Arsenal: com proposta da Itália, Jorginho define onde vai jogar

4 minutos de leitura

Jorginho chegou ao Arsenal no final de janeiro, em uma transferência no valor de 12 milhões de libras (R$ 75,6 milhões), junto ao Chelsea. Com a camisa vermelha do Norte de Londres, o brasileiro naturalizado italiano fez 16 jogos e deu uma assistência. Com o time de volta à Champions League depois de seis anos, o volante prefere ignorar o mercado da bola e acredita que é melhor permanecer no Emirates Stadium na próxima temporada.

De acordo com o site “Standart”, Jorginho vai recusar o interesse da Lazio para ficar no Arsenal. Seu contrato com os Gunners dura até o final de junho do ano que vem. O volante da seleção italiana já jogou na Serie A e inclusive foi treinado por Maurizio Sarri, técnico dos Biancocelesti, no Napoli e no Chelsea.

Revelado pelo Hellas Verona, Jorginho jogou no Sambonifacese antes de ir para o Napoli. Em Nápoles, o volante se destacou, marcando cinco gols e dando 11 assistências em 141 jogos, e conquistando a Copa da Itália em 2013-14 e a Supercopa da Itália em 2014.

Reformulação no Arsenal

O Arsenal planeja uma reformulação em seu meio de campo neste verão europeu. Enquanto negocia com o West Ham para trazer Declan Rice, Granit Xhaka está de saída para o Bayer Leverkusen por 13 milhões de libras (R$ 78,844 milhões).

Moises Caicedo, do Brighton, era outro alvo dos Gunners, que recuaram ao verem o preço colocado pelos Seagulls e agora investem em Roméo Lavia, do Southampton.

Quem pode deixar o Emirates Stadium é Thomas Partey, que tem proposta do futebol saudita no valor de 40 milhões de euros (R$ 208,8 milhões). Segundo Fabrizio Romano, jornalista italiano especializado em mercado de transferências, ele também tem propostas na Europa, mas ainda não decidiu para onde vai. Seu contrato com o Arsenal dura até o final de junho de 2025.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.