Ben Chilwell: o inglês que se tornou um dos melhores laterais do mundo

Defensor é um dos melhores em sua posição no futebol europeu

0
404
Ben Chilwell: o inglês que se tornou um dos melhores laterais do mundo
Catherine Ivill/Getty Images Sport

O Leicester faz uma temporada acima das expectativas. O time foi semifinalista da Copa da Liga Inglesa e é o terceiro colocado na Premier League, ficando atrás do “imbatível” Liverpool, e do também favorito Manchester City. O time apresenta diferentes qualidades sob o comando de Brendan Rogers e grandes temporadas de distintos jogadores. Um deles é o lateral-esquerdo Ben Chilwell, que será analisado aqui na PL Brasil.

Siga a PL Brasil no Youtube
  • 5 motivos para ficar de olho no Leicester

O Leicester City de 2019/20

Diferentemente do time campeão em 2015/2016 com Claudio Ranieri, o Leicester City de Brendan Rodgers apresenta mais recursos técnicos. E, principalmente, táticos. E é interessante como a equipe consegue se adaptar às situações das partidas e atuar de forma precisa e eficiente.

É um time que pode jogar com a posse e agredir o seu adversário com a criatividade do seu excelente meio-campo formado por James Maddison, Youri Tielemans e Wilfred Ndidi. Ou também, apresentar uma postura mais reativa, com poucos toques na bola e um jogo mais direto, em velocidade.

Principalmente com os passes em profundidade de Maddison achando os extremos, ou o sempre letal Jamie Vardy, nos espaços vazios.

Leia mais: 5 motivos para ficar de olho no Leicester de Brendan Rodgers

Defesa consistente 

E para atuar de maneira sólida e conduzir um jogo reativo eficiente, é preciso ter uma linha defensiva bem segura. E esse, talvez, seja o principal pilar desta equipe. A linha de quatro composta por Ricardo Pereira, Çağlar Söyüncü, Jonny Evans e Ben Chilwell é uma das melhores de toda Premier League.

E o que comprova essa eficiência e precisão são os números do quarteto. A defesa do Leicester é a terceira melhor da liga com apenas 24 gols sofridos em 24 jogos, ficando atrás apenas do sistema defensivo do Liverpool e da grande surpresa da temporada, Sheffield United.

Além disso, Kasper Schmeichel é o segundo goleiro (junto com Foster, do Watford, e Dean Henderson, do Sheffield United) com mais clean sheets. São oito no total. Nesse quesito, apenas o brasileiro Alisson, do Liverpool, leva vantagem. O goleiro dos Reds não levou gol em nove oportunidades.

O Leicester tem impressionado pelos seus resultados e pelo nível de jogo apresentado. E ao longo desta campanha, diversos jogadores têm se destacado. Söyüncü, Maddison, Tielemans, Vardy, esses talvez sejam os principais nomes dos Foxes nesta temporada.

Leia mais: Söyüncü faz a torcida do Leicester esquecer Maguire

No entanto, há um outro jogador que tem passado despercebido, mas que se tornou em um dos melhores atletas da posição na Premier League e no mundo. O lateral-esquerdo inglês Ben Chilwell.

Um início de carreira sem muito brilho

Chilwell é um jogador formado pelas categorias de base do Leicester City. Ele passou pela equipe sub-18 e também atuou na Premier League 2 com o plantel do sub-23 dos Foxes.

E a sua primeira grande chance de integrar o elenco do time principal aconteceu na temporada 2015/2016 (ano épico que ficou marcado pelo título da Premier League do Leicester). Naquela ocasião, o lateral-esquerdo chegou a fazer parte da pré-temporada dos Foxes.

No entanto, ao decorrer da temporada, o jovem jogador inglês não teve muitas oportunidades. Em toda campanha ele fez apenas uma partida com a equipe profissional do Leicester, em jogo válido pela Copa da Liga Inglesa diante do Hull City.

Sendo pouco utilizado, Chilwell foi contratado por empréstimo junto ao Huddersfield Town para jogar a Championship em novembro de 2015. Mas o seu período na segunda divisão foi bem curto. Ao todo, foram apenas nove jogos, sendo oito deles como titular absoluto.

