Aimar Sher, em entrevista: “A Série A é uma das melhores ligas do mundo”

Entrevista
Foto Destaque: Reprodução

O jovem Aquilles, Aimar Sher, participou de uma coletiva de imprensa nesta terça-feira (12). O jogador mostrou empolgação e dedicação à equipe em entrevista.

Dessa forma, o número 31, a classe Aimar Sher de 2002, falou: “Estrear na Série A foi um sonho para mim, apesar de o jogo não ter terminado com um resultado negativo, porque para a minha carreira foi um passo importante que vou recordar. Estou feliz por fazer parte de um campeonato de tão alto nível e tenho certeza que teremos muitas oportunidades para mostrar nossa força e nos redimir após o resultado negativo”, começou ele na entrevista.

Transferências

“Quando meu pai e meu agente me disseram que o Spezia estava interessado em mim, foi uma grande surpresa. Fiquei em choque no início, mas imediatamente me senti muito orgulhoso de que todo o trabalho árduo que fiz estava valendo a pena”, afirmou ele.

Lesões

“O fato de haver tantas lesões e de poder ser uma pedra angular da equipa não me assusta, pelo contrário, motiva-me e estimula-me. Acredito nas minhas qualidades e no meu potencial e não vejo a hora de os mostrar em campo”, explicou.

Experiência

“A experiência com a Primavera foi importante para mim porque venho de uma liga onde se joga um futebol diferente. Foi útil e instrutivo, é fundamental para mim me adaptar ao futebol italiano e estou feliz por também ter tido esta oportunidade”, expressou ele.

Questões Físicas

“Atualmente me sinto bem, tanto física quanto mentalmente; Estava um pouco atrasado em termos de condição no início, mas agora me recuperei e estou pronto para contribuir com a causa.”

Idade média da equipe

“Ser uma equipe jovem é divertido e leva-nos a dar o nosso melhor nos treinos, motivamos uns aos outros e nos esforçamos para crescer e dar sempre algo mais, dia após dia.”

O Campeonato

“A Série A é uma das melhores ligas do mundo, se você segue o futebol não pode perder a Série A. Cada partida é imprevisível, você nunca sabe o que pode acontecer e pode acontecer que um time na parte inferior da tabela vença um grande problema: isso torna o campeonato muito interessante.”

Seu lar e suas inspirações

“O apoio que sinto do Iraque me deixa muito feliz, muitas vezes vou lá de férias para visitar meus parentes, sou muito apegado a essa terra e fico feliz que eles me sigam neste caminho.

Meus ídolos? Com certeza Pablo Aimar, de quem tirei o meu nome, que era o jogador preferido do meu pai, mas obviamente também Ibrahimovic. Treinei com ele em Hammarby, conversamos muito e acho nele um modelo de inspiração.”, concluiu o jogador na entrevista.

Foto Destaque: Reprodução