Arteta é punido após comemoração de gol de vitória do Arsenal

4 minutos de leitura

O Arsenal viveu um jogo memorável contra o Luton Town na última terça-feira (5), na vitória por 4 a 3 que os isolou na liderança da Premier League. No entanto, mesmo com o resultado positivo, o técnico Mikel Arteta se envolveu em polêmica com a arbitragem.

Crítico assíduo do VAR e do comportamento dos árbitros no futebol inglês, o treinador dos Gunners recebeu mais um cartão amarelo na última rodada, no fim do jogo, e agora deve ser proibido de estar no banco de reservas na próxima partida da equipe.

Os problemas no Arsenal

Depois de ter recebido um cartão amarelo por suas comemorações após o gol tardio de Declan Rice, aos sete minutos de acréscimo, o técnico espanhol está prestes a ser suspenso para a próxima partida.

Esta foi a terceira advertência de Arteta na temporada, após os cartões amarelos recebidos contra o Fulham e o Chelsea. Por conta disso, deverá assistir à partida contra o Aston Villa, no próximo sábado (9), de longe.

arteta arsenal
Foto: Icon Sport

Em entrevista após o jogo, o treinador não se arrepende e diz ter sido um instinto de pura alegria ter comemorado daquela maneira: “Sim, eu não poderia estar sentado na minha cadeira, infelizmente”.

— Então, eu saí de lá (área técnica), não tinha consciência espacial alguma. Foi pura emoção. Então, se isso é um amarelo. Ok, é um amarelo — afirmou à emissora beIN SPORTS.

Histórico não favorece Arteta

Arteta ainda aguarda possíveis ações retrospectivas após ser acusado pela Football Association (FA) por seus comentários pós-jogo após a derrota por 1 a 0 dos Gunners contra o Newcastle United em novembro. Na ocasião, ele reclamou muito sobre a arbitragem da partida.

Após a partida, ele disse estar envergonhado com o que tem acontecido com a Premier League:

— É vergonhoso o que aconteceu. Como esse gol valeu, na Premier League, essa liga que dizemos que é a melhor do mundo. Eu estou há 20 anos nesse país e me sinto envergonhado. É uma desgraça e tem muita coisa em disputa. O desfecho não está nem um pouco perto do nível que essa liga precisa. Não é bom o suficiente. Eu me sinto envergonhado em fazer parte disso — desabafou Arteta à “BBC”.

Mesmo com duras críticas de seu treinador, o próprio clube londrino emitiu uma nota apoiando o posicionamento contra os supostos “erros inaceitáveis do VAR”.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]