Ex-artilheiro do Arsenal critica ataque de Arteta: ‘O problema do time é…

4 minutos de leitura

O Arsenal mais uma vez busca o título da Premier League para encerrar o jejum de 20 anos, mas, para um ex-atacante icônico dos Gunners, falta um atacante para marcar gols, mesmo tendo Gabriel Jesus no elenco.

A equipe comandada pelo técnico Mikel Arteta está na segunda posição na tabela do Campeonato Inglês, um ponto atrás do líder Liverpool, e tem quatro jogos da liga em dezembro que podem ser cruciais na busca pelo trofeu.

Apesar da boa fase do Arsenal, Emmanuel Adebayor acredita que o time precisa de um jogador de área, assim como ele era, para acabar com a seca de títulos.

— O problema do Arsenal é que mesmo comigo, quando estava lá, adorava jogar no meio e fazer parte do jogo. Eles têm a mesma coisa com [Gabriel] Jesus. Ele também gosta de buscar a bola e para ganhar o campeonato, eles precisam de um atacante que possa estar apenas na frente do gol, que não se importe com quantos toques de bola ele dá durante o jogo — disse Adebayor ao “talkSPORT”.

Gabriel Jesus passou 18 meses desafiadores nos Emirates Stadium, com lesões que prejudicaram sua performance. O brasileiro marcou seis gols em 14 partidas nesta temporada, mas apenas dois aconteceram na Premier League, algo que Adebayor acredita que pode prejudicar as ambições de título do Arsenal.

— Desde que Jesus voltou [da lesão], ele não tem sido o mesmo. Eles precisam de um atacante que não se importe em fazer parte do jogo. Alguém que só se preocupa em finalizar como [Erling] Haaland , como [Sergio] Agüero — complementou.

Adebayor defendeu o Arsenal entre 2006 e 2009, contratado do Monaco. Depois, causou polêmica ao vestir a camisa do Tottenham, de 2011 a 2015, e até a comemorar efusivamente gols marcados contra o ex-clube.

Arsenal “compartilha” gols

O atacante reserva Eddie Nketiah emergiu como o artilheiro do clube na Premier League com cinco gols, ao lado de Bukayo Saka. O Arsenal, na verdade, tem a tendência de compartilhar os gols, com diferentes marcadores estufando as redes. Foi o que aconteceu, inclusive, contra o Lens na Champions League, em que os Gunners golearam em casa por 6 a 0 com cada um dos tentos sendo anotado por um jogador diferente, algo inédito na Liga dos Campeões.

O mesmo não se pode dizer do Manchester City que, apesar de estar três pontos atrás do Arsenal, conta com o “cometa” Haaland, que já marcou 14 golos na Premier League. Da mesma forma, Mohamed Salah marcou 11 vezes pelo Liverpool, levando-o ao topo da classificação do Campeonato Inglês.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.