Brighton x Crystal Palace: a curiosa – porém feroz – rivalidade entre os times

O ódio entre dois times começou com café derramado e moedas atiradas

Brighton x Crystal Palace: a curiosa – porém feroz – rivalidade entre os times

São mais de 70 km separando o Crystal Palace do Brighton. Mesmo assim, o clássico é chamado de M23 Derby, em referência à rodovia M23, que liga o sul de Londres à região de Sussex. A PL Brasil conta agora a história da rivalidade Brighton x Crystal Palace.

Brighton x Crystal Palace: a curiosa – porém feroz – rivalidade entre os times

Pra quem olha de longe, parece improvável que exista uma rivalidade ferrenha entre as duas equipes. E a história dessa rivalidade é ainda mais peculiar: começou com um café derramado e moedas atiradas.

Alan Mullery foi um dos pivôs do episódio que originou a pitoresca rivalidade entre Brighton x Crystal Palace

Para entender tudo que cerca da história vamos precisar voltar no tempo, até o ano de 1976.

O técnico do Brighton era Alan Mullery. Ele foi contratado pelos Seagulls no mesmo mês em que o Crystal Palace anunciou Terry Venables como técnico. Mullery e Venables haviam jogado juntos no Tottenham e nunca se deram muito bem.

As histórias contam que houve um atrito quando Mullery foi escolhido como capitão dos Spurs e Venables teve que se contentar com o posto de vice-capitão. Desde o episódio, a relação entre os dois nunca foi das melhores.

Terry Venables (bem à esquerda) e Alan Mullery (bem à direita) quando jogavam pelo Tottenham

Agora treinadores, ambos tinham as missões de levar suas equipes ao acesso na Terceira Divisão Inglesa em 1976. E, naquela temporada, o Crystal Palace, de Venables, e o Brighton, de Mullery, se encontraram nada menos que cinco vezes.

Pela liga, foram duas partidas: um empate em 1 a 1 e uma vitória do Crystal Palace por 3 a 1. Mas os jogos entre as duas equipes que pegaram fogo mesmo foram pela FA Cup.

Leia mais: O que é hat trick: veja o significado em português

É necessário explicar aqui que, naquela época, em caso de empate na FA Cup, jogava-se o replay (uma outra partida) até que existisse um vencedor – em 1991, por exemplo, Arsenal e Leeds tiveram que jogar quatro vezes até que o Arsenal conseguisse a vitória e a classificação depois de três empates, e esse foi o estopim para que a FA mudasse a regra do replay nas edições seguintes.

De volta à nossa história, o Brighton recebeu o Crystal Palace no antigo Goldstone Ground pela primeira rodada da FA Cup no dia 20 de novembro de 1976. Após o empate por 1 a 1, o técnico do Brighton, Alan Mullery, criticou a postura defensiva do Palace de Terry Venables.

No jogo de volta, três dias depois em Selhurst Park, Venables armou a retranca novamente, e, novamente, a partida terminou empatada, dessa vez em 2 a 2. Mais uma vez, Mullery atacou a proposta de jogo do adversário.

Após dois empates, o confronto foi levado ao segundo replay. Stamford Bridge foi o palco escolhido para o terceiro duelo entre Brighton e Crystal Palace. Depois de ser adiado duas vezes por causa do inverno, o jogo finalmente aconteceu no dia 6 de dezembro de 1976, duas semanas depois da segunda partida.

Terry Venables (esquerda) e Alan Mullery (direita)

Essas duas semanas foram tempo suficiente para que Alan Mullery e Terry Venables trocassem provocações e indiretas durante suas entrevistas. O clima para o terceiro jogo foi inflamado e, à essa altura, os torcedores das duas equipes também estavam a mil.

Phil Holder fez 1 a 0 para o Crystal Palace. Minutos depois, o Brighton chegou às redes, mas o gol foi anulado por toque de mão.

Leia mais: Liverpool 3×1 Saint-Etienne: uma noite milagrosa em Anfield

Aos 33 minutos do segundo tempo, o Palace ainda vencia por 1 a 0 quando o zagueiro dos Eagles Barry Silkman derrubou Chris Cattlin na área. O árbitro Ron Challis marcou pênalti para o Brighton.

Brian Horton bateu o pênalti e fez o gol, para o delírio da torcida do Brighton. Mas o delírio e a celebração em breve se transformaram em fúria e revolta quando o juiz apitou e invalidou a cobrança por invasão à grande área. O pênalti teria que ser batido novamente.

Na segunda cobrança, Horton não fez o gol. O goleiro do Crystal Palace Paul Hammond defendeu, segurando o resultado e garantindo a vitória por 1 a 0 dos Eagles.

Após o apito final, Alan Mullery foi tirar satisfação com a equipe de arbitragem liderada por Ron Challis. O técnico do Brighton estava enfurecido.

Mullery orienta os jogadores do Brighton (Colorsport/Rex/Shutterstock)

Depois de reclamar com o juiz, Mullery se dirigia ao túnel que leva ao vestiário quando um torcedor do Crystal Palace jogou café fervendo no treinador do Brighton.

Revoltado e com a camisa manchada de café, Mullery foi em direção à torcida, pegou um punhado de moedas no seu bolso e jogou no chão, gritando para as arquibancadas:

“Isso é tudo que vocês valem, Crystal Palace!”

Mullery repetiu o grito várias vezes enquanto fazia gestos obscenos com as mãos. Ele depois foi multado pela FA, mas a chama da rivalidade Brighton x Crystal Palace já havia sido acesa.

Retrospecto recente

Zaha foi a estrela do acesso do Crystal Palace em 2013

Em 2013, outro importante duelo entre as duas equipes foi travado pelas semifinais dos playoffs da Championship. Na briga pelo acesso, o Crystal Palace venceu o grande rival por 2 a 0 no Amex Stadium após empate em 0 a 0 no jogo de ida.

Wilfried Zaha (sempre ele) anotou os dois gols dos Eagles. Na final, o Crystal Palace venceu o Watford na prorrogação e conquistou o acesso à Premier League.

Isso fez com que as duas equipes não se enfrentassem por quatro anos até a temporada passada, quando, pela primeira vez na história, o M23 Derby foi disputado na elite do futebol inglês.

Na temporada 2017/18, foram um empate (0 a 0 no Amex) e uma vitória do Crystal Palace (3 a 2 em Selhurst Park). Na atual temporada, o Brighton venceu em casa no primeiro turno por 3 a 1.