Maltidas venceram The Girls in Green: a origem dos apelidos da Copa do Mundo feminina

5 minutos de leitura

As Football Ferns (ou Samambaias do futebol) venceram as Gresshoppene (as “Gafanhotos”) na primeira partida da Copa do Mundo feminina, nesta quinta-feira (20), por 1 a 0. Logo depois, as Matildas derrotaram The Girls in Green (As Meninas de Verde) pelo mesmo placar. Assim seriam as manchetes dos jornais se as seleções fossem chamadas por seus apelidos.

Em alguns países do futebol feminino, assim como no rúgbi, é mais comum que as equipes sejam chamadas por nomes alternativos, que podem ter diversas origens, por história ou referência. No Brasil, no futebol masculino, a seleção pentacampeã é conhecida como “Canarinho”, pela cor marcante do uniforme. O apelido também foi adaptado para o time feminino, chamado por algumas pessoas de “As Canarinhas”.

Alguns apelidos dos times femininos são mais comuns, como os da seleção francesa, que está no grupo do Brasil neste Mundial, e da Itália, que são traduzidos para “As Azuis” — Les Bleues e Le Azzurre, respectivamente, nas línguas dos países.

A seleção jamaicana é conhecida como Reggae Girls (garotas do reggae), gênero musical famoso do país. O time masculino é chamado de Reggae Boyz.

Outros são mais chamativos. As Maltidas, da seleção australiana, tiveram o apelido escolhido em votação popular. Há duas referências para a escolha: uma mascote, um canguru, que tinha esse nome nos Jogos da Commonwealth de 1982, e a canção Waltzing Matilda, muito conhecida no país, quase um hino não oficial.

Quais são os apelidos das seleções na Copa do Mundo feminina?

A seleção inglesa, uma das favoritas na Copa do Mundo feminina, é conhecida como The Lionesses (As Leoas) por conta dos leões no brasão da equipe. A colombiana tem um nome imponente: Las Chicas Superpoderosas (As Meninas Superpoderosas).

Veja, a seguir, todos os apelidos das seleções femininas:

Grupo A

Nova ZelândiaFootball Ferns (Samambaias do Futebol)
• Filipinas – As Filipinas
• Suíça – La Nati (A Seleção)
• Noruega – Gresshoppene (As “Gafanhotos)

Grupo B

AustráliaAs Matildas
• Canadá – Não tem apelido
• Nigéria – Super Falcons (Super Falcões)
• Irlanda – The Girls in Green (As Meninas de Verde)

Grupo C

• Costa Rica – Las Ticas (vem do diminutivo das palavras)
• Espanha – Las Soñadoras (As Sonhadoras)
• Japão – Nadeshiko (vem de “Mulher Ideal”)
• Zâmbia – The She-polopolo

Grupo D

• China – The Steel Roses (Rosas de Aço)
• Dinamarca – De rOd-hvide (vermelho e branco, em referência às cores da seleção)
• Haiti – Les Grenadières (Granadeiras)
• Inglaterra – The Lionesses (As Leoas)

Grupo E

• Estados Unidos – Team USA (time EUA)
• Holanda – Orange Leeuwinnen (Leoas Laranjas)
• Portugal – A Seleção das Quinas
• Vietnã – The Golden Girls (Meninas de Ouro)

Grupo F

• Brasil – Canarinhas
• França – Les Bleues (Azuis)
• Jamaica – Reggae Girlsz (Garotas do Reggae)
• Panamá – Las Canaleras (Meninas do Canal)

Grupo G

• Argentina – Albicelestes (Azul e Branco)
• Itália – Le Azzurre (Azuis)
• Suécia – Blagult (referência ao uniforme amarelo e azul)
• África do Sul – Banyana Banyana (Meninas)

Grupo H

• Alemanha – Die Nationalelf (Seleção nacional)
• Colômbia – Las Chicas Superpoderosas (As Meninas Superpoderosas)
• Coreia do Sul – Taegeuk Ladies (relacionado com Luz)
• Marrocos – Atlas Lionesses (Leoas do Atlas)

austrália matildas
Matildas, como é conhecida a seleção da Austrália, venceu na primeira rodada da Copa do Mundo (Foto: Iconsport)
Daniel Servidio
Daniel Servidio