Perto de perder Douglas Luiz, Aston Villa considera processar a Premier League

5 minutos de leitura

De acordo com o jornal britânico “The Times”, o proprietário do Aston Villa, Nassef Sawiris, considera entrar com uma ação contra a Premier League por conta das Regras de Lucratividade e Sustentabilidade da liga — o fair play financeiro inglês.

Sawiris é conhecido como o homem mais rico do Egito e expressou forte oposição às regras financeiras da Premier League, considerando-as “anticompetitivas”.

Em entrevista ao “Financial Times”, Sawiris indicou que está procurando aconselhamento jurídico para a possibilidade de apresentar uma queixa formal contra a Premier League.

Ele argumenta que as regulamentações atuais sufocam a competição em vez de promovê-la, criando uma estagnação que beneficia os clubes já estabelecidos em detrimentos dos emergentes.

— Algumas das regras resultaram, na verdade, na consolidação do status quo, mais do que na criação de mobilidade ascendente e fluidez no esporte. As regras não fazem sentido e não são boas para o futebol. Gerir uma equipe esportiva tornou-se mais como a função de um tesoureiro ou um contador de feijão, em vez de olhar para o que a sua equipe precisa — disse o dono do Aston Villa.

O bilionário egípcio também criticou as sanções por violação das regras de rentabilidade e sustentabilidade como “obscuras e aparentemente arbitrárias”, destacando a inconsistência e a falta de transparência na aplicação destas regulamentações.

Recentemente, a proposta do Aston Villa de aumentar as perdas máximas permitidas da Premier League em três anos de 105 milhões de libras para 135 milhões de libras foi rejeitada.

Apesar de relatar uma perda de 119,6 milhões de libras na última temporada e manter a sétima maior folha salarial da liga, o clube inglês insiste que opera dentro dos limites determinados pela norma financeira do Campeonato Inglês.

Para aumentar a polêmica, o Leicester também sugeriu entrar com uma ação legal contra a Premier League por uma possível violação das regras financeiras, em março.

O Manchester City, por sua vez, vai processar a liga por danos sofridos, pedirá uma indenização e tentará acabar com as regras de Transação com Partes Associadas (APT) do campeonato.

Aston Villa perto de perder Douglas Luiz

Douglas Luiz troca Aston Villa Juventus
Douglas Luiz pelo Aston Villa (Foto: Imago/SportImage)

O Aston Villa está perto de perder seu principal jogador. Douglas Luiz está de saída para a Juventus, segundo veículos europeus. De acordo com o jornalista Gianluca Di Marzio, a transação deve envolver outros dois jogadores da Velha Senhora para os Villans, além de uma quantia em dinheiro. 

O brasileiro de 26 anos possui contrato com o clube inglês até junho de 2026, mas é um dos grandes ativos do clube, que precisa equalizar suas contas para fugir de qualquer punição por parte da Premier League, principalmente em relação à dedução de pontos.

O clube de Birmingham vem numa crescente impressionante sob o comando do técnico Unai Emery. Desde a chegada do treinador espanhol, o Aston Villa se classificou duas vezes seguidas para competições europeias.

Em 2022/23, os Villans garantiram vaga na Conference League, terminando a Premier League na sétima posição. E na temporada mais recente eles encerraram o campeonato na quarta colocação, o que garantiu seu retorno à Champions League após 41 anos.

Casos jurídicos envolvendo a Premier League

O “The Times” revelou que a Premier League gastou aproximadamente 28 milhões de libras em honorários advocatícios relacionados com casos financeiros envolvendo Everton, Nottingham Forest e as 115 acusações do Manchester City.

A Premier League também está investigando o Chelsea sobre pagamentos feitos durante a administração de Roman Abramovich e ainda não aprovou uma transação envolvendo a venda de dois hotéis. A liga se recusou a comentar estes assuntos.

A partir da introdução de limites de perdas financeiras em 2013, a Premier League começou a acusar os clubes por violações recentemente, marcando uma nova era de aplicação de regulamentos. Isso resultou numa tensão crescente entre os clubes que lutam para ter prejuízos dentro do limite.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.