Barcelona começa a definir o futuro de Marcos Alonso

1 minuto de leitura

Barcelona não deve fazer grandes movimentações no mercado de transferência de janeiro. Ou seja, a equipe pretende apenas renovar com alguns jogadores. Contratado no início da temporada 2022/23, Marcos Alonso assinou com a equipe até junho de 2023. Entretanto, o Barça quer negociar com o espanhol um novo contrato.

A surpresa positiva de Marcos Alonso 

A contratação de Marcos Alonso gerou dúvidas nos torcedores do clube. Com Jordi Alba e Balde no elenco, não fazia sentido contratar mais uma lateral-esquerdo.

Apesar disso, com os desfalques no sistema defensivo, Xavi escalou Marcos Alonso como zagueiro, posição que atuou poucas vezes no Chelsea, da Inglaterra. Afinal, a principal característica do jogador era no campo de ataque, tendo liberdade para subir quando estava escalado como ala no time inglês.

No Barcelona, o espanhol fez bons jogos como zagueiro. Dessa forma, com contrato até junho de 2023, a equipe da Catalunha quer renovar com Marcos Alonso.

Segundo o jornalista L. Miguelsanz, o Barça deve oferecer um ano de contrato com opção de mais um. Além disso, o salário do jogador pode ser reduzido para a próxima temporada. Marcos Alonso quer continuar no time, assim, o processo de renovação não será complicado.

Na temporada 2022/23, Marcos Alonso participou de 12 partidas e marcou um gol. Em resumo, foram oito partidas escalado como zagueiro. A princípio, Xavi pode continuar com o atleta nessa posição.

Além de renovar com o defensor, o Barcelona trabalha para estender o contrato de Balde, que possui vinculo até junho de 2024. O agente do jogador e o clube fizeram as reuniões, assim, a renovação deve acontecer sem problemas.

Hector Bellerín possui contrato com o Barça até o fim da atual época. Com apenas cinco jogos na temporada, Xavi quer ver mais do espanhol dentro de campo, assim, decidir o futuro do atleta na equipe.

Foto/ Divulgação: FC Barcelona

Caio Henrique
Caio Henrique

Apaixonado desde criança pelo futebol europeu. Estudo jornalismo por conta desse esporte e também por amar futebol americano.
Já trabalhei em uma rádio, sendo responsável por um programa esportivo. Atualmente, sou setorista do Barcelona, clube que tenho um carinho especial desde 2006.