A histórica trajetória do Tottenham até a final da Champions League

Spurs buscam primeiro título da competição continental

0
358
A histórica trajetória do Tottenham até a final da Champions League

No dia 1º de junho, o Tottenham disputará a primeira final da Champions League em toda a sua história. No entanto, não foi nada fácil para os comandados de Mauricio Pochettino na campanha para chegarem até a decisão.

Com sofrimento em praticamente todas as fases da competição, a equipe de Londres chegou até a final por conta de muita garra, determinação e claro, mostrando um futebol bastante competitivo.

A PL Brasil vai relembrar toda a caminhada do Tottenham para chegar até a decisão do torneio de clubes mais importante do velho continente.

Leia mais: Balanço da temporada do Tottenham na Premier League

A fase de grupos

Depois de terminar a Premier League de 2017/18 na 3ª colocação com 77 pontos, o Tottenham garantiu uma vaga direta na fase de grupos da Champions League.

O sorteio determinou a entrada dos Spurs no grupo B, junto com Barcelona, Internazionale e PSV. O grupo foi considerado por muitos como o grupo da morte.

Com apenas um ponto nos primeiros três jogos, a classificação dos Spurs parecia ser improvável, mas as vitórias sobre o PSV e a Inter no Wembley, somado ao empate contra o Barcelona no Camp Nou garantiram o Tottenham na próxima fase.

Foram oito pontos somados, o mesmo número de pontos da Inter de Milão, mas a equipe inglesa levou a melhor no primeiro critério de desempate, que é o confronto direto. O Barcelona acabou sendo o líder isolado do grupo com 14 pontos.

Foto: Getty)

Classificações históricas nas fases mata-mata

Como terminou a fase de grupos na 2ª posição de seu grupo, o Tottenham já entrava em desvantagem na próxima fase por ter que enfrentar adversários mais complicados na fase seguinte.

O sorteio colocou os Spurs frente a frente com o Borussia Dortmund, que terminou como o líder do grupo A com 13 pontos.

No primeiro jogo realizado em Wembley, o time londrino não tomou conhecimento dos alemães e abriram uma enorme vantagem após uma contundente vitória por 3 a 0. Os gols foram marcados por Heung-min Son, Jan Vertonghen e Fernando Llorente.

Com isso, os Spurs viajaram mais tranquilos para a Alemanha, podendo perder até por dois gols de diferença para se classificarem para a próxima fase.

O Dortmund até lutou e obrigou o goleiro Hugo Lloris a fazer grandes defesas que poderiam até complicar a vida do Tottenham no confronto, mas o gol marcado por Harry Kane no início da etapa final acabou matando qualquer chance de reação dos comandados de Lucien Favre.

Leia mais: Blackpool: da elite ao calvário dos problemas judiciais e a queda para a 4ª

Fernando Llorente acabou sendo o improvável herói da classificação do Tottenham contra o Manchester City. (Foto: Getty)

Nas quartas de final, o Tottenham enfrentou o Manchester City em um dos confrontos mais emocionantes dessa atual edição da Champions.

Com o seu novo estádio já à disposição, o clube optou por mandar o restante de seus jogos na temporada no seu novo estádio.

O Tottenham parecia embalado por ter uma nova casa para atuar e abriu vantagem sobre o Manchester City após uma vitória por 1 a 0. O gol da equipe londrina foi marcado por Son.

O jogo da volta no Ettihad Stadium foi um dos melhores, senão o melhor jogo da atual edição da Champions League.

Leia mais: Trabalho de Pochettino no Tottenham é uma aula

Após iniciar o jogo perdendo, o Tottenham conseguiu a virada e deu pinta de que estava encaminhando a sua classificação, mas os Citizens não desistiram.

Com a virada por 4 a 2, era os comandados de Pep Guardiola que estavam se classificando, até que aos 73 minutos, um herói improvável apareceu. Após cruzamento de Trippier, Llorente cabeceou e colocou o Tottenham na próxima fase.

As esperanças do City renasceram aos 94 minutos, quando Raheem Sterling fez um gol milagroso que seria o da classificação, mas o VAR acabou flagrando impedimento de Sergio Aguero no lance e o gol não foi validado.

Com a classificação, o Tottenham teria pela frente o tradicional e surpreendente Ajax, que eliminou os poderosos Real Madrid e Juventus.

Assim como nas outras fases, os Spurs iniciaram o confronto atuando dentro de casa, mas diferente dos outros jogos, o Tottenham não conseguiu abrir a vantagem necessária para dar tranquilidade no jogo de volta.

Com o gol marcado pelo meia Donny Van de Beek, o Ajax saiu de Londres com a vitória por 1 a 0 e a classificação teoricamente encaminhada.

Leia mais: Manchester United Women, a grata surpresa do começo da temporada feminina na Inglaterra

Em Amsterdã, os comandados de Pochettino precisariam vencer por dois gols de diferença ou vencer com mais gols marcados na casa do adversário. A missão que já era complicada, se complicou ainda mais.

Com gols de Matthijs De Ligt e Hakim Ziyech, o time holandês obrigava o Tottenham a ter que fazer um milagre na etapa final.

O milagre aconteceu. Em uma noite mágica de Lucas Moura, a equipe se classificou no último lance do confronto.

Em noite mágica de Lucas Moura, o Tottenham garantiu a vaga para sua primeira final de Champions League em toda sua história. (Foto: Getty)

Não há posts para exibir