Rashford assume a camisa 10 do United: relembre os que também usaram na era PL

Relembre outros craques que utilizaram o importante número

0
489
camisa 10 do united

A camisa 10 do United tem um novo dono: Marcus Rashford. O jovem formado no clube teve sua estreia contra o Midtjylland pela Uefa Europa League na temporada 2015/16. Neste jogo, foi às redes em duas oportunidades, marcando os primeiros gols com a camisa dos Red Devils.

Pela Premier League, estreou contra o Arsenal, quando novamente marcou dois gols e garantiu a vitória por 3 a 2. Rashford virou um talismã dos Diabos Vermelhos e já marcou contra Liverpool, Arsenal, Manchester City e Chelsea.

Rashford já vai para a sua quarta temporada como profissional e já tem disputas de Eurocopa e Copa do Mundo no currículo. Na primeira temporada começou utilizando a camisa 39, e nas outras duas usou a 19.

Nessa fará uso da honrada camisa 10 do United, que já teve outros grandes nomes como donos dentro da era Premier League.

Rashford assume a camisa 10 do United: relembre os que usaram essa camisa na era PL

Mark Hughes

O agora treinador Mark Hughes foi importante jogador do United entre as décadas de 1980 e 1990. Apesar de ter dirigido o rival Manchester City, Hughes fez parte do início da trajetória vencedora de Sir Alex Ferguson à frente do time de Old Trafford.

Assim, ele chegou nos Red Devils no verão de 1980, sendo observado pelo olheiro Hugh Roberts. Só três anos depois estreou, já assumindo a camisa 10 do United, no empate em 1 a 1 com o Oxford City, pela Taça da Liga.

Hughes teve duas passagens por Old Trafford. Posteriormente, passou por Barcelona e Bayern de Munique antes de retornar a Manchester. Pelo time espanhol fez apenas vinte e oito jogos e marcou quatro gols. Enquanto na Alemanha, jogou dezoito vezes e foi as redes seis vezes.

No United, nas duas passagens, atuou em 344 jogos e fez 120 gols, além de conquistar as duas primeiras edições da Premier League.

Roy Keane

Ídolo do United, Keane só fez uso da camisa 10 do United em uma temporada: a 1995/96. Apesar disso, atuou com as cores do clube de 1993 a 2005, foi capitão de 1997 a 2005 e se sagrou como um dos jogadores que mais conquistaram títulos pelo clube.

Com a camisa dos Diabos Vermelhos, foi multicampeão. Foram sete Premier League, quatro FA Cups e uma Uefa Champions League. Pelos Red Devils, atuou em 480 jogos e marcou 51 vezes.

David Beckham

Apesar de ser bem mais reconhecido por ter sido um dos grandes camisas 7 da história do Manchester United, Beckham também utilizou a 10 em uma temporada, na 1996/97. Beckham deu início a sua carreira profissional no clube em 1993.

Nos Diabos Vermelhos, o midiático jogador alcançou o auge das suas performances, alcançando grandes títulos. Em 2003, foi negociado com o Real Madrid.

Subestimado por ser muito midiático e por ser considerado bonito pela mídia, Beckham ficou nove anos em Old Trafford, deu 145 assistências e foi às redes 85 vezes.

Teddy Sheringham

Sheringham chegou a Old Trafford em agosto de 1997 do Tottenham, por 3,5 milhões de libras, para substituir o grande Eric Cantona, que havia se aposentado de maneira repentina e surpreendente.

Na sua estreia, mesmo perdendo pênalti, se redimiu e marcou dois gols contra o seu ex-time, os Spurs, dentro de White Hart Lane, garantindo a vitória da equipe comandada por Alex Ferguson.

Apesar de já ter 33 anos, conquistou dois importantes títulos com a camisa vermelha dos Red Devils. Na temporada 1998/99, alcançou as conquistas da FA Cup e da Champions League, na qual foi fundamental para a gigante virada frente ao Bayern de Munique, marcando o gol do empate naquela partida.

Leia mais: Fred no United: o que o brasileiro pode oferecer ao time de Mourinho

Ruud van Nistelrooy

Certamente, o centroavante holandês foi um dos melhores jogadores que jogaram pelo United no século XXI. Nistelrooy chegou do PSV por aproximadamente 19 milhões de libras e não demorou para começar a encantar.

Na sua primeira temporada, marcou 23 gols em 32 jogos pela Premier League, além de ir as redes dez vezes pela Champions League.

Na segunda, a 2002/03, superou a primeira e fez 25 tentos no Campeonato Inglês, também marcando 12 gols na Champions e alcançando a 6ª colocação do prêmio de Melhor Jogador do Mundo da Fifa.

Por anos disputou a artilharia da Premier League com o também gigante Thierry Henry. De 2001 a 2006, entrou em campo pelo United 219 vezes e fez 150 gols, chegando a uma incrível média de 0,685 gols por jogo.

Apesar de ter conquistado apenas uma Premier League nos Red Devils, virou ídolo da torcida vermelha. Posteriormente, deixou o clube rumo ao Real Madrid, por desentendimentos com Alex Ferguson motivados por diferentes assuntos.

Ruud viveu seu auge em Old Trafford (Foto: Mike Egerton/EMPICS via Getty Images)

Wayne Rooney

Inegavelmente gigante. Ídolo. Artilheiro máximo. Rooney foi revelado pelo Everton e chegou ao Manchester United em 2004, ficando até 2017, quando retornou ao seu clube de formação.

Chegou a Old Trafford surpreendendo positivamente, colecionando vitórias, gols e títulos, vestindo a camisa 8. Assumiu a camisa 10 do United somente na temporada 2007/08, uma das mais vitoriosas da história dos Diabos Vermelhos.

Entre 2007 e 2008 fez parte de um trio ofensivo de muito poder, ao lado de Cristiano Ronaldo e Carlitos Tevez. O trio conquistou a Premier League e a Uefa Champions League.

Certamente, Rooney é um dos maiores jogadores e ídolos da história do Manchester United. Com a camisa vermelha, foram 559 jogos e 253 gols, se tornando o maior artilheiro do clube.

Certamente, fez uma história linda e vitoriosa. Pelo United conquistou muitas taças, com destaque para cinco Premier Leagues, três Copas da Inglaterra, uma Uefa Champions League, um Mundial de Clubes da Fifa e três Copas da Liga Inglesa.

Rooney é um dos maiores ídolos da história dos Diabos Vermelhos (Foto: Clive Rose/Getty Images)

Zlatan Ibrahimović

O polêmico e competente Zlatan chegou a Old Trafford na temporada 2016/17. Concretizou o sonho de atuar na Premier League e voltou a trabalhar com o português José Mourinho.

Na primeira temporada vestiu a camisa 9, que segundo o próprio foi escolha sua. Pelo United, atuou por quase duas temporadas. Embora tenha realizado um início muito bom, sofreu dura lesão próximo ao fim da primeira temporada.

Só tinha contrato de uma temporada, mas após acordo entre as partes, já que Ibra se recuperava no clube, se resolveu estender por mais um ano e a partir desse momento assumiu a camisa 10 do United, que estava vaga devido a saída de Rooney, e porque Lukaku tinha assumido a 9.

Pelos Red Devils foram apenas 53 jogos e 29 gols. O ex-jogador de Inter, Milan, PSG e Barcelona logicamente foi prejudicado pela triste lesão. Mas, mesmo assim, foi impactante na Inglaterra, atuando em alto nível numa boa quantidade de partidas.

Ibra usou por pouco tempo a 10 no United (Foto: Oli Scarff/AFP/Getty Images)