Arsenal x Manchester United e uma final incrível da Copa da Inglaterra

Uma final emocionante marcada na história da competição!

0
323
Arsenal x Manchester United

Na temporada 1978/1979, Arsenal x Manchester United fizeram uma das maiores finais da Copa da Inglaterra em todos os tempos.

O final emocionante, com gols nos últimos minutos, só deu mais valor àquele título conquistado pelos Gunners, um dos mais lembrados pela torcida londrina.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube
  • Quais são os salários mais altos da Premier League?

Arsenal x Manchester United: final histórica da Copa da Inglaterra

Na tarde do dia 12 de maio de 1979, o antigo estádio de Wembley estava lotado por londrinos e mancunianos, que agitavam suas bandeiras e cantavam, a plenos pulmões, a paixão pelos seus clubes.

Antes de a bola começar a rolar, uma simples cerimônia de abertura apresentava um jovem príncipe Charles cumprimentando os protagonistas do cotejo.

Protagonistas mais cabeludos, um visual mais rebelde, “Rock n’ Roll’, sem nenhuma modinha de moicanos, como acontece hoje no Brasil.

O pontapé inicial ficou com os alvirrubros de Londres, que usavam camisas amarelas com calções azuis.

O primeiro lance já mostrava que a peleja seria muito brigada; em disputa de bola no meio campo, os atacantes Frank Stapleton, do Arsenal, e Jimmy Greenhoff, do United, se chocaram e passaram alguns minutos caídos no chão.

Melhor no jogo, o Manchester tinha mais posse de bola, mas não levava perigo ao lendário goleiro Pat Jennings. O Arsenal mostrava uma boa movimentação no meio campo, e muita segurança na zaga.

Aos 12 minutos, após bela troca de passes, David Price recebeu na ponta direita e tocou para o meio da área.

Alan Sunderland e Brian Talbot chegaram juntos para finalizar, mas foi Talbot, um excelente meio-campista, dotado de um fôlego e técnica impressionantes, quem anotou o primeiro tento daquela decisão.

Fim de jogo emocionante

Mesmo após o gol, o panorama do jogo era o mesmo: mancunianos com mais posse de bola e londrinos levando mais perigo. Graham Rix, jogando pela esquerda, obrigou o goleiro Gary Bailey fazer duas boas defesas em um curto espaço de tempo.

Na faixa dos 30, Greenhoff desperdiçou a melhor chance do United até então.

Pelo Arsenal, Stapleton quase fez um golaço de bicicleta. O gol do camisa 9 dos Gunners sairia logo depois, aos 43, de cabeça.

Antes, o Manchester United teve um gol anulado. Após escanteio, Gordon McQueen tentou usar a “Mão de Deus”, mas fracassou. Ao final do primeiro tempo, o Arsenal, graças a brilhos individuais de seus atletas, tinha uma boa vantagem.

O tempo ia passando e nada de gols. Aos 86, McQueen diminuiu pra os Diabos Vermelhos, após receber passe de Joe Jordan.

Os torcedores de Manchester ainda comemoravam o gol quando Sammy McIlroy deixou dois zagueiros caídos no chão e empatou o jogo com um golaço.

Quando tudo parecia estar do lado dos Red Devils, que incendiaram sua torcida, o Arsenal respondeu de maneira cirúrgica. A saída de bola foi rápida, e a redonda chegou aos pés de Rix, na ponta esquerda, que cruzou para dentro da área.

Contando com a falha de Bailey, que saiu muito mal para interceptar a jogada, Alan Sunderland só teve que empurrar a bola para o fundo das redes, selando a vitória e o emocionante título para o Arsenal.

Escalações:

Manchester United: Gary Bailey (1); Jimmy Nicholl (2), Martin Buchan (6), Gordon McQueen (5) e Arthur Albiston (3); Steve Coppell (7), Lou Macari (10), Sammy McIlroy (4) e Mickey Thomas (11); Jimmy Greenhoff (8) e Joe Jordan (9).

Arsenal: Pat Jennings (1); Pat Rice (2), David O’Leary (5), Willie Young (6) e Sammy Nelson (3); David Price (10), Brian Talbot (4), Liam Brady (7) e Graham Rix (11); Alan Sunderland (8) e Frank Stapleton (9). Sub: Steve Walford (12)

Arsenal x Manchester United