‘Não gostei’: Campeã da Copa com a Espanha leva beijo de dirigente em episódio revoltante

6 minutos de leitura

Espanha (F)
20/08/23 - 07:00

Finalizado

1

-

0

Inglaterra (F)

Espanha (F) - Inglaterra (F)

Women's Copa do Mundo - Stadium Australia

1° Turno

Uma cena lamentável marcou a entrega de medalhas para as jogadoras da Espanha, que conquistaram a Copa do Mundo feminina de forma inédita neste domingo (20), ao bater a Inglaterra por 1 a 0, em Sydney, Austrália, com gol de Carmona.

Na fila em que as campeãs recebiam as medalhas antes de levantar a taça, elas eram cumprimentadas por Luis Rubiales, presidente da Real Federação Espanhola de Futebol. Quase todas receberam beijos e abraços de Rubiales, mas uma chamou a atenção.

A meia Jenni Hermoso, titular na final, recebeu um beijo na boca do presidente depois de cumprimentá-lo. Incomodada, a jogadora do Pachuca do México comentou o acontecido em live no vestiário, após a festa do título.

É, eu não gostei. Mas o que eu poderia fazer?“, declarou Hermoso depois de ser forçada a beijar a boca de Rubiales.

Nem a Federação e nem Rubiales se pronunciaram pelo acontecido, apesar da péssima repercussão nas redes sociais.

Espanha foi campeã apesar de polêmica com treinador

O título inédito para as espanholas veio apesar das polêmicas que cercaram a preparação para a Copa do Mundo. A seleção viveu uma ruptura entre as jogadoras e a comissão técnica, de tal forma que os gols — e até o título — foram comemorados de forma separada.

Um grupo de 15 jogadoras da seleção assinou um comunicado para exigir a saída do técnico Jorge Vilda no ano passado, depois da queda nas quartas de final na Eurocopa de 2022. As queixas se direcionavam para os métodos de trabalho, tratamento do treinador e até denúncias sobre assédio moral. Rubiales preferiu manter Vilda no cargo.

Hermoso é a maior artilheira da história da seleção espanhola

A vitória representou o primeiro título da Espanha na Copa do Mundo feminina e coroou também a carreira de Hermoso. A meia de 33 anos acumula mais de 100 jogos com a camisa da Seleção, é a maior artilheira da história do país e teve passagens vitoriosas por Atlético de Madrid, Barcelona e PSG, entre outros.

A espanhola foi por cinco vezes artilheira da primeira divisão do futebol feminino espanhol e também foi eleita a terceira melhor jogadora do mundo de 2021 segundo a Fifa. A Espanha também conta com a atual melhor jogadora do mundo, Alexia Putellas.

Hermoso fez três gols e deu duas assistências na campanha vencedora. Ela ainda perdeu um pênalti na decisão que teria ampliado o placar diante das inglesas.

Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista nascido em Campinas, morador de São Paulo e formado pela ECA-USP. Subcoordenador da PL Brasil desde 2023. Cobri Copa América, Copa do Mundo e Olimpíadas no EL PAÍS, eleições nacionais na Revista Veja e fui editor de conteúdo nas redes sociais do Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]