Ajaccio – História, estatísticas e conquistas

Ajaccio – História, estatísticas e conquistas
Ajaccio

Athletic Club Ajaccio é um clube da cidade de Ajaccio, localizada na Ilha de Corsega, na França. A saber, o clube pertence à Ligue 1, e joga no estádio local, o Stade François Coty que tem capacidade para 12 mil pessoas.

Em suma, o time é muito poderoso localmente, vencendo vários torneios da Ilha, rivalizando com o Bastia, sendo os dois clubes da região com mais destaque nacional. Assim, os maiores títulos do clube são duas taças da Segunda Divisão Francesa, onde estava até na temporada passada. Apesar de ser fundado em 1910, o clube só se profissionalizou mesmo em 1965.

Trajetória do Ajaccio: fundação, conquistas e ascensão

A saber, o Ajaccio nasceu oficialmente em 1910, quando começou a disputar o Campeonato de Corsega, o estadual deles. Assim, o clube conseguiu vencer sete títulos, praticamente dividindo as taças locais com BastiaGazélec, seus rivais regionais. Assim, após seu hepta em 1964, o Ajaccio resolveu se profissionalizar em 1965 e começar a disputar os torneios nacionais. A saber, o clube venceu seu primeiro título da Segunda Divisão em 1967, quando subiu para a elite e se tornou uma equipe tradicional. Em 2002 o Ajaccio voltou a ganhar o torneio.

Mercado de Transferências do Ajaccio

Por ser uma equipe mais popular, o Ajaccio nunca teve tanto dinheiro para fazer grandes aquisições no mercado da bola. Portanto os rumores de contratação do clube sempre é de jogadores por empréstimo ou a custo zero no mercado de transferências. Assim, confira alguns desses rumores interessantes da história do Ajaccio, começando por um brasileiro.

Marcelinho Carioca, do Vasco, por €0, em 2004/05

Grande figura do futebol brasileiro e ídolo do Corinthians, Marcelinho Carioca deixou o Vasco para tentar de novo a sorte na Europa no mercado de transferências de 2004/05

Assim, o Ajaccio se aproveitou dessa oportunidade do mercado da bola para contratar o craque brasileiro especialista em bolas paradas. Mas, no clube, o meia-atacante não conseguiu desempenhar uma boa função. Dessa forma, entrou em campo 10 vezes e fez apenas dois gols.

Sebastién Squillaci, do Monaco, por empréstimo, em 2000/01

No início dos anos 2000, o Ajaccio se aproveitou de mais uma boa oportunidade do mercado da bola. A saber, contratou por empréstimo um jovem zagueiro que estava sem espaço no Monaco.

Assim, Sebastién Squillaci foi o Ajaccio e mostrou bom futebol, se tornando um dos jogadores mais notáveis da história do clube. Depois, ele passou muitos anos no Arsenal e ainda disputou a Copa do Mundo de 2010 como titular da seleção.

Dominique Baratelli, do Nice, por €0, em 1967/68

Um dos maiores ídolos da história do Ajaccio foi contratado a custo zero no mercado da bola logo após a profissionalização do clube, na temporada 1967/68. A saber, Dominique Baratelli merece esse destaque, pela contribuição que teve na conquista da Segunda Divisão que colocou o clube na elite pela primeira vez.

Marius Trésor, do Juventus SA ao Ajaccio por €0, em 1969/70

Outro jogador dessa época foi o zagueiro Marius Trésor, contratado a custo zero também do Juventus SA. A saber, o jogador se tornou um grande ídolo no Ajaccio, participando das primeiras temporadas do clube na elite do futebol francês na década de 1970. Depois ainda teve passagens vitoriosas por Olympique de Marseille e Bordeaux.

Dado Prso, do Monaco, por empréstimo, em 1997/98

Por fim, o croata Dado Prso teve uma passagem rápida e muito boa pelo Ajaccio na temporada 1997/98, quando foi emprestado pelo Monaco ao clube de Corsega no mercado da bola.

A saber, o jogador era muito famoso na época, já que atuava pela sua seleção e tinha experiência internacional. Com seus incríveis 1,90 m, era um centroavante forte que dificilmente perdia uma bola de cabeça na área.

De fato, as defesas adversárias precisavam fazer um esforço imenso para não tomar um gol dele. Depois do Ajaccio, ele ainda teve destaque pelo Rangers da Escócia.