6 jovens que Klopp pode encaixar na rotação do Liverpool

Com jogadores promissores em todas as posições, é de se esperar que alguns ganhem bons minutos na temporada

0
314
jovens liverpool
DANIEL LEAL-OLIVAS/POOL/AFP via Getty Images

Desde o surgimento do atacante Michael Owen e do meio-campista Steven Gerrard – dois dos maiores ídolos do Liverpool –, o clube viveu certa seca na revelação de grandes nomes. Tudo isso se encerrou com o lateral-direito Trent Alexander-Arnold, e que chegou aos profissionais em 2016. Desde então, o defensor passou a ser peça muito importante para o time. Para a temporada 2020/2021, outros jovens do Liverpool podem entrar na rotação do elenco, principalmente em jogos da Copa da Liga Inglesa e da Copa da Inglaterra.

Mas como eles podem contribuir para isso? Pois bem, vamos lá.

Os jovens do Liverpool no setor defensivo: van den Berg, Koumetio e Williams

Para a zaga, o treinador alemão conta com dois bons e promissores nomes. O primeiro deles é Sepp van den Berg, holandês de 18 anos. Ele chegou aos Reds no início da temporada 2019/2020, por um valor de 1,9 milhões de euros, vindo do PEC Zwole, clube de seu país e por onde fez sua formação.

Jovem, e com 1,89m de altura, van den Berg era o quinto zagueiro na última temporada, atrás dos titulares Virgil van Dijk e Joe Gomez, além dos reservas Joel Matip e Dejan Lovren. Com a saída do croata para o futebol russo, ele é cotado para ser o quarto homem de defesa no grupo, tendo chance de ganhar bons