Bristol City – História, Mercado da Bola e Rumores

0
225
Bristol City – História, Mercado da Bola e Rumores
Os Robins de Bristol City

Antes de mais nada, Bristol City Football Club, ou apenas Bristol City é um time baseado na cidade mais populosa do sudoeste da Inglaterra. Em suma, a região antes da Revolução Industrial era uma das três mais importantes do país. Resumidamente, o Robins é um clube centenário, mas não frequentam a primeira divisão desde 1980.

O Bristol, que manda seus jogos no Ashton Gate, estádio com capacidade para aproximadamente 27 mil pessoas, atualmente disputa a Championship. Recentemente, contratou o treinador Nigel Pearson, ex-Watford, que foi o responsável pelo título do Leicester no campeonato da segunda divisão na temporada 2013/14.

Trajetória do Bristol City, fundação, conquistas e ascensão

Inicialmente Bristol South End, o clube trocou de nome quando se tornou profissional em 1897 e começou a disputar a Southern League. Porém, em 1900, se fundiu com seu rival de liga, o Bedminster FC, para que o clube formado entrasse na Football League. Dessa forma, se tornou o terceiro clube ao sul de Birmingham a participar da liga. Ainda nesse período, alcançou sua única final de FA Cup, quando perdeu para o Manchester United por 1 x 0.

Após este período, as coisas ficaram nebulosas para os Robins, foram 65 anos sem participar da primeira divisão inglesa encerrados em 1976. Todavia, no ano de 1980 o clube foi novamente rebaixado para a segunda divisão, o primeiro de três rebaixamentos, que culminaram na falência do time.

Posteriormente à falência, o clube recomeçou com um novo dono e sem os “Ashton Gate Eight”, os oito jogadores de maior salário que aceitaram o fim de contrato por metade do valor devido. Na quarta divisão, foram dois anos de consolidação até conseguir o acesso. Em seguida, o final da década de 80 foi de manutenção na terceira divisão até a chegada à Championship, em 1990.

Em síntese, após cinco anos na segunda divisão inglesa, o clube passou por momentos difíceis, com uma sequência de oito anos, entre 1999 e 2007, disputando a EFL League One. Desde 2015 o Bristol City disputa a Championship e se manteve no meio da tabela na maioria das edições, com altas e baixas durante as temporadas.

Mercado de Transferências do Bristol City

Em suma, o Bristol City nunca foi um time de grande força financeira, mas teve algumas movimentações importantes no mercado. Veja algumas negociações da história dos Robins.

John Atyeo do Portsmouth por valor desconhecido em 1951

Inegavelmente o maior jogador da história do Bristol City, o atacante John Atyeo é o artilheiro histórico da equipe, com 351 gols em 645 jogos. Foi contratado junto ao Portsmouth com 19 anos de idade, o inglês honrou a camisa dos Robins até 1966, ano que se aposentou.

John Atyeo
Foto: Reprodução/Bristol Sport

Andy Cole do Arsenal por 1.5 mi € em 1992

O atacante inglês, emprestado ao Bristol City em 1991 e comprado no ano seguinte marcou 25 gols em 49 jogos. Em sequência, foi vendido ao Newcastle United por 2.7 milhões de euros, e dos Magpies foi para o Manchester United, onde venceu cinco vezes a Premier League.

Andy Cole
Foto: Reprodução/Bristol Live

Jonathan Kodjia do Angers por 3 mi € em 2015

Em suma, o atacante marfinense foi destaque do Angers, com 15 gols marcados em 29 jogos. No Bristol City, marcou 19 gols e deu quatro assistências em 52 jogos. Além disso, o Aston Villa comprou o jogador por 12.8 milhões de euros, recorde do clube na época.

Jonathan Kodjia
Foto: Reprodução/Twitter/Bristol City

Famara Diédhiou do Angers por 5.3 mi € em 2017

Em sequência, o Bristol City contratou mais um atacante do Angers, agora o senegalês Famara Diédhiou, terceira transferência mais cara da história do clube. Eleito jogador da temporada 2019/20 dos Robins, o jogador marcou 51 gols em 169 jogos com a camisa do clube.

Famara Diedhiou
Foto: Reprodução/Bristol Live

Adam Webster do Ipswich Town por 4 mi € em 2018

Por fim, o jovem zagueiro Adam Webster, que aos 23 anos chegou de um rival da Championship para defender as cores do Bristol City. Com uma temporada de clube, marcou três gols e é a maior venda da história do clube, 20 milhões de euros em negociação com o Brighton.

Adam Webster
Foto: Reprodução/Bristol Sport