Chelsea anuncia patrocínio para próxima temporada

Chelsea anuncia patrocínio para próxima temporada

Antes de mais nada, o Chelsea vai aos poucos se organizando após os últimos meses turbulentos por conta da venda do clube. Dessa forma, os Blues anunciaram o primeiro patrocínio para temporada 2022/23, que ficará estampada na manga da camisa. Por fim, vale lembrar, que na última semana, foi acertada a venda do clube para o bilionário Todd Boehly, por 2,5 bilhões de libras.

Chelsea anuncia patrocínio

Em suma, na última quinta-feira (12), o Chelsea anunciou o acordo de patrocínio com o Amber Group, líder global em produtos e infraestrutura de ativos digitais, sediado em Hong Kong. Dessa forma, o patrocionador vai estampar nas mangas da camisa do clube a marca WhaleFin, empresa de criptomedas, a partir do início da próxima temporada.

Por outro lado, os Blues não divulgaram valores e nem tempo contratual do acerto. De acordo com alguns veículos de comunicação britânica, a quantia pode chegar a 20 milhões de libras por ano.

SAIBA PARA ONDE DEVE IR OS 4 BILHÕES DE LIBRAS DA VENDA DO CLUBE

A saber, de acordo com declaração oficialmente no site do clube, o Chelsea confirmou que o
grupo que comandará os Blues é liderado por Todd Boehly, coproprietário dos LA Lakers e Los Angeles Dodgers.

Além disso, cerca de 2.5 bilhões de libras tem como destino a compra das ações do clube. A princípio, o montante está congelado. Por fim, todo o valor será posteriormente destinado para caridade, como Roman Abramovich havia dito.

Os novos donos também se comprometeram à investir 1.75 bilhões de libras no clube. Primeiramente, esse dinheiro será direcionado ao Stamford BridgeKingsmeadow (outro estádio que os Azuis possuem), nas categorias de base, e no futebol feminino.

Em suma, a conclusão do processo de venda está prevista para o fim de maio.

O NOVO DONO DO CHELSEA

O Chelsea confirmou seu novo dono. Sendo assim, o consórcio liderado por Todd Boehly depende de duas aprovações para confirmar a aquisição da equipe bicampeã da Liga dos Campões.

A saber, Boehly atua como coproprietário de duas franquias de esportes nos Estados Unidos: o Los Angeles Lakers, da NBA, e o Los Angeles Dodgers, da MLB (liga de beisebol). Ademais, fazem parte do consórcio nomes como o roteirista Jonathan Goldstein e o suíço Hansjörg Wyss.

Em suma, a maior parte das ações, porém, será da empresa financeira norte-americana Clearlake Capital. A transação irá custar cerca de 4,25 bilhões de libras (26 bilhões de reais).

ABRAMOVICH NEGA EXIGIR PAGAMENTO DE DÍVIDA QUE O CLUBE POSSUÍ COM ELE

Existiu um rumor sobre a dívida do Chelsea com o oligarca Abramovich. Dessa forma, o jornal britânico The Times noticiou nessa quarta-feira (04) que o oligarca russo está disposto em voltar atrás em promessa inicial feita em perdoar dívidas da equipe.

Assim, o russo iria cobrar pagamento de uma dívida de £ 1,6 bilhão (aproximadamente R$ 10 bilhões). Contudo, Roman negou que irá realizar esta cobrança. Em resumo, a posição do ex-dono dos Blues ao negar esse rumor garantiu que os consórcios interessados na compra se mantivessem na disputa.

Foto Destaque: Divulgação/MarkKleinmanSky