Aston Villa escolhe meio-campista para vender e fugir do fair play financeiro

4 minutos de leitura

A janela de transferências no mercado da bola inglês neste verão europeu tende a ser diferente dos anos anteriores. Depois das punições aplicadas sobre Everton e Nottingham Forest, os clubes da Premier League estão se movimentando para vender certos atletas para equilibrar o caixa e não infringir as regras do PSR — o fair play financeiro da liga inglesa.

O Aston Villa, por exemplo teria um nome “perfeito” para puxar sua “barca de saídas”, de acordo com o site “Football Insider”.

Quem pode ser o primeiro da “lista de dispensas” do Aston Villa

O ex-CEO do Aston Villa, Keith Wyness, que esteve à frente do Villa Park entre 2016 e 2018, comentou sobre a situação financeira da equipe no podcast “Inside Track” do Football Insider, site focado na cobertura do mercado de transferências.

Atualmente na direção de uma consultoria de futebol que assessora clubes de elite, Wyness sugeriu que o clube “deve se esforçar” para obter a taxa inicial de venda mais alta possível para o meio-campista Jacob Ramsey, caso ele seja vendido.

O jovem de 22 anos poderia encabeçar a lista de saídas do Villa por ser formado nas categorias de base do clube. Desta forma, uma possível venda significaria lucro total para o clube formador — algo que pode ser extremamente útil na luta contra as violações do PSR.

Pela divulgação do balanço de 2022/23, o Aston Villa registrou uma perda de 120 milhões de libras naquela temporada. Este é um valor bastante superior aos 105 milhões de limite que podem ser reportados pelas equipes inglesas num período de três anos.

jacob ramsey aston villa
Jacob Ramsey em ação pelo Aston Villa (Foto: Icon Sport)

Na visão de Wyness, essa será uma manobra importante a a ser feita pela equipe de Unai Emery porque os clubes “sentem o medo” dos rivais em relação ao fair play e, por isso, podem fazer ofertas mais baixas pelos jogadores, já que será preciso vender os atletas de qualquer jeito.

Ele dá como exemplo o caso de Brennan Johnson, que foi vendido por 47,5 milhões de libras ao Tottenham na janela de verão passada.

— Como vimos no caso Forest com Brennan Johnson, outros clubes sentem o medo e tentam chegar a um acordo difícil. Isso poderia acontecer com Ramsey neste verão. Brentford fez algumas ofertas antes que os Spurs finalmente o contratassem.

— O que o Villa precisa fazer é tentar conseguir a melhor taxa inicial possível. Os complementos também serão importantes. É claro que o clube comprador sempre vai querer o melhor negócio – e se sentir a fraqueza do Villa, tentará levar isso ainda mais longe. Mas qualquer acordo para Ramsey pode estar ligado a outra transferência mais adiante com outro jogador.

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Me formei em Jornalismo pela PUC-SP em 2020. Antes de escrever para a PL Brasil, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.