Alvo no mercado, brasileiro do Arsenal dá pista importante de que poderia ter deixado o clube

5 minutos de leitura

Muito da retomada de protagonismo do Arsenal na Premier League se deve à consistência defensiva. Na temporada passada, os Gunners tiveram a terceira melhor defesa do campeonato (43 gols em 38 jogos) e em 2023/24, o time evoluiu, tendo o setor defensivo menos vazado da liga (22 gols em 23 jogos).

Gabriel Magalhães emergiu como peça fundamental dessa consistência defensiva. O brasileiro chegou ao Arsenal em 2020 e, em grande parte dos jogos, o zagueiro foi titular da equipe montada por Mikel Arteta. Mas em agosto do ano passado, o defensor se viu no banco, enquanto Ben White tomou a posição e Thomas Partey assumiu a lateral-direita do Arsenal.

— Foi difícil, obviamente no início. Queria jogar e foi muito difícil para mim, mas entendi o que o treinador tinha que fazer. É difícil para qualquer jogador não estar na equipe, mas agora que estou de volta quero continuar trabalhando duro para provar o meu valor — disse Gabriel Magalhães à agência de notícias “AP”.

O brasileiro voltou à defesa ao lado de William Saliba após os três primeiros jogos da temporada e não perdeu mais a vaga. Inclusive, Gabriel Magalhães deve completar sua partida de número 150 pelo Arsenal no clássico de Londres neste domingo (11), contra o West Ham, no Estádio Olímpico.

Ele (Arteta) falou comigo e obviamente explicou os motivos da decisão, de porque eu deveria ficar, mas o mais importante era manter o foco e a concentração . Ele sabia o quanto eu era importante para o time, por isso estou feliz por estar de volta e por poder ajudar o time em todos os jogos. Estou feliz por estar de volta à equipe e espero poder ajudá-los a seguir em frente — continuou o zagueiro do Arsenal.

Gabriel Magalhães, que foi agraciado com dois gols em uma vitória crucial sobre o Crystal Palace para coroar sua grande fase, foi indicado para ser o melhor jogador do mês pela Premier League. Ele concorre com Kevin De Bruyne, Richarlison, Diogo Jota, Conor Bradley e Elijah Adebayo.

— Estou muito feliz por ser indicado jogador do mês. É claro que sempre trabalho duro todos os dias para tentar dar o meu melhor em campo e realizar o meu potencial. O mais importante são as pessoas ao meu redor que conhecem o meu potencial, e em termos das pessoas de fora – e se as pessoas me desvalorizam, fico feliz por elas se eu mudar de ideia.

Arsenal
Gabriel Magalhães pelo Arsenal (Foto: ICon Sport)

Arteta explica por que colocava Gabriel Magalhães no banco

Arteta disse recentemente que as funções de Gabriel Magalhães dentro da equipe evoluíram e acredita que o jogador tomou a decisão certa ao permanecer no clube quando foi vinculado a uma mudança de time em janelas anteriores.

— Muitas coisas aconteceram com ele. Seu papel na equipe cresceu. Sua vida pessoal também é muito diferente daquela que teve antes com sua família e seu idioma. Ele também mudou muitas coisas em sua vida e melhorou sua mentalidade. Ele pode decidir o que quer ser e acho que tomou a decisão certa ao seguir a direção que tomou — declarou o treinador.

O jogador de 26 anos era especulado na Juventus, Real Madrid e no futebol saudita, mas continuou o Arsenal para conquistar seu espaço na equipe comandada por Mikel Arteta.

— Acho que as pessoas mais importantes são aquelas que estão perto de mim; a equipe, a comissão técnica, minha família, meus amigos. Eles me ajudaram muito e continuam me ajudando a crescer a cada dia, aqueles que estão perto de mim. Então, estou muito feliz, essas pessoas internas e por continuar as impressionando e fazendo o melhor que posso — finalizou Gabriel Magalhães.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.