Andreas Christensen – Mercado da Bola, Transferências, Rumores e Estatísticas

0
264
Andreas Christensen
Christensen campeão da Liga dos Campeões (Foto Destaque: Divulgação/ Andreas Christensen)

Andreas Bodtker Christensen nasceu no dia 10 de abril de 1996, em Lilleröd, na Dinamarca. É um jogador de 1,88 m e atua como zagueiro no futebol inglês, pelo Chelseavestindo a camisa de número 4. confira a história e o mercado da bola de Andreas Christensen.

Andreas Christensen – Início de Carreira

O dinamarquês tinha apenas sete anos e o talento para olhar para cima, enquanto estava com a bola nos pés. Ainda, possuía uma ótima visão de jogo. Assim, Sten Christensen, ex-goleiro e também pai de Andreas, convenceu o filho a iniciar sua carreira. Mesmo muito novo, Sten já sabia que seria algo muito promissor.

Dessa forma, foi em 10 de agosto de 2004 que Christensen iniciou sua trajetória no mercado de transferências. Dessa forma, começou nas categorias de base pelo Bröndby IF II, da Dinamarca, onde jogou e treinou por oito anos (2004-2008). Nesse meio tempo, jogou em diversas posições, como atacante, lateral-direito e esquerdo.

Ao passo que Christensen se destacava no clube dinamarquês, seu talento atraiu diversos clubes, o que movimentou o mercado de transferências. Entre eles, pode-se citar Arsenal, Chelsea, Manchester City, e Bayern de Munique. Em outras palavras, o jovem era uns dos jogadores de futebol mais promissores e cobiçados de seu país por muitos clubes de elite. 

Assim, após rumores, Andreas Christensen foi para o Chelsea sub-18, na temporada 2012/2013, de forma gratuita. Pouco depois, Christensen liderou a equipe para a conquista da FA Youth Cup. Desde então, destacou-se cada vez mais, até ser nomeado membro do time de José Mourinho.

Trajetória, conquistas e highlights de Andreas Christensen 

Mais uma vez movimentou o mercado de transferências. Com o contrato assinado entre Andreas Christensen e os Blues, garantindo a presença do jogador no clube até 2022, José Mourinho cedeu a jovem promessa por um empréstimo de uma temporada (2015/2016) para o Borussia Mönchengladbach, time da primeira divisão do Campeonato Alemão.

Volta ao Chelsea

Na sua volta para o Chelsea na temporada 2017/2018, o jogador assumiu a posição de David Luiz, após suspensão e lesão. Logo, Andreas Christensen tornou-se referência para a defesa dos Blues, acumulando diversas partidas sem sofrer gols. Além disso, adquiriu  experiência ao jogar contra grandes clubes Europeus.

Dessa forma, ao final da temporada, o dinamarquês ganhou o prêmio de jovem jogador do ano do Chelsea. Assim, teve 1 seu talento e esforço reconhecido de maneira admirável.

No entanto, na temporada 2018/2019, Christensen acabou perdendo espaço no time para a dupla David Luiz e Toni Rudiger. Assim, participou de alguns jogos durante a temporada, totalizando 29 atuações. Entre elas, principalmente as partidas da Liga Europa, competição que foi campeão pelo Chelsea em uma final contra o Arsenal.

Posteriormente, na temporada 2020/2021, o dinamarquês revezou a posição com o defensor Thiago Silva, em função de lesões e suspensões, juntamente com uma temporada excelente para o Chelsea, principalmente para o setor defensivo. Ainda mais com o avanço das competições, onde o setor defensivo superou o ataque de equipes impecáveis como Real Madrid, Atlético e Manchester City.

Assim, o Chelsea foi campeão da Champions League. Juntamente com isso, Andreas Christensen tornou-se o primeiro jogador a vencer a Liga Juvenil da UEFA, a Liga Europa, e a Liga dos Campeões.

Transferências e Mercado da Bola de Andreas Christensen

A princípio, Andreas Christensen não possui muita rodagem no mercado da bola, já que seus únicos clubes foram o Bröndby IF II, da Dinamarca, o Chelsea, da Inglaterra, e o Borussia Mönchengladbach, da Alemanha.

Nesse sentido, sua principal mudança no mercado de transferências foi para Borussia Mönchengladbach, por um empréstimo avaliado em 1,5 milhões de euros para ficar a temporada 2015/2016, a qual fez uma temporada boa na Alemanha, com três gols em 39 partidas. Assim, encerrou a Bundesliga em 4º colocado e com direito a classificação para a Liga do Campeões.

Além disso, em 2020, houve rumores de que o Milan estaria interessado em contratar o dinamarquês na janela de transferências de meio de ano do mercado da bola. No entanto, o zagueiro continuou no time inglês.

Agora, Andreas Christensen tem contrato com os Blues até 2022, apesar de não haver rumores sobre sua saída. Existem grandes possibilidades que haja propostas de clubes interessados ao chegar o fim de seu vínculo com o Chelsea. Assim, movimentará o mercado da bola no próximo ano.