, para cada clube da Premier League 19/20, um jogador carrasco.

Ou seja que tem, em sua carreira, um retrospecto positivo e favorável contra tal equipe – sendo decisivo, marcando gols e dando assistências, conseguindo resultados marcantes ou mesmo estabelecendo o rival como notável freguês.

Aqui consideramos apenas os jogadores em atividade e que disputam a vigente edição do Campeonato Inglês. Mas, não restritas as estatísticas exclusivamente às partidas da Premier League ou ao período do jogador em seu clube atual, sendo analisado todo o histórico do atleta contra determinado adversário.

Leia mais: FIFA 20: 5 sugestões de elencos da Premier League para o seu Ultimate Team

Carrasco do Arsenal: Mohamed Salah

O histórico de Mohamed Salah contra o Arsenal é o exemplo perfeito de jogador carrasco. Desde que chegou ao Liverpool são cinco partidas contra os Gunners – e nenhuma derrota – com cinco gols e duas assistências. E nesta temporada já foram dois tentos, na vitória por 3 a 1, na terceira rodada, em Anfield.

Aliás, foi também contra o Arsenal que o egípcio marcou seu primeiro gol pelo Chelsea, logo em seu terceiro jogo pelos Blues, em março de 2014.

Carrasco do Aston Villa: Billy Sharp

Ídolo histórico do Sheffied United, Billy Sharp disputou três partidas contra o Aston Villa na Championship, com nenhuma derrota. Na edição 18/19, marcou um gol na goleada por 4 a 1 no primeiro turno e foi autor de hat trick no empate de 3 a 3 no returno.

Muito antes disso, na Copa da Liga 06/07, foi o autor do único gol do Scunthorpe United, à época na League One, na eliminação diante dos Villans. Assim, totaliza cinco gols em quatro partidas contra o clube de Birmingham.

Carrasco do Brighton: Wilfred Zaha

Charlie Crowhurst/Getty Images

Dos 53 gols já marcados por Wilfred Zaha com a camisa do Crystal Palace, cinco foram contra o Brighton. E o marfinense também anotou duas assistências nas dez partidas em que enfrentou os Seagulls.

Mas o bom desempenho de Zaha no M23 Derby ultrapassa os números. O atacante foi o grande carrasco na classificação sobre o rival nas semifinais dos playoffs da Championship 12/13 – culminando no retorno dos Eagles à Premier League.

Carrasco do Bournemouth: Raheem Sterling 

O Bournemouth é o clube que mais vezes sofreu gols de Sterling. São 11 tentos do atacante em apenas dez partidas contra o clube, com uma incrível marca de dez vitórias. Pelo Liverpool, foram dois gols em dois jogos, ajudando a eliminar os Cherries na Copa da Inglaterra e na Copa da Liga.

Já pelo Manchester City, são nove gols e duas assistências em oito confrontos pela Premier League, incluído o gol na vitória por 3 a 1 nesta temporada. E foi contra o Bournemouth que Sterling marcou seu primeiro hat trick pelos Citizens, em outubro de 2015.

Carrasco do Burnley: Sadio Mané

Desde que Mané chegou ao Liverpool, os Reds já enfrentaram o Burnley sete vezes na Premier League. E com Mané em campo, foram quatro partidas e quatro vitórias. Já quando esteve ausente – lesionado ou suspenso – apenas uma vitória, com um empate e uma derrota.

Considerando o gol marcado nesta temporada – em vitória por 3 a 0 – são quatro gols do senegalês nos últimos três confrontos com o Burnley. Ele também disputou dois jogos contra o clube pelo Southampton, mas sem balançar as redes.

Carrasco do Chelsea: Sergio Aguero

Se o Manchester City é o clube que mais derrotou o Chelsea na década – 12 vezes – Sergio Aguero é o grande carrasco dos Blues nesse período. Em 17 partidas – das quais nove vitórias – são treze gols marcados, incluídos dois hat tricks.

E em cima do rival, foi campeão da Copa da Liga na temporada 18/19 e da Community Shield, a Supercopa da Inglaterra, em 2012 e 2018, quando autor dos dois gols na vitória por 2 a 0. E antes de chegar aos Citizens, o argentino também já havia marcado dois tentos pelo Atlético de Madri contra o clube londrino, em empate por 2 a 2 na Liga dos Campões 09/10.

Carrasco do Crystal Palace: Manuel Lanzini

West-Ham-Lanzini Julian Finney Collection Getty Images Sport
Julian Finney Collection Getty Images Sport

Dos 20 gols já marcados por Lanzini na Premier League, quatro foram contra o Crystal Palace. E isso em apenas seis partidas, o que torna ainda mais impactante a média do meio-campista contra o rival londrino.

