Bielsa no Leeds: uma aposta “louca” para voltar à elite

O que o Leeds United pode esperar de Marcelo Bielsa: revolução ou loucura?

0
402
bielsa no leeds

Para alguns, gênio, para outros, louco. Marcelo Bielsa é, sem dúvidas, uma das maiores figuras do futebol atual, tanto pelo estilo de jogo ofensivo e taticamente vistoso, quanto por suas ações. O homem que encantou e aconselhou Guardiola não à toa tem o apelido de “El loco”.

Afinal, não é qualquer um que assina contrato com um time e desiste dois dias depois. E pensando nisso, o tradicional Leeds resolveu “fazer uma loucura”.

Sem disputar a Premier League desde 2004, o time três vezes campeão inglês decidiu ousar.

Com o maior salário da história do clube, cerca de 2,5 milhões de euros por temporada, o técnico Marcelo Bielsa substitui Paul Heckingbottom. Sim, teremos Bielsa no Leeds, que busca retornar à elite.

Leia também: Como o Leeds quase conquistou a Champions em uma final polêmica

É de loucura que precisamos?

Marcelo Bielsa aceita desafio de assumir o Leeds United. (Getty Images)

Desde o rebaixamento na temporada 2003/2004, o Leeds não teve vida fácil na Championship. Apenas na temporada seguinte à queda (2004/05), 5º na classificação final, conseguiu uma vaga nos playoffs.

No primeiro confronto do mata-mata, eliminou o Preston North End, 4º colocado da competição. No entanto, na final, contra o Watford, perdeu por 3 a 0 e acabou não voltando para a primeira divisão inglesa.

Depois disso o time só figurou em posições de meio de tabela. O mais próximo que conseguiu chegar aos playoffs da Championship foi nas temporadas de 2010/2011 e 2016/2017. A equipe terminou a competição na 7ª colocação, a uma posição da zona de classificação. Isso sem falar no rebaixamento para a League One, em 2006.

A chegada de Bielsa pode trazer um espírito competitivo e dar um novo ânimo ao time. Apesar do desempenho ruim pelos clubes onde passou, Bielsa é conhecido por tirar o melhor de cada atleta, fazendo a vontade se sobrepor à técnica.

Bielsa no Leeds: mudança de filosofia e muito trabalho

Bielsa em curso sobre tática no futebol. (Getty Images)

A chegada de Bielsa pode trazer uma grande mudança no perfil do time do Leeds. O time que vem passando por técnicos com estilos de jogo mais físicos e com a força na bola aérea, pontos de vistas completamente diferentes do que pensa o comandante argentino, que é adepto do jogo mais fluído e ofensivo.

Bielsa é um workaholic nato. Assiste incessantemente a DVDs de times adversários, estuda jogadores e tem um vasto conhecimento de mercado de transferências.

Na época que treinava o Athletic Bilbao, o treinador admitiu ter assistido a 42 jogos do Schalke 04, seu adversário na Europa League. Ele transformou completamente o Bilbao, clube tradicional conhecido por nunca ter sido rebaixado e por só aceitar jogadores bascos.

Com um estilo de jogo ofensivo, Bielsa levou o Athletic a uma final de Europa League. Isso que não acontecia desde a temporada 1976/77.

O título não veio, o Bilbao perdeu a final para o poderoso Atletico de Madrid, mas o legado e a idolatria ficaram em San Mamés.

Bielsa comandando o Athletic Bilbao. (Getty Images)

Temperamento explosivo

Se Bielsa pode mudar a forma de jogo do Leeds e levar o time de volta à elite, as chances de a equipe contratar vários jogadores e vê-lo abandonar o projeto também existe.

Desde que chegou a solo europeu, “El Loco” não passou mais que duas temporadas num clube, à exceção do Athletic Bilbao.

O técnico é conhecido por fazer inúmeras exigências para assumir um cargo. E, se não cumprirem com o prometido, ele pede o boné sem pensar duas vezes.

Em seu último trabalho, no Lille, o time contratou nove jogadores. Além disso, dispensou 12, dos 29 atletas do elenco francês, todos a pedido de Bielsa. Tudo isso com um detalhe: Bielsa afastou os 12 jogadores por SMS.

Após nove meses com resultados ruins e com a zona de rebaixamento próxima, o Lille suspendeu seu contrato por questões comportamentais. Logo em seguida, demitiu o treinador.

Temperamento explosivo, brigas constantes e situações inusitadas podem ser constantes no dia a dia do Leeds. Já Bielsa chega a um país onde nunca trabalhou para voltar a provar para o mundo que é um técnico de ponta. A temporada 2018/19 vai pegar fogo na Segunda divisão.

Não há posts para exibir