Em janeiro de 2016, Chilwell retornou ao Leicester City. Porém, mais uma vez teve poucas oportunidades de demonstrar o seu futebol, e o jogador chegou a atuar na Premier League 2 com o time sub-23.

Naomi Baker/Getty Images Sport

Primeiras oportunidades e um começo promissor

No entanto, no ano seguinte, as coisas começaram a mudar para o defensor inglês. Ben Chilwell começou a ganhar mais oportunidades no time principal. E no final da temporada fez alguns jogos como titular. Na ocasião, o zagueiro Huth ficou fora das partidas finais daquela campanha, e o lateral Christian Fuchs foi deslocado para a defesa.

Sendo assim, o jovem lateral-esquerdo assumiu a posição de titular na reta final da Premier League, e de quebra marcou o seu primeiro gol com a camisa dos Foxes diante do Tottenham.

Em 2017/2018, Chilwell iniciou a temporada como opção no banco de reservas. Porém, ao decorrer da campanha o jogador voltou a ter mais chances, e em certos momentos, atuou até como meiocampista aberto pelo lado esquerdo.

Com um ótimo desempenho e uma queda de rendimento do veterano Christian Fuchs, Chilwell venceu a disputa pela posição e se confirmou como titular dos Foxes. Já estabelecido e mais experiente, o atleta se tornou em uma das principais peças do Leicester na temporada 2018/2019.

Leia mais: 10 jogadores que estão surpreendendo na temporada 2019/2020

Importante na defesa

Após se firmar como titular do Leicester City, Chilwell se tornou uma das referências no elenco dos Foxes, principalmente com a vinda do técnico escocês Brendan Rodgers. Em 2018/2019, ele alcançou ótimos números. No total, foram 36 jogos na Premier League e todos como titular absoluto.

Além de apresentar boa solidez defensiva, Chilwell foi fundamental para a construção ofensiva do Leicester. O inglês foi um dos atletas que mais deram toques na bola durante a última temporada, com 2.865. O lateral foi o oitavo nessa estatística, e o primeiro entre os jogadores dos Foxes. Além disso, ele terminou a temporada 18/19 com cinco assistências.

O inglês também se destaca pela sua grande regularidade. E nesta temporada, ele é um dos principais jogadores dos Foxes na Premier League. Em 22 partidas nesta campanha, ele fez um gol (na goleada diante do Southampton por 9 a 0) e deu quatro assistências.

Ben Chilwell é um jovem lateral-esquerdo de muita consistência no jogo defensivo. Ele chama atenção também pelo seu bom posicionamento, sempre fechando bem a linha de quatro defensores e impedindo a progressão ofensiva dos adversários naquele setor.

Michael Regan/Getty Images Sport

E também no ataque

Além da segurança e regularidade na defesa, Chilwell é um lateral de muito apoio e chegada à frente. Ele consegue explorar de forma eficiente o corredor esquerdo sempre com bons cruzamentos e dando muita profundidade ao ataque.

Outra virtude do jovem lateral inglês são as suas arrancadas. Chilwell é um atleta que possui uma excelente condução de bola e, em muitas oportunidades, ele utiliza essa característica para romper as linhas e gerar velocidade na transição defesa/ataque.

O Leicester de Brendan Rodgers é uma equipe que pode variar o seu sistema tático para diversas partidas. E quando o time atua em um 4-3-1-2, sem a utilização de extremos, com Ndidi na base da jogada, Tielemans e Praet como meio-campistas interiores e Maddison flutuando mais à frente, o jogo pelas laterais é mais utilizado e o inglês consegue extrair ainda mais as suas qualidades ofensivas.

O fato é que, hoje, Ben Chilwell é um dos melhores jogadores do mundo na posição. É um lateral que te dá muita segurança, regularidade e versatilidade no ataque.

É também um atleta ainda muito jovem, mas que já demonstrou um grande potencial, podendo evoluir ainda mais o seu jogo. Tanto que o jogador conquistou rapidamente o seu lugar na seleção inglesa e deve ser o titular dos Three Lions na Euro 2020.

Michael Regan/Getty Images Sport