Bayern de Munique inicia negociações para comprar clube sul-americano

4 minutos de leitura

O Bayern de Munique manteve conversas com três clubes uruguaios para uma possível compra. Montevideo Wanderers, River Plate e Racing Club são os times procurados pelos Bávaros, que já decidiu qual deles quer comprar.

O presidente associativo do Racing, Washington Lisandro, explicou em entrevista ao programa “Derechos Exclusivos”, da Rádio Uruguai 1050 AM, que o Bayern de Munique escolheu sua equipe pelo fato de ser a única a ter uma Sociedade Anônima Esportiva.

— É como uma entrevista de emprego. Primeiro, os dez candidatos eram os dez países da CONMEBOL, depois restou apenas um país e, no Uruguai, três equipes foram escolhidas em segunda instância após sondagens prévias. Depois passamos para uma sondagem com contato, e agora vem a última parte, o que não quer dizer que o assunto esteja finalizado, mas está mais próximo — explicou.

O dirigente confirmou que o Racing foi o clube escolhido pelo Bayern de Munique e apontou os próximos passos da negociação.

— Legalmente é uma compra de ações, portanto é uma mudança que pode ser feita em 24 horas. Obviamente a compra de ações geralmente não é feita integralmente. Por uma questão de know-how, todas as empresas que investem em um país deixam parte do pacote de ações para os locais, que neste caso seriam para os atuais proprietários da Sociedade Anônima Esportiva — continuou.

Sobre como a Associação Civil recebeu a notícia, Lisandro afirmou: “Vamos conviver com tudo isso porque justamente o tema em questão hoje são as associações. Poderemos ter uma maior segurança econômica, que é o que se pensa à primeira vista, mas aqui o que se consegue também é uma associação com várias equipes, porque aqui também está o Los Angeles FC, dos Estados Unidos. Esta é uma holding, não é apenas o Bayern de Munique, há mais seis times (outros três na Europa).”

— É a forma como poderemos desenvolver o Racing como instituição porque haverá um intercâmbio permanente. A ideia é fazer trocas porque é o único caminho. Mesmo que um clube uruguaio continue a ser uma associação civil, se não procurar associar-se a clubes internacionais para desenvolver o clube e os seus jogadores, será mais difícil sobreviver. Hoje uma equipe (sobreviver) sozinha é muito difícil — disse Lisandro.

Investimento do Bayern de Munique no Racing

De acordo com o dirigente, as negociações continuarão e serão finalizadas com o Bayern de Munique em sigilo, com um prazo que pode durar uma semana ou 30 dias.

— Haverá mais investimentos econômicos, mas também um impulso muito grande no sentido de que, por exemplo, teremos um jovem jogador das categorias de base que poderá viajar para o exterior para terminar a sua formação e depois regressar ao Uruguai e jogar no Racing. Talvez sair e acabar jogando em Los Angeles ou no Bayern de Munique — concluiu o presidente.

Atualmente na primeira divisão uruguaia, o Racing Club tem nove títulos da segunda divisão — 1923, 1929, 1930, 1955, 1958, 1974, 1989, 2008 e 2022.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.