Nas edições 15/16 e 16/17 da elite inglesa, o argentino balançou as redes em quatro confrontos consecutivos contra os Eagles.

Carrasco do Everton: Gabriel Jesus

Desde que chegou ao Manchester City, Gabriel Jesus tem feito do Everton sua maior vítima na Inglaterra. Dos seus 29 gols na Premier League, cinco foram contra os Toffees. E esse feito em cinco partidas, das quais permanece invicto, com quatro vitórias e um empate.

A única vez que Gabriel não marcou contra o Everton foi no primeiro confronto com o clube, em agosto de 2017. De lá para cá, uma sequência de quatro partidas balançando as redes. Nesta temporada, foi dele o gol que abriu a vitória dos Citizens por 3 a 1 em Goodison Park.

Carrasco do Leicester: Harry Kane

Harry Kane Tottenham Alex Davidson Collection Getty Images Sport
Alex Davidson Collection Getty Images Sport

Apesar da passagem de Harry Kane pelo Leicester ter sido breve – apenas 15 partidas – cada gol contra os Foxes não deixa de ser uma demonstração da “Lei do ex”. E pelo Tottenham já são 13 gols enfrentando o ex-clube. Tudo isso em 12 partidas, sendo apenas oito como titular.

Isso porque o atacante inglês foi autor de um poker (quando o jogador faz quatro gols na mesma partida) na goleada por 6 a 1 em 2017, em pleno King Power Stadium, e de um hat trick em vitória por 4 a 3, no mesmo ano.

Mas o histórico carrasco de Kane contra o Leicester começou antes mesmo de defender o clube. Em 2012, muito antes da fama, quando emprestado pelos Spurs ao Millwall, foi o grande destaque de vitória por 2 a 1 na Championship, com um gol e uma assistência.

Carrasco do Liverpool: Jamie Vardy

Em termos de resultados, Jamie Vardy não tem um saldo positivo contra o Liverpool, com apenas duas vitórias em dez partidas. Mas, mesmo nas derrotas, o atacante inglês costuma fazer valer sua fama de artilheiro. Já são sete gols marcados contra os Reds.

Entre fevereiro de 2016 e dezembro de 2017, balançou as redes em cinco partidas consecutivas frente o rival. E teve atuação marcante quando autor dos dois tentos em vitória por 2 a 0 durante a campanha do Leicester campeão na temporada 15/16.

Carrasco do Manchester City: Roberto Firmino

Desde que chegou ao Liverpool, Roberto Firmino disputou doze partidas contra o Manchester City, com saldo bastante positivo: seis vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas. E nos Reds o atacante nunca ficou fora de um jogo contra o rival.

Na Championship League 17/18, foi destaque na classificação sobre os Citizens nas quartas de final, com gol e assistência. Já na Premier League, são cinco assistências e quatro gols em oito confrontos, com atuação de gala em sua primeira partida contra o clube – goleada por 4 a 1 em 2015 no Etihad.

Carrasco do Manchester United: Gylfi Sigurdsson 

Sigurdsson já venceu o Manchester United na Premier League por três clubes diferentes – Tottenham, Swansea e Everton. Ao todo, em 13 partidas enfrentando os Red Devils, são cinco vitórias e cinco gols marcados, dos quais quatro em Old Trafford.

Na rodada de abertura da temporada 14/15, pelo Swansea, o islandês teve atuação memorável em vitória por 2 a 1 no Teatro dos Sonhos, com um gol e uma assistência. E em abril deste ano, foi novamente responsável por um gol e uma assistência, comandando goleada do Everton por 4 a 0.

Carrasco do Newcastle: Olivier Giroud 

Catherine Ivill Collection Getty Images Sport
Catherine Ivill Collection Getty Images Sport

O histórico de Giroud contra o Newcastle é bastante favorável ao atacante francês, sobretudo no início de sua trajetória no Arsenal. No geral, já são oito gols marcados contra os Magpies, tendo disputado apenas seis partidas como titular.

E se somadas suas participações saindo do banco de reservas, são doze confrontos, com onze vitórias e uma única derrota. Entretanto, bem verdade que, desde que chegou ao Chelsea, ainda não balançou as redes do Newcastle.

Carrasco do Norwich: Juan Mata

Naomi Baker Collection Getty Images Sport
Naomi Baker Collection Getty Images Sport

Nos tempos de Chelsea, Juan Mata enfrentou o Norwich em cinco oportunidades – com quatro vitórias e um empate – nas quais anotou dois gols e duas assistências. E se o espanhol já era um adversário indigesto pelos Blues, com o Manchester United tornou-se um verdadeiro carrasco.

