Barcelona se encontra com agente de Bellerín para discutir sobre o futuro do espanhol

1 minuto de leitura

Contratado no último dia da janela de transferência, Hector Bellerín assinou um contrato com o Barcelona válido até junho de 2023. Conversas sobre uma possível renovação não começaram, mas, o espanhol fica no clube até o fim da temporada 2022/23.

A reunião entre o agente de Bellerín e o Barcelona 

Bellerín chegou no clube da Catalunha após rescindir com o Arsenal, da Inglaterra. Dessa maneira, assinou um contrato com o Barça válido até o fim da atual época. A partir de janeiro, o lateral-direito pode assinar com qualquer equipe, mas o espanhol quer continuar no Barcelona.

Segundo o portal Relevo, a equipe da Catalunha se encontrou com o agente de Hector Bellerín há alguns dias. Então, após essa reunião, o lateral-direito permanece no clube até o fim de contrato e não deve sair em janeiro. Todavia, não houve uma conversa sobre uma possível renovação.

Durante a Copa do Mundo de 2022, surgiu rumores de clubes italianos interessados no atleta de 27 anos. Entretanto, nenhuma oferta chegou ao clube da Catalunha.

Na temporada 2022/23, Hector Bellerín participou de cinco partidas. Além disso, sofreu uma lesão muscular, assim, ficou longe dos gramados por cinco jogos.

Apesar de não conversar com o agente sobre uma renovação, o Barça não descarta a permanência do jogador para a próxima temporada. A equipe deve decidir o futuro do atleta nos próximos meses.

Xavi terá a palavra final sobre a renovação de Hector. A princípio, o treinador quer ver mais o jogador em campo, assim, discutir com a comissão técnica sobre Bellerín. A única preocupação do clube é com as lesões. No Arsenal, o atleta sofreu uma grave lesão no joelho e ficou muito tempo fora.

Na época 2021/22, o jogador esteve no Real Betis, mostrou um desempenho positivo e ficou longe das lesões. Revelado em La Masia, o defensor quer continuar e brigar pela posição.

Foto/ Divulgação: FC Barcelona

Caio Henrique
Caio Henrique

Apaixonado desde criança pelo futebol europeu. Estudo jornalismo por conta desse esporte e também por amar futebol americano.
Já trabalhei em uma rádio, sendo responsável por um programa esportivo. Atualmente, sou setorista do Barcelona, clube que tenho um carinho especial desde 2006.