Com Bellingham vencedor, Golden Boy tem domínio da Premier League e dirigente brasileiro premiado

4 minutos de leitura

A Premier League empilhou prêmios no Golden Boy realizado nesta sexta-feira (17) pelo jornal italiano “TuttoSport”. Jogadores, dirigentes e até mesmo agentes venceram a honraria do troféu mais tradicional concedido a atletas no futebol mundial.

A premiação teve diversas categorias e revelou os vencedores no site do jornal. A cerimônia de gala, porém, será no dia 4 de dezembro, em Turim, na Itália.

Jude Bellingham é o Golden Boy com 97% dos votos

Bellingham venceu o prêmio mais importante do evento. O inglês conseguiu uma votação histórica e recebeu 485 pontos dos 500 possíveis na eleição realizada por 50 renomados jornalistas europeus. O percentual de 97% é o mesmo de quando Kylian Mbappé foi eleito Golden Boy em 2017.

O camisa 5 se torna o primeiro jogador da história do Real Madrid a vencer como melhor jogador sub-21 do mundo, mas muito da conquista se deve a seu desempenho nos tempos de Borussia Dortmund. Recentemente, ele havia vencido o troféu Kopa na Bola de Ouro, concedido pela revista “France Football”

Kane, Mbappé e camisa 5: a primeira coletiva de Bellingham no Real Madrid
Jude Bellingham em sua apresentação no Real Madrid (Foto: Icon Sport)

Campeão da Premier League, Haaland é escolhido Golden Player da temporada

Erling Haaland ficou em segundo na Bola de Ouro, mas foi escolhido como jogador de ouro na premiação do Golden Boy. Um quadro de ex-jogadores notáveis formou o colégio eleitoral da categoria. Matthäus, Stoichkov, Shevchenko, Verón, Nedved e Fabregas foram alguns dos votantes.

O norueguês viveu uma temporada incrível pelo Manchester City. Além dos três títulos, marcou incríveis 52 gols em 53 jogos com a camisa do time inglês.

Haaland
Haaland comemora gol pelo Manchester City (Foto: Icon Sport)

Edu Gaspar vence como melhor diretor do futebol europeu

Sem protagonismo de jogadores, o Brasil foi representado por Edu Gaspar na votação. O diretor do Arsenal venceu o prêmio também decidido pelo quadro de lendas. Apesar de não ter conquistado títulos, o time do Emirates Stadium viveu uma bela temporada.

O brasileiro, homem do forte do futebol do clube, tem grande parcela desse sucesso. Edu foi o responsável por segurar Mikel Arteta nos momentos de crise e montar o elenco da equipe.

edu e arteta arsenal
Edu e Mikel Arteta lideram o mercado do Arsenal (Foto: Icon sport)

Dirigente do Brighton é eleito o melhor presidente

O grande trabalho do Brighton foi recompensado. O Golden Boy elegeu Tony Bloom como melhor presidente de clubes do futebol europeu. O dono dos Seagulls liderou uma revolução que colocou o time no cenário continental pela primeira vez e recebeu os méritos por sua atuação.

Na última temporada, o Brighton ficou em sexto na Premier League e se classificou à Europa League. O clube também se destaca pelo jogo bonito do técnico Roberto De Zerbi e pela facilidade em encontrar jovens talentos.

Agende Moisés Caicedo também é premiado

Ali Barat, empresário de Moisés Caicedo, foi escolhido como o melhor agente da temporada. Ele protagonizou a histórica contratação do equatoriano pelo Chelsea junto ao Brighton. A transferência custou 133 milhões de euros (equivalente a R$ 715 milhões) e foi a maior da história da Premier League.

Outras premiações:

  • Jogador mais jovem a ser indicado ao Golden Boy: Lamine Yamal (Barcelona)
  • Prêmio de maior desafio do ano: Cristiano Giuntoli (diretor esportivo – Juventus)
  • Golden Boy Italiano: Giorgio Scalvini (Atalanta)

Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.