Na 36ª rodada da temporada 13/14, Mata fez dois gols em goleada por 4 a 0 – placar que afundou de vez a equipe na zona de rebaixamento. Dois anos depois, na penúltima rodada da temporada 15/16, em vitória mínima dos Red Devils, foi o autor do gol que selou novo rebaixamento dos Canaries.

Carrasco do Sheffield United: Ryan Sessegnon

Crédito Tottenham divulgação

O período tão longo do Sheffiled fora da Premier League – uma década – dificulta encontrar um verdadeiro carrasco da equipe na elite inglesa. Assim, nosso destaque fica para Ryan Sessegenon, hoje no Tottenham, que enfrentou o clube na Championship 17/18.

À época no Fulham, com apenas 17 anos, foi titular nos dois confrontos contra os Blades. Na primeira partida, marcou o único hat trick de sua carreira, em vitória por 5 a 4, em pleno Bramall Lane. No returno, foi importante em mais uma vitória, dessa vez por 3 a 0.

Carrasco do Southampton: Ashley Barnes

Stu Forster Collection Getty Images Sport
Stu Forster Collection Getty Images Sportc

Nos tempos de Brighton, foram quatro confrontos entre Ashley Barnes e Southampton, com dois gols do atacante inglês, ambos na League One. Já pelo Burnley, na Premier League, são oito jogos contra os Saints e cinco gols marcados.

E com Barnes em campo, a última derrota do Burnley para o Southampton foi em março de 2015 – desde então, são três vitórias e três empates. Na rodada de abertura desta temporada, anotou dois gols na vitória por 3 a 0 no Turf Moor.

Carrasco do Tottenham: Aubameyang

Arsenal x Tottenham sanchez aubameyang Julian Finney Collection Getty Images Sport
(Credit: Julian Finney Collection Getty Images Sport)

Apesar de números expressivos com a camisa do Arsenal – 49 gols em 75 jogos – Aubameyang tem fama de não balançar as redes contra os clubes do Big Six. E, realmente, desde que chegou aos Gunners, são apenas seis gols marcados em 19 desses confrontos.

Em compensação, enfrentando o Tottenham, o atacante ainda tem feito valer seu histórico de artilheiro. No North London Derby, já são três gols em cinco partidas – isso que ainda teve penalidade defendida por Lloris na temporada 18/19.

Mas o retrospecto de Aubameyang contra os Spurs é ainda melhor nos tempos de Borussia Dortmund. Marcou quatro gols em quatro partidas e foi o grande destaque de classificação sobre o Tottenham na Liga Europa 16/17.

Carrasco do Watford: Riyad Mahrez

No quesito gols, o Watford é o adversário preferido de Mahrez. Em onze confrontos, o argelino já foi às redes sete vezes, a melhor marca de sua carreira. Pelo Leicester, foram cinco gols em sete partidas. Pelo Manchester City, em quatro jogos, além de dois tentos, quatro assistências.

E em termos de resultado contra o clube, são oito vitórias, incluindo a final da Copa da Inglaterra na temporada passada. Aliás, nos dois títulos ingleses que conquistou – 15/16 com os Foxes e 18/19 com os Citizens – derrotou o Watford nas duas partidas do campeonato.

Carrasco do West Ham: Callum Wilson

Junto do Huddesfiled, o West Ham é o clube que mais sofreu gols de Callum Wilson. São sete tentos do atacante em sete partidas contra os Hammers – todas pelo Bournemouth na Premier League – com três vitórias, três empates e uma única derrota.

E já na primeira partida enfrentando o West Ham, na temporada 15/16, Wilson anotou um hat trick, em vitória por 4 a 3 no Boleyn Ground. E com o gol marcado na atual temporada – em empate de 2 a 2 – ele agora soma três partidas consecutivas marcando contra o clube.

Carrasco do Wolverhampton: Tammy Abraham

Em três partidas contra o Wolverhampton, Tammy Abraham tem incríveis seis gols marcados. Na Championship 16/17, à época no Bristol City, o atacante anotou dois gols em vitória por 3 a 1 e ainda deixou sua marca em derrota por 3 a 2.

E, pelo Chelsea, por enquanto manteve a sina de sempre marcar quando enfrenta os Wolves. Nesta temporada, foi contra os Wolves que marcou o seu primeiro hat trick na Premier League, em vitória por 5 a 2 em pleno Molineux.

Não há posts para exibir