Alerta para Ângelo! 4 brasileiros já estiveram no ‘cemitério de promessas’ do Chelsea

3 minutos de leitura

O atacante Ângelo, ex-Santos, foi oficializado como novo jogador do Chelsea.O jovem 18 anos é considerado um dos jogadores brasileiros mais promissores de sua geração, mas tem em quatro compatriotas o exemplo do que não fazer ao se juntar aos Blues.

O valor do negócio que levou Ângelo ao Chelsea gira em torno de 15 milhões de euros (R$ 80 milhões) e se encaixa na filosofia de compra de jovens talentos por parte do Chelsea, intensificada desde a aquisição da equipe pelo consórcio liderado por Todd Boehly e a Capital Clearlake. Por ser muito jovem, é improvável que o velocista ganhe chances no time de Mauricio Pochettino e seja emprestado após a pré-temporada.

Quatro exemplos para Ângelo não repetir no Chelsea

O menino da Vila terá contrato com o Chelsea até 2029. Ele pode ser emprestado tanto para uma equipe de menor expressão quanto para um time que faça parte do grupo que comanda as ações do gigante inglês. Isso porque o consórcio que comanda a Capital Clearlake firmou acordo de 75 milhões de euros (R$ 392 milhões) por uma participação de quase 100% no quadro acionário do Strasbourg, time da primeira divisão francesa. Outro time que pode ser comprado pelo consórcio é o Rio Ave, de Portugal.

Na era Roman Abramovich, o clube holandês Vitesse serviu como espécie de “time B” do Chelsea, que emprestou uma alta quantidade de jovens promessas que não tinham espaço na equipe principal. Nessa levada, cinco brasileiros contratados pelos Blues sofreram uma sequência de empréstimos e não se desenvolveram como o esperado. Fique de olho, Ângelo!

Nathan, hoje no Grêmio

Revelado pelo Athletico-PR, Nathan ganhou holofotes ao se destacar com a camisa 10 do Brasil no Mundial Sub-17, em 2013. Dois anos depois, aos 19, acertou com o Chelsea por  4,5 milhões de libras (cerca de R$ 22 milhões)  e um longo contrato. O que era para ser uma trajetória de destaque nos grandes palcos europeus, tornou-se um acúmulo de empréstimos.

Nathan nunca jogou pelo Chelsea. Ele teve cessões por Vitesse, Belenenses, Amiens e Atlético-MG, até ser comprado pelo Galo em 2021. Atualmente, o meia joga no Grêmio.

Chelsea Ângelo
Natan apresentado pelo clube azul – Foto: Twitter/CFC

Lucas Piazon, hoje no Braga-POR

O ‘novo Kaká' surgiu como um fenômeno na base do São Paulo e foi até comparado ao Bola de Ouro de 2007. Toda a fama fez o Chelsea ir sedento por sua compra no valor de 7,5 milhões de euros (R$ 17,4 milhões à época), em 2011. Hoje no Botafogo, emprestado ao Braga de Portugal, o jovem tinha apenas 17 anos e era uma aposta para o futuro dos Blues, o que não se confirmou.

Lucas Piazon esteve vinculado ao Chelsea por nove anos e meio, mas só entrou em campo pelo time principal em três jogos. Sua passagem teve empréstimos para seis outros clubes: Málaga, Fulham, Rio Ave, Reading, Eintracht Frankfurt e Chievo.

Wallace Oliveira, hoje no Figueirense

O lateral-direito desembarcou em Londres envolvido na negociação que culminou na chegada de Deco ao Fluminense. Cria de Xerém, Wallace Oliveira nunca jogou pelo Chelsea, onde manteve contrato de 2013 e 2018.

O defensor jogou por Inter de Milão, Carpi, Vitesse e Grêmio enquanto pertencia aos londrinos. Hoje, está no Figueirense.

Kenedy, hoje no Valladolid-ESP

O atacante do Valladolid também fazia parte da seleção brasileira no Mundial Sub-17, em 2013. Revelado pelo Fluminense, Kennedy chamava a atenção por sua potência na perna-esquerda e força física. O Chelsea o comprou por 10 milhões de dólares (R$ 31 milhões), em 2015.

De todos os brasileiros contratados pelos londrinos nesses moldes, Kenedy foi o que mais teve sucesso no clube. Entre idas e vindas, o brasileiro teve 30 jogos com a camisa do Chelsea. Ele ainda foi emprestado para Granada, Watford, Newcastle, Getafe e Flamengo.

Chelsea
Kenedy pelo Chelsea – Foto: Twitter/CFC

Outros jovens talentos ‘desperdiçados' pelo Chelsea

Não foi só o quarteto brasileiro que sofreu sob o domínio dos Blues. Assim como Ângelo, alguns jovens estrangeiros também foram contratados em estágios iniciais da carreira e não tiveram sequência pelo time principal dos ingleses. Ao todo, 22 jogadores foram emprestados pelo Chelsea ao Vitesse entre 2010 e 2019.

  • Gael Kakuta
  • Christian Cueva
  • Christian Atsu
  • Sam Hutchinson
  • Bertrand Traoré
  • Josh McEachran
  • Lewis Baker
  • Danilo Pantic
  • Matt Miazga
  • Ruben Loftus-Cheek
  • Jake Clarke-Salter
  • Eduardo
  • Charly Musonda
  • Jamaal Blackaman
  • Slobodan Rajkovic
  • Nemanja Matic
  • Matej Delac
  • Patrick Van Aanholt
  • Tomas Kalas
  • Ulises Dávila
  • Nathan
  • Kennedy
  • Lucas Piazon
  • Wallace Oliveira

Nem mesmo craques escaparam do “cemitério de talentos” do Chelsea. Atuais estrelas do futebol mundial, Romelu Lukaku, Mohamed Salah, Kevin De Bruyne e Nathan Aké passaram pelo Stamford Bridge quando eram apenas jovens promissores, mas não conseguiram se consolidar. Já Eddie Nketiah, Declan Rice e Jamal Musiala passaram pelos Blues ainda nas categorias de base, mas foram dispensados.

Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.