Birmingham City – História, Mercado da Bola e Estatisticas

0
442

Birmingham City Football Club

A princípio, o clube da cidade popularizada pela série Peaky Blinders se chamou Small Heath Alliance em sua fundação em 1875. Após 1905, passou a ser chamado de Birmingham Football Club e em 1945 recebeu o nome atual da equipe.

Utilizando em seu uniforme titular as cores tradicionais do clube (azul e branco), o clube hoje disputa a EFL Championship, segunda divisão do Campeonato Inglês, além das copas nacionais. Seus principais rivais são o Aston Villa, o West Bromwich e o Wolverhampton.

Atualmente, o treinador inglês Lee Bowyer comanda a equipe e o seu estádio, o St. Andrew's Stadium, se localiza no bairro de Bordesley, em Birmingham.

O clássico de Aston Villa x Birmingham City  é chamado de Second City Derby por se tratar da segunda cidade mais importante da Inglaterra, atrás apenas de Londres. Diversas cidades tiveram essa denominação, como Liverpool e York.

Porém, a partir do século XX, Birmingham recebeu a denominação de Second City após se tornar a segunda cidade mais populosa da Inglaterra, com um polo industrial forte, assim como suas equipes de futebol. Dessa forma, a região possui uma intensa movimentação do mercado da bola.

Ademais, na rivalidade, o Aston Villa possui mais títulos e vitórias no clássico. Entretanto, o Birmingham possui uma final ganha em cima do grande rival. O último confronto entre os times na Premier League foi em 2011, já que os Villans jogam a Primeira Divisão e os Blues a Segunda.

Trajetória do time, fundação, conquistas e ascensão

Apesar de ter tido uma longevidade fundamental na Premier League durante o século XX, o clube nunca ganhou um Campeonato. Além disso, os únicos títulos de grande expressão da equipe são duas Copas da Liga Inglesa, sendo um deles em cima do rival Aston Villa.

Entretanto, o time possui também quatro títulos da Segunda Divisão e uma Terceira Divisão do Campeonato Inglês, duas EFL Trophy e uma Birmingham Senior Cup.

De origem operária, funda-se o time em 1875 com o nome de Small Heath Alliance. Além disso, conheciam o clube por ser da admiração dos Peaky Blinders, gangue de ciganos do período entre guerras no século XX.

Dessa forma, com a popularização da série sobre os gângsteres, é possível identificar diversas pessoas vestidas a caráter no St. Andrews Stadium, com as características boinas da Família Shelby.

O clube conta com diversos ídolos, como Joe Bradford – o maior artilheiro da história dos Blues – Harry Hibbs – jovem atleta que, ao se tornar titular, também se tornou o jogador do Birmingham City com mais participações na seleção inglesa (25 ao todo) – além de diversos outros atletas com impacto no mercado da bola.

Mercado de transferências do Birmingham City FC

O Birmingham City, apesar de possuir uma grande história, é um clube pequeno. Entretanto, possui diversas contratações e vendas que chamaram a atenção do mercado da bola, por virem de gigantes europeus ou irem à eles.

Jude Bellingham vendido ao Borussia Dortmund por €23 milhões

O atleta, que se tornou o mais jovem a marcar um gol pelo clube numa virada contra o Stoke City por 2 x 1, veio dos Blues de Small Heath. Desde então, o jogador vem sendo cotado como uma futura promessa, tanto pros Aurinegros quanto pra seleção inglesa. Ele foi a venda mais cara da história do mercado de transferências do Birmingham City.

Emile Heskey do Liverpool FC por €9,3 milhões

Após ser diversas vezes campeão com os Reds, o antiguano veio para Birmingham e se tornou a contratação mais cara da história do mercado da bola do clube. Movimentando adequadamente o mercado da bola, o jogador não teve uma passagem excepcional pelo clube, mas vingou: foram 14 gols em 68 partidas.

Nikola Zigic do Valência CF por €7 milhões

Apesar de não ter tido uma carreira excepcional como jogador de futebol, tendo se destacado como artilheiro do Campeonato Sérvio-Montenegrino na temporada 03/04, o jogador foi fundamental para o segundo título de grande expressão do Birmingham City, o bicampeonato da Copa da Liga Inglesa, e assim se consagrou uma boa aquisição do mercado de transferências do time.

Mikael Forssell do Chelsea por €4,5 milhões

Considerado um dos maiores talentos do futebol finlandês, foi emprestado pelo Chelsea e permaneceu entre 2005 e 2008 nos Blues, onde teve uma temporada de destaque com 17 gols marcados em 32 oportunidades. Entretanto, na temporada seguinte em Birmingham, se lesionou e desfalcou o resto do contrato. Assim, a equipe o dispensa e ele retorna ao time de Londres, onde continuou chamando a atenção do mercado da bola.

Roger Johnson vendido ao Wolverhampton por €5 milhões

O jogador, que viria a ser a 5ª venda mais cara do mercado de transferências dos Blues, fez parte de um elenco que ficou 12 jogos invicto na Premier League, um recorde do clube. Além disso, deu uma assistência para Nikola Zigic que decretou a zebra contra o Arsenal na final da Copa da Liga Inglesa de 2011.

Foto destaque: Reprodução/Birmingham City Football Club