Alexander-Arnold é honesto ao avaliar carreira na seleção inglesa: ‘Eu teria jogado mais se…

5 minutos de leitura

Trent Alexander-Arnold é considerado um dos melhores laterais da atualidade e um dos pilares do Liverpool, mas não está no topo da lista entre as opções para Gareth Southgate na seleção inglesa.

Alexander-Arnold não é considerada a primeira opção para a lateral, chegando a ser ignorado por Southgate em algumas convocações. Jogadores como Reece James, Kieran Trippier e Kyle Walker estão a frente do jogador do Liverpool. Isso fez o talento de Anfield dar uma declaração sincera acerca das suas poucas convocações.

Alexander-Arnold avalia carreira na Inglaterra

Arnold soma apenas 23 jogos desde sua estreia internacional em 2018. Em comparativo, Foden, que estreou em 2020, tem 31 jogos. Rashford soma quase 60 internacionalizações e Reece James, que costuma ficar ausente por longos períodos se recuperando de lesões, está apenas quatro partidas atrás de Alexander-Arnold na seleção inglesa.

Em entrevista ao “FourFourTwo”, o jogador do Liverpool não vê sua situação internacional como negativa e acredita que iniciou a passagem pela Inglaterra no tempo errado.

— Acho que muito disso se resume ao tempo. Eu teria jogado muito mais pelo meu país se fosse outra época ou geração.

O camisa 66 dos Reds esteve entre os convocado de Southgate para a Copa do Mundo de 2022. Apesar de jogar apenas 112 minutos na competição, minimiza o tempo em campo e revela que pode ajudar os companheiros de seleção de outras formas.

— Eu acredito fortemente na minha capacidade, no que trago para uma equipe e no que posso fazer em um campo de futebol. Ainda acredito que tenho um grande papel a desempenhar na Inglaterra, ajudar a equipe a conquistar títulos, seja jogando todos os minutos de um torneio ou não jogando nenhum minuto.

Ollie Watkins comemora gol com Trent Alexander-Arnold pela seleção da Inglaterra (Foto: Icon sport)

Lateral do Liverpool defende escolhas de Southgate

Southgate é alvo de muitas críticas, incluindo escolhas envolvendo o lateral do Liverpool. Em setembro de 2021, em amistoso contra Andorra, o treinador escalou o jogador como meio-campista. “Por que você faria isso com o melhor lateral-direito do mundo?”, criticou Klopp em entrevista coletiva na época.

No entanto, Alexander-Arnold defendeu as escolhas do técnico da seleção inglesa.

— Compreendo perfeitamente que as decisões devem ser tomadas. Sinto que aproveitei o lado bom disso no clube, como alguém que sabe que vai jogar a maioria dos jogos, e tenho essa confiança no técnico. Tenho a sorte de não ter que pensar muito sobre isso no Liverpool e apenas ir e jogar. Não importa o que aconteça, não importa como as notícias sejam apresentadas a você, é sempre decepcionante quando dizem que você não está entre os convocados ou não está no time. Mas sou uma pessoa muito racional em relação a esse tipo de coisa. Sei como deve ser difícil. Você tem tantas opções, tantas decisões a tomar, e nunca vou culpar um técnico por tomar essa decisão.

Southgate Inglaterra
Southgate em jogo da Inglaterra. (Foto: Icon Sport)

Ainda na entrevista, o jogador comenta sobre o sonho de defender a Inglaterra e brigar por títulos.

— Quando eu era mais jovem, sonhava em poder jogar pelo meu país, ganhar troféus pelo meu país, fazer parte de seleções inglesas que conquistam títulos. Não há palavras que descrevem a emoção de vestir essa camisa.

A seleção inglesa terá dois amistosos em Wembley no mês de março. O primeiro jogo será no dia 23, contra o Brasil, às 16h (horário de Brasília). A segunda partida está marcada para o dia 26, às 16h45 (horário de Brasília), contra o Bélgica. Os convocados ainda não foram anunciados.

Gabriel Lemes
Gabriel Lemes

Me formei em Jornalismo pela Univap em 2019 e sou redator da PL Brasil. Já escrevi para o Quinto Quarto, Minha Torcida, Futebol na Veia e Portal Famosos.