Alisson faz falta, Liverpool leva susto, mas amassa Burnley com dupla sul-americana e volta à liderança

5 minutos de leitura

O Liverpool voltou a campo neste sábado (10) ao receber o Burnley, no Anfield, em partida válida pela 24ª rodada da Premier League. O jogo terminou em vitória mandante por 3 a 1, com gols de Diogo Jota, Luís Díaz, Darwin Núñez e O’Shea.

O goleiro Alisson não esteve em campo, gripado, enquanto o outro brasileiro possível para a partida, Vitinho, lateral do Burnley, começou no banco de reservas e entrou nos últimos dez minutos de jogo.

Liverpool chega, mas Alisson faz falta

O primeiro tempo dos Reds foi bem positivo: nove finalizações, duas grandes chances criadas e amplo domínio da posse de bola. O time de Jürgen Klopp marcou o primeiro gol aos 31 minutos, de escanteio, com Diogo Jota.

Ainda assim, houve mais chances de aumentar o placar, com chutes muito próximos à área de Robertson, Darwin Núñez e Luís Diaz. Ao fim do primeiro tempo, no entanto, não ter marcado teve seu preço.

Alisson Liverpool
(Foto: Icon Sport)

Em um cabeceio não muito forte, também de escanteio, o zagueiro O’Shea marcou para o Burnley aos 45 minutos. Era uma finalização de apenas 0,02 gols esperados (xG), ou seja, em uma posição, distância e ângulo pouco favoráveis para que fosse gol. Mesmo assim, a falta de Alisson foi sentida, e Kelleher não conseguiu defender.

O jogo seguiu a mesma toada no segundo tempo e, logo aos 6 minutos, Harvey Elliott, que entrou no lugar de Alexander-Arnold, cruzou para Luís Díaz voltar os Reds à liderança do placar.

Já perto do fim, em meio a um jogo de 21 finalizações dos mandantes, Darwin Núñez volta a marcar, de cabeça, para fechar o placar em 3 a 1.

A vitória dos Reds, inclusive, marcou um dia de recorde: o Anfield recebeu 59.896 pessoas para a partida e instaurou assim seu maior público na história.

Destaques de Liverpool x Burnley

Luís Díaz – 8

O colombiano foi perigoso pela esquerda em jogadas individuais, levou perigo ao gol com finalizações e marcou no começo do segundo tempo para dar a vitória aos Reds.

Diogo Jota – 7,5

Autor do primeiro gol, o português foi participativo ofensivamente e importante no momento de fazer a pressão alta para que o Liverpool pudesse recuperar a bola mais rápido.

Darwin Núñez – 7

Liverpool v Burnley – Premier League – Anfield
Foto: Icon Sport

O uruguaio teve uma oportunidade antes, mas demorou 80 minutos para conseguir fazer seu gol. Jogando como camisa 9 efetivo, não teve seu melhor jogo, mas ainda foi importante defensivamente, recuperando duas bolas e vencendo cinco duelos.

O’Shea – 7

Além do gol, o zagueiro irlandês foi seguro ao longo do jogo para ajudar o Burnley a conter o ataque dos Reds: foram quatro bolas afastadas, quatro recuperações de bola e 63% de sucesso nas disputas defensivas.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]