5 Champions, uma Copa do Mundo… Como Bellingham se vê daqui cinco anos

4 minutos de leitura

Jude Bellingham é o jogador mais badalado do momento. E não é para menos, o meia do Real Madrid acumula 13 gols e três assistências em 13 jogos com a camisa merengue e jornalistas, treinadores e atletas do mundo inteiro criaram uma expectativa gigantesca em torno do meia de 22 anos. O camisa 5 de Los Brancos, porém, prefere que as pessoas já o enxergue não mais como uma promessa e sim uma realidade.

— Quero que as pessoas reconheçam as coisas que estou fazendo agora. Quando você atua como um jovem jogador no presente, todo mundo fala sobre “imagine como ele será no futuro”, enquanto estou atuando em um bom nível agora. Você quase não quer continuar ouvindo sobre sua idade — disse Bellingham ao jornal francês “L'Équipe”.

Bellingham iniciou sua carreira no Birmingham City, time da Championship (segunda divisão inglesa) treinado por Wayne Rooney. Depois passou pelo Borussia Dortmund e agora está no Real Madrid. Mesmo sendo inglês, o craque nunca passou pela Premier League, ainda que gigantes da Inglaterra — Liverpool, City e United — tenham tentado contratar o jogador na última janela.

— Se alguém tivesse me dito naquela época [quando ele era criança] que eu passaria 3 anos na Alemanha e depois iria para a Espanha sem jogar na Premier League, eu teria ficado chocado — continuou.

A ambição de Bellingham

Ao ser perguntado sobre futuro, Bellingham deu uma resposta bastante ambiciosa, com a meta de ganhar os principais títulos do mundo em apenas cinco anos.

— Em cinco anos, esperamos cinco títulos da Champions League, uma Eurocopa e uma Copa do Mundo, talvez. Sou sempre alguém que tenta ver o jogo da forma mais otimista possível — declarou o camisa 5 do Real Madrid.

Para alcançar sua meta, Bellingham precisa ter uma grande temporada de estreia como jogador do Real Madrid, com o título da Champions League e da Eurocopa pela Inglaterra. O início da jornada, pelo menos, é boa. O time merengue é o líder do grupo C da Liga dos Campeões, com nove pontos e 100% de aproveitamento. A seleção inglesa, por sua vez, se classificou para a principal competição continental de seleções da Europa de forma antecipada.

Na Bola de Ouro deste ano, Bellingham ficou em 18° na escolha do melhor jogador do mundo. Lionel Messi acabou vencendo seu oitavo prêmio na categoria, mas agora, em final de carreira, não deve vencer mais uma e o jovem inglês é cotado para ser o seu sucessor na premiação.

Jude Bellingham decidiu o clássico
Jude Bellingham decidiu o clássico. Foto – Icon sport
Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.