A Nação de Udine te reverencia, 44 anos de história de Di Natale

https://images.app.goo.gl/rL27NU65LzNBpSdY7

Primeiramente, não apenas ídolo da Udinese, mas também encantou toda uma geração italiana, que sonhavam em ser que nem o craque Antonio Di Natale. Sua paixão pelo time era única, e seu coração era preto e branco, apenas. Bem como, nesta quarta-feira (13/10) o craque completou 44 anos de um casamento quase perfeito com o clube de Udine.

Início de Carreira

The Gentleman Ultra on Twitter: "#ThrowbackThursday 🔙 Antonio Di Natale at Empoli.… "

Antes de tudo, Totò, como era carinhosamente chamado, nasceu na cidade de Nápoles, mas logo mudou para o norte da Itália. Assim, foi chamado para atuar pela base do Empoli em 1996, com 19 anos somente. Depois, na temporada seguinte, conseguiu disputar seu 1º jogo no profissional, ainda na Serie B.

Contudo, muito pouco aproveitado na campanha do time, o jovem italiano foi emprestado três vezes, nesse ínterim. Com isso, passou pela Iperzola, Varese e por fim, Viareggio. Assim, começou a chamar a atenção nessa sua última passagem, com 12 gols em 25 jogos. Como resultado, os Azurri decidiram dar mais tempo de jogo ao Di Natale.

Em 2002, o atacante conheceria a Serie A pela 1ª vez, um grande passo na vida de qualquer jogador, ainda mais ajudando a equipe a subir. Dessa forma a equipe terminou em 4º lugar e ele foi responsável por 16 gols, dos 60 feitos, sendo o artilheiro da equipe. Mas duas temporadas seguintes, o time voltava a ser rebaixado.

Auge da carreira de Antonio Di Natale

Di Natale - Que fim levou? - Terceiro Tempo

Após o rebaixamento, a Udinese acertou a compra do jogador por 100 mil euros em 2004/2005 e mal sabia ela da grande história de amor que estava prestes a ser contada. Desde já, a equipe de Udine conseguiu ficar em 4º lugar e se classificar para a Champions, passando do Sporting nos play-offs .

Entretanto, em um grupo que tinha o Barcelona, os italianos tiveram que se contentar com a Europa League, caindo em 3º, atrás do Werder Bremen também. Apesar disso, não duraram muito na competição, eliminados pelo Levski Sofia.

De antemão, foi só em 2007 que finalmente herdou a braçadeira de capitão e se tornou um líder dentro e fora dos gramados. Mesmo não erguendo nenhum título em sua carreira, o camisa 10 se tornou o maior ídolo e maior artilheiro dos Bianconeri o Zebrette com 225 tentos. Além de ser o 6º maior artilheiro do Campeonato Italiano, marcando 208 vezes e artilheiro da competição em duas temporadas seguidas.

Como dito anteriormente, o atacante era um exemplo fora de campo também e depois de 2012 o mundo se chocou com sua atitude, admirando-o ainda mais. Logo após o falecimento de seu grande amigo Morosini, em uma partida válida pela segunda divisão. Di Natale anunciou a custódia legal pela filha do jogador, alegando que não a abandonaria.

Di Natale – Melhores Gols