Apostas e manipulação de resultados: o que diz a Federação Inglesa sobre o tema

7 minutos de leitura

Tema que tem chamado a atenção no futebol brasileiro pela quantidade de denúncias envolvendo jogadores, a possibilidade de manipulações de resultado e outros aspectos do jogo através das apostas esportivas também são alvos de outros campeonatos mundo afora. O assunto ganhou novamente força com as notícias mais recentes envolvendo Lucas Paquetá.

A Football Association, principal entidade esportiva do futebol inglês, tem um documento público com as regras bem claras acerca de aposta e manipulação de resultados, com o nome “Conheça as regras: apostas, manipulação de resultados e informações privilegiadas”.

O documento informa, prioritariamente, que qualquer agente envolvido com o futebol — de jogadores e treinadores a árbitros e funcionários dos clubes — na Premier League, English Football League, National League, The FA Women's Super League, The FA Women's Championship e qualquer outra instância do esporte no país está proibido de apostar em qualquer partida ou campeonato de futebol do mundo.

A proibição também inclui apostas feitas em qualquer assunto que seja relacionado a futebol, direta ou indiretamente. Por exemplo: transferências de jogadores, contratação de treinadores ou convocações. Da mesma forma, também não é permitido o compartilhamento de informações privilegiadas com alguém que use a informação para fazer uma aposta.

O que é uma informação privilegiada?

Informação privilegiada, segundo o documento da FA, é qualquer tipo de informação que um agente do futebol fique sabendo por conta da sua participação no esporte e que não é divulgada publicamente — uma lesão ou uma novidade na escalação do time, por exemplo.

Por isso, não é autorizado o uso dessa informação para fazer uma aposta ou instruir alguém que a faça, seja via oral, escrita ou posts nas redes sociais. O mensageiro pode ser punido até se ele não souber que a informação será usada em apostas.

Exceção para jogadores abaixo da quinta divisão

A liga ainda abre uma pequena exceção para atletas da quinta divisão (e inferiores) e árbitros, oficiais, treinadores e funcionários da quarta divisão (e inferiores).

A FA diz que estes participantes não estão sujeitos à proibição mundial — ou seja, podem apostar em partidas, campeonatos ou assuntos relacionados a futebol de outros países, nos quais não tem envolvimento nenhum. O restante das regras permanece igual.

Apostas e manipulação de resultado

A FA considera manipulação de resultado qualquer arranjo que mude o resultado, a condução da partida ou qualquer evento durante a partida ou uma competição. “Tudo isso é proibido e tratado de forma muito séria”, garante a Federação.

Além disso, oferecer ou aceitar qualquer suborno que possa influenciar de qualquer forma o resultado ou a condução de qualquer partida, campeonato ou evento dentro de uma partida é igualmente proibido pela Federação.

Caso um participante do futebol seja pego numa manipulação de resultado, com participação comprovada, a Federação afirma que ele pode ser sancionado com multas, suspensões e até banimento do esporte até de forma definitiva.

ivan toney seleção inglesa apostas
Ivan Toney em ação pela Inglaterra – Foto Icon sport

Preocupação com os árbitros

A mesma preocupação com atletas é demonstrada em casos de apostas que envolvem árbitros de futebol que, segundo a FA, podem ser alvos de subornos e prêmios em dinheiro para influenciar na condução de uma partida.

A Federação diz ter sistemas que entram em ação para detectar qualquer tipo de atividade suspeita durante uma partida, inclusive em medidas de prevenção.

O documento ainda divulga dois canais de e-mail pelos quais qualquer pessoa pode enviar uma denúncia de manipulação de resultados ou qualquer atividade suspeita: [email protected] e [email protected].

A FA ainda encerra o guia com um aviso direto aos envolvidos em futebol na Inglaterra: “Pensa que você não vai ser pego? Pense de novo”.

— Temos sistemas sofisticados para monitorar e detectar brechas nas regras de aposta. Se você tentar contornar a regra, é provável que seja pego e receba uma punição. A FA tem o poder de te entrevistar e exigir documentos como contas de aposta e quebra de sigilo bancário. Então vamos trabalhar juntos — nós realmente precisamos trabalhar juntos. É sua responsabilidade garantir que as regras sejam aplicadas para proteger a integridade do jogo. As regras nunca estiveram tão claras ou fáceis de serem compreendidas. Lembre-se: é sua reputação, sua responsabilidade e sua carreira.

Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista formado pela ECA-USP, campineiro e repórter na PL Brasil. Passagens por EL PAÍS, Revista Veja e Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]