Arsenal fará oferta por joia turca e busca solução para ponto fraco do time

5 minutos de leitura

Além da ausência de um artilheiro, o Arsenal sofre com um problema crônico em seu elenco: a lateral-esquerda. Desde Nacho Monreal, que deixou o time em 2019, os Gunners têm investido pesado em busca de um jogador que firme na posição.

Solução para a lateral-esquerda do Arsenal

O olheiro Romain Poirot foi até a Turquia com a missão de colher informações para determinar se um jogador do Fenerbahce pode finalmente resolver a lateral-esquerda do Arsenal. De acordo com Yagız Sabuncuoglu, jornalista do “Sport Witness”, o relatório sobre Ferdi Kadioglu está pronto e o time londrino decidiu que fará uma oferta pelo jogador ao final da temporada.

O jornalista turco ainda disse que um dirigente do Arsenal viajou para Istambul nesta quinta-feira (18) para assistir a partida entre Fenerbahce e Olympiacos pelas quartas de final da Europa League.

Kadioglu nasceu na Holanda, mas é filho de turco com mãe holandesa. Apesar de ter jogado do sub-16 ao sub-21 na seleção dos Países Baixos, ele decidiu representar a Turquia profissionalmente.

Ferdi Kadioglu fenerbahçe Arsenal
Ferdi Kadioglu em ação pelo Fenerbahce (Foto: Icon Sport)

Seu primeiro contrato profissional foi com o NEC Nijmegen. Na derrota por 2 a 0 para o AZ Alkmaar pela quarta rodada do Campeonato Holandês, em 28 de agosto de 2016, ele se tornou o jogador mais jovem a atuar por sua equipe, com 16 anos e 326 dias.

Ele chegou ao Fenerbahce em 2018. Já são 17 gols e 21 assistências em 192 jogos pelo clube turco, além da conquista da Copa da Turquia na temporada passada. Na campanha atual, ele acumula três tentos e quatro passes para gol em 44 partidas.

O nome de Kadioglu esteve vinculado ao Aston Villa pela imprensa turca nos últimos dias, mas Fabrizio Romano, jornalista italiano especialista em mercado de transferências, consultou fontes do clube que negaram qualquer acordo ou mesmo negociações para contratar o lateral-esquerdo.

Arsenal vive problemas na lateral-esquerda

Em agosto de 2019, o Arsenal investiu 25 milhões de libras e fechou com Kieran Tierney, que se tornou a contratação mais cara da liga escocesa. Apesar do bom começo, problemas com lesão fizeram com que o jogador não fosse “o cara” da posição.

Depois, em 2021, o Arsenal gastou oito milhões de euros na contratação de Nuno Tavares. Jogador com velocidade, que apoia bem o ataque, mas que não vingou e já está em seu segundo empréstimo. Primeiro, o time londrino cedeu o lateral ao Olympique de Marselha, agora ele está emprestado ao Nottingham Forest.

Em julho de 2022, o Arsenal parecia ter encontrado a solução definitiva para a lateral-esquerda quando pagou 34 milhões de libras em Oleksandr Zinchenko. O jogador ucraniano rapidamente caiu nas graças da torcida na temporada passada, em que o time foi vice-campeão da Premier League. No entanto, ele sofreu com problemas de lesão e até hoje não conquistou a confiança do torcedor.

Com isso, Mikel Arteta tem utilizado Jakub Kiwior e Takehiro Tomiyasu improvisados pelo lado esquerdo, o que também não tem funcionado. Na derrota para o Bayern de Munique nessa quarta-feira (17) mesmo o japonês sofreu para marcar Leroy Sané, apesar de ter ido bem no apoio ao ataque.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.