‘Gostaria de jogar na Premier League um dia’: o sonho de titular do Bayern de Munique

6 minutos de leitura

Manchester United e Bayern de Munique se enfrentaram na terça-feira (12), no Old Trafford, no fechamento da fase de grupos da Champions League e a relação entre o clube bávaro e a Premier League é estreita. Nomes como Leroy Sané e Harry Kane fizeram história no Campeonato Inglês e hoje defendem as cores do time alemão.

A relação entre a Premier League e o Bayern de Munique pode crescer ainda mais, mas desta vez, por um movimento inverso. Aos 27 anos, Kingsley Coman tem contrato por mais três temporadas com o clube bávaro, mas não descarta jogar no Campeonato Inglês um dia.

— Eu diria que está na minha cabeça. O que adoro no futebol inglês é a intensidade do jogo, o desafio. A Premier League é uma das ligas, senão a liga, com mais desafios e intensidade. É definitivamente uma liga que eu gostaria de jogar um dia, mas você não sabe o que pode acontecer no futebol. Eu poderia ficar no Bayern e ser o jogador mais feliz de todos — disse o atacante em entrevista à “Sky Sports”.

Antes de assinar um novo contrato com o Bayern de Munique após a Copa do Mundo do ano passado, Coman estava relacionado com uma transferência para a Premier League.

— Havia muitos times que me queriam, não apenas na Inglaterra. Não posso dizer quem. Não vou dizer que estava perto de sair, mas quando você chega no final do contrato você pensa em todas as suas opções, quais objetivos você tem e se quer tentar outra coisa. No final das contas, eu senti que ficar no Bayern era o melhor para minha carreira e para mim pessoalmente — continuou.

O francês ficou marcado pelo gol que marcou nesta terça (12) contra o próprio United, em Old Trafford, que definiu a eliminação dos ingleses no torneio europeu.

Efeito “Harry Kane” no Bayern de Munique

Kane teve mais uma atuação de gala pelo Bayern de Munique (Foto: Icon Sport)
Harry Kane é um dos principais destaques do Bayern de Munique nesta temporada. Veja a escalação da equipe para a sua próxima partida.

Harry Kane foi contratado pelo Bayern de Munique na última janela de transferências por 100 milhões de euros no intuito de fortalecer ainda mais os Bávaros em busca do título da Champions League, que não vai para a Allianz Arena desde 2020. Coman admite que ficou surpreso com a qualidade do atacante inglês.

— Eu sabia que ele era bom, mas não sabia que ele era tão bom. É bom ter um atacante assim para jogar. Estou acostumado a jogar com atacantes incríveis. Robert Lewandowski, Karim Benzema mais recentemente na seleção ou mesmo Carlos Tevez na Juventus. É bom ter alguém em quem confiar para marcar gols.

No entanto, Coman notou uma diferença fundamental em Kane. “Ele joga mais em equipe do que a maioria dos atacantes com quem joguei”, disse ele.

— Ele não é egoísta. Normalmente, a maioria dos número 9 são egoístas. Eles precisam marcar muitos gols e é por isso que marcam tantos gols. No momento ele marca tantos gols, mas dá espaços lindos para mim, Leroy Sane e para todos. É isso que faz a diferença — completou.

Título da Champions League

Bayern de Munique Champions League
Bayern de Munique erguendo o troféu da Champions League de 2019/20 (Foto: Icon Sport) Photo by Icon Sport

Coman lembra muito bem do o primeiro dia de Thomas Tuchel como técnico do Bayern de Munique. “Você me deve uma Liga dos Campeões”, disse o treinador ao atacante, que marcou o gol da vitória dos Bávaros na final de 2020 contra o Paris Saint-Germain. “Vamos conseguir um juntos,” respondeu Coman.

O sonho de Coman e Tuchel está mais vivo do que nunca, já que o Bayern de Munique se classificou de forma invicta, antecipada e na liderança do grupo A da Champions League. O Manchester United, adversário dos Bávaros nesta terça-feira, não teve o mesmo sucesso. Último do grupo após cinco jogos, a equipe da Premier League precisava vencer em Old Trafford e esperar que o outro jogo, entre Copenhague e Galatasaray, terminasse empatado para seguir em frente, o que não aconteceu.

— Não é uma surpresa porque sei que a Champions League é difícil. Sei que eles são uma boa equipe, mas sabia que o Galatasaray também era uma boa equipe. O Galatasaray comprou alguns bons jogadores que estavam habituados a jogar a alto nível. Fiquei surpreso com Copenhague, eles são muito bons. Eu sabia que não seria tão fácil como as pessoas pensavam, a Liga dos Campeões nunca é fácil — afirmou Coman.

A Champions League é um dos 25 troféus importantes que Coman conquistou em sua brilhante carreira. Mas ele tenha um desejo enorme de erguer o famoso troféu novamente nesta temporada, junto com os torcedores, já que quando foi campeão, o estádio estava vazio devido à pandemia de Covid-19.

— As finais são outra coisa. A adrenalina, a atmosfera – nada se compara a uma final. Nesta Liga dos Campeões tivemos adrenalina mas ficamos sem torcida. Estava faltando alguma coisa, então eu realmente adoraria jogar a final da Champions League, vencer com o Bayern e ter certeza de que todos estariam no estádio para apreciar isso — concluiu.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.