Higuaín e os argentinos que não deram certo no Chelsea

Crespo e Di Santo não corresponderam às expectativas nos Blues

Higuaín e os argentinos que não deram certo no Chelsea

A escassez de gols do espanhol Álvaro Morata e do francês Olivier Giroud fez o Chelsea ir mais uma vez ao mercado em busca de um centroavante. O nome escolhido para tentar por fim na “maldição da camisa 9” nos Blues é o do argentino Gonzalo Higuaín. Porém, atacantes argentinos não possuem históricos animadores no Chelsea

A PL Brasil relembra aqui como foram as passagens de Hernán Crespo e Franco Di Santo, conterrâneos de Higuaín, com a camisa do time azul de Londres.

Os argentinos do Chelsea

Hernán Crespo: lesões e empréstimos

Vindo em 2003 da Internazionale de Milão por quase 30 milhões de euros, valor alto para época, Hernán crespo chegou ao Chelsea para ser o homem-gol do então “novo rico” do futebol mundial.

A primeira temporada pelos Blues não foi de toda ruim, já que enquanto esteve em campo, o centroavante fez dez gols em 19 jogos.

Mas o que assombrou o jogador nesse período foram as constantes lesões que o impediam de ter uma sequência de jogos.

Nesta época ele teria dito para pessoas próximas que estava pensando em largar o futebol, tamanho o sofrimento por não conseguir atuar em bom nível. Mas a opção mais sensata foi voltar ao futebol italiano.

“Eu conheço Abramovich e tenho uma boa relação com ele. Eu tive que retornar a Itália duas vezes por razões pessoais e quando eu o pedi para fazer isso ele entendeu minhas necessidades e não pediu dinheiro para o Milan ou a Inter”, afirmou Crespo.

Franco Di Santo: o promissor que nunca se firmou

O argentino Franco Di Santo chegou ao Chelsea com apenas 19 anos, após ter chamado atenção no clube chileno Audax Italiano. Assim, em 2008 o centroavante se juntou ao time B dos Blues, tendo ótimo aproveitamento inicial fazendo sete gols em apenas oito jogos.

Tal desempenho fez com que Di Santo passasse ao elenco profissional, e assumisse a camisa 9.

Mas história do argentino no Chelsea não evoluiu, sendo emprestado primeiro para o Blackburn Rovers, e depois para o Wigan, até que seu contrato com o time de Stamford Brigde terminasse.

Pela equipe principal dos Blues Di Santo atuou por 16 vezes, e não marcou nenhum gol. Atualmente, aos 29 anos, ele defende o Schalke 04 da Alemanha.

Di Santo apareceu bem no Chelsea B, mas decepcionou na equipe principal (Foto: Pierse/Getty Images)