Barcelona: como a equipe pode jogar sem Messi

0
263
Barcelona
Foto: Divulgação/ FC Barcelona

Após 21 anos, o Barcelona não possui Lionel Messi no elenco. Assim, Ronald Koeman está pensando em como montar a equipe. Afinal, o Barça enfrenta a Real Sociedad no sábado (15), às 15h (horário de Brasília), pela La Liga. Dessa forma, confira como o clube pode jogar sem o argentino.

Pressão sem a bola

Em resumo, durante a pré-temporada, o time da Catalunha mostrou um comportamento diferente sem a bola. Os jogadores fizeram a função de pressionar o adversário já no campo de defesa do oponente.

Dessa forma, a equipe conseguiu roubar a bola em algumas oportunidades, com isso, criar as jogadas com a defesa do adversário desarrumada. Griezmann e Memphis são jogadores que conseguem fazer essa função. Além disso, durante muito tempo, o time não tinha a pressa em recuperar a bola no campo ofensivo. E isso pode ajudar o Barcelona a surpreender na partida.

Outros atletas chamando a responsabilidade no Barcelona

Lionel Messi joga em diversas posições durante a época. Assim, alguns outros jogadores devem buscar uma outra área para atuar. Griezmann, Coutinho e Memphis são atletas que podem jogar nas posições de origem.

Em resumo, Coutinho no Liverpool tinha a função de ser o camisa 10, mas muitas vezes o brasileiro caia para os lados do campo. No Barcelona, o camisa 14 sempre foi escalado como um ponta-esquerda. Contudo, não rendeu o esperado. A tendência é que o jogador fique na temporada 2021/22 e atue na posição que se destacou na Inglaterra.

Na primeira temporada com a camisa do Barça, Griezmann não jogou muito bem e sofreu críticas da torcida e mídia. Entretanto, em 2020/21, o francês se destacou por ter adquirido um entrosamento interessante com Lionel. Sem o argentino, Antoine pode ter mais liberdade e atuar na posição que jogava no Atlético de Madrid.

Jogadas em velocidade

Sem dúvida, o Barcelona sem o Messi perde em todos os setores do campo. Lionel gosta de receber a bola no pé. Sem o argentino, o clube pode arriscar alguns lançamentos e, assim, surpreender o adversário. Aproveitar a velocidade de Memphis, Griezmann, Ansu e Dembélé para criar oportunidades nas costas do oponente.

Diante da Juventus, Ronald Koeman optou pelo clássico 4-3-3 e isso surgiu efeito. Durante a partida, alguns lançamentos foram feitos nas costas dos defensores. Contra uma zaga mais lenta, a equipe pode realizar essas jogadas.