Saka: a promessa do Arsenal já é realidade?

Saka é uma das grandes surpresas da temporada do Arsenal

Saka: a promessa do Arsenal já é realidade?
Justin Setterfield/Getty Images

Bukayo Saka é uma do poucos olhos da tempestade que vive o Arsenal na atual temporada. Um ponto onde existe tranquilidade e esperança para aqueles que acreditam que a equipe londrina pode voltar ao melhores dias. Mas, seria o jovem inglês mais do que uma expectativa para um futuro melhor?

A PL Brasil destrincha o desempenho de Saka nas competições que tem disputado, além de fazer um comparativo com as principais estrelas de sua posição.

O poder de fogo de Bukayo Saka

Quando Sead Kolasinac chegou ao Arsenal, era reconhecido por sua força física e sua capacidade ofensiva. Vinha de uma boa temporada do Schalke 04 e trazia esperanças ao clube quanto a sua capacidade de apoiar os atacantes. Seu início pelos Gunners foi promissor, mas conforme o tempo foi passando acabou perdendo espaço para lesões e não voltou a repetir as boas atuações.

Saka se mostra como uma nova esperança para o clube de Londres justamente neste ponto ofensivo. Quando sob o comando de Mikel Arteta, foi recuado para a lateral esquerda e lá tem conseguido emplacar uma boa série de partidas. É um jogador que chega ao ataque com facilidade, principalmente por trazer muitas características de um ponta de origem.

Ao lado de Pierre-Emerick Aubameyang, Saka consegue fazer com que o atacante possa entrar em diagonal e até se colocar numa posição mais centralizada no ataque – onde rende mais. O jovem lateral consegue dar suporte ofensivo e é capaz de achar espaços entre muitos marcadores, como visto na partida contra o Newcastle.

Leia mais: Brandon Williams: O despertar de um lateral-esquerdo?

São três assistências em 18 partidas disputadas, sendo 12 delas como titular. Um número que parece baixo, mas que se equipara ao de outro talento da liga da mesma posição: Ben Chilwell. O lateral do Leicester City conta, no entanto, com a vantagem de ter marcado mais gols (2) e também de ser mais constante ao longo das partidas.

Saka ainda é um jogador em formação, sem uma posição definida. Porém, já demonstra sinais de que está pronto para ao menos brigar de igual em posições carentes do Arsenal. Suas atuações pela Europa League demonstram ainda mais potencial, onde conseguiu em seis partidas marcar dois gols e dar seis assistências – jogando como ponta.

Quando lhe é permitida a infiltração na área, o jogador possui um ótimo chute cruzado de esquerda. Evoluindo neste quesito, Saka pode aumentar seu poder de fogo e ser duplamente perigoso nos avanços ofensivos da equipe.

Contribuições defensivas de Saka no Arsenal

Bukayo Saka de fato tem sido uma boa aquisição para o setor ofensivo do Arsenal, mas e quanto às suas contribuições defensivas? O jovem inglês tem atuado sob o comando de Mikel Arteta na lateral esquerda e sendo a primeira opção do elenco graças à lesão de Kieran Tierney e ao baixo desempenho de Kolasinac.

Apesar do ótimo desempenho na UEL, a Premier League torna-se o maior parâmetro quanto a regularidade do jogador. Nos jogos que disputou, Saka conta com um total de 32 roubadas de bola e uma média de 1,8 por partida. Para fins comparativos e isolados o desempenho médio, o inglês tem números melhores no quesito que Andrew Robertson (1,7) e Benjamin Mendy (1,0).

Acompanhe a PL Brasil no YouTube
  • 10 JOGADORES QUE ESTÃO SURPREENDENDO NA PREMIER LEAGUE

Bem que o lateral do Liverpool possui o agravante de ter disputado mais partidas (28 ao todo), porém Mendy conta com apenas 14 aparições e possui um desempenho bem abaixo de Saka nesse quesito defensivo. Mesmo com 18 anos e tendo começado a atuar em uma posição avançada no início da temporada, Saka tem aprendido como lidar com a lateral.

A defesa está longe de ser o ponto forte do franzino inglês, mas seus números não estão distantes de atletas que vem se destacando na posição como Ben Chilwell. Kolasinac pode até contribuir de forma assídua no setor, principalmente por seu poderio físico. Porém, o fato de estar rendendo pouco no ataque faz com que o Saka possa ter mais oportunidades em campo.

Justin Setterfield/Getty Images

Leia mais: Eddie Nketiah: a jovem promessa que pode ser o futuro do Arsenal

Em quais quesitos Saka pode melhorar?

A resposta deste subtítulo é quase uma antítese da grande pergunta deste texto: Saka já é uma realidade? Com 18 anos, pode-se dizer que ele está pronto para ter mais responsabilidades em uma equipe que busca a reestruturação após o longo período de Arsène Wenger. Porém, apesar de alguns bons números, o inglês ainda terá de passar por um amadurecimento árduo.

Fisicamente ainda é muito franzino, o que favorece seu futebol rápido e técnico, mas que também deixa a desejar em alguns quesitos defensivos. Se quiser continuar subindo de nível na Premier League, precisará aprender a suportar os avanços de adversários poderosos como Mohamed Salah e Adama Traoré. Isso sem depender tanto do apoio dos volantes.

Saka também precisa saber como lidar melhor com os duelos aéreos, sendo este o seu grande ponto fraco. São apenas seis duelos vencidos nas 18 participações, sendo este um número baixo e que pode ser explorado principalmente por times menores da liga. Este talvez seja o maior desafio do jogador que terá obrigações defensivas na lateral.

Com a volta de Tierney em alto nível, Saka pode perder espaços mas já demonstrou que tem mais chances de jogar do que Kolasinac. Na frente não deve ter oportunidades com Aubameyang e Gabriel Martinelli. Ao menos no esquema de Arteta. Portanto, desenvolver uma mentalidade tática afiada pode elevar ainda mais o alto nível técnico de Saka para que ele possa ser definitivamente uma peça essencial para o fim da tormenta dos Gunners.

Richard Heathcote/Getty Images

*Estatísticas retiradas do site da Premier League.