Ramsdale, queridinho de Guardiola… As 5 melhores contratações do novo diretor do Liverpool

6 minutos de leitura

O Liverpool passará por uma grande reestruturação fora de campo na próxima temporada. Com a saída de Jürgen Klopp, o futebol do clube será remodelado e uma das novidades será Richard Hughes, diretor esportivo do Bournemouth.

Através de suas redes sociais, os Reds confirmaram a chegada do profissional a partir do fim de 2023/24. Hughes assumirá o comando do futebol do clube e será o “chefão” na contratação do novo técnico e na busca por reforços no mercado da bola. Afinal, contratar é com ele mesmo.

As 5 melhores contratações feitas por Richard Hughes, futuro diretor esportivo do Liverpool

Hughes só atuou como diretor no Bournemouth, entre 2016 e 2024. Apesar da já longa carreira, tem apenas 44 anos. Ele começou cedo na função logo após pendurar as chuteiras. Ao longo do tempo que esteve à frente dos Cherries, passou por altos e baixos, mas foi fundamental na evolução do time dentro do cenário do futebol inglês.

Para isso, o novo contratado do Liverpool precisou fazer contratações experientes. Nós listamos na PL Brasil os 5 melhores negócios feito por Richard Hughes como diretor esportivo.

Liverpool
Richard Hughes deve trocar o Bournemouth pelo Liverpool (Foto: Site oficial/Bournemouth)

Aaron Ramsdale (Sheffield United para o Bournemouth)

Hoje, Ramsdale defende o Arsenal e é um dos principais goleiros em atividade. Mas o Bournemouth, na figura de Richard Hughes, o descobriu com apenas 19 anos, no Sheffield United, em 2017/18. À época, os Cherries pagaram apenas 800 mil libras para contratá-lo, quantia que seria amplamente multiplicada anos depois.

Mesmo com o rebaixamento do Bournemouth, Ramsdale fez boa temporada em 2019/20. O Sheffield United pagou 18,5 milhões de libras no ano seguinte para ter de volta o arqueiro. Fato é que o time rubro-negro fez um grande negócio financeiro e técnico com o hoje goleiro do Arsenal.

Ramsdale passou pelo Bournemouth (Foto: Icon Sport)

Nathan Aké (Chelsea para o Bournemouth)

O Bournemouth foi fundamental para que Aké se tornasse um dos principais defensores da Premier League. O clube o contratou junto ao Chelsea e o ofereceu a possibilidade de se desenvolver, o que seria mais complicado no estrelado elenco azul. Ele chegou ao Vitality Stadium em 2017/18, por 22 milhões de euros.

Três anos depois, o clube recuperou o investimento de forma louvável. Aké foi vendido para o Manchester City por 45 milhões de euros e se tornou ‘queridinho' de Pep Guardiola, frequentemente utilizado no time titular. Mais um ponto positivo para Richard Hughes!

Aké, do City, pelo Bournemouth (Foto: Icon Sport)

Dominic Solanke (Liverpool para o Bournemouth)

Curiosamente, Dominic Solanke deixou o próprio Liverpool para fechar com o Bournemouth. O jogador era considerado um flop definitivo por boa parte da imprensa inglesa, mas deu a volta por cima no rubro-negro. Antes, o atacante já havia passado sem sucesso pelo Chelsea.

O Bournemouth investiu 21 milhões de euros em sua contratação e hoje tem um dos artilheiros da Premier League. Solanke tem 14 jogos na liga em 2023/24.

Premier League Liverpool
Solanke, do Bournemouth, tem passagens por Liverpool e Chelsea (Foto: Icon Sport)

Marcos Senesi (Feyenoord para o Bournemouth)

Vários outros nomes poderiam ser citados, mas Senesi merece destaque. O argentino é um dos pilares da equipe nas últimas temporadas e além de oferecer segurança, ainda aparece como elemento surpresa no ataque. O jogador tem cinco gols com a camisa do Bournemouth.

Antes jogou por três anos no Feyenoord, que o vendeu por 15 milhões de euros. Aos 26 anos, o argentino ainda pode render dinheiro ao clube futuramente.

Arnaut Danjuma (Brugge para o Bournemouth)

O atleta do Everton foi mais um achado lucrativo de Richard Hughes. Arnaut Danjuma se destacava pelo Brugge quando foi contratado pelo Bournemouth, em 2019. O jogador marcou 17 gols em 52 jogos pelo clube, além de ter concedido oito assistências. Gerou uma boa taxa de transferência ao time quando foi comprado pelo Villarreal por 23 milhões de euros, quantia superior à gasta pelos ingleses em sua compra.

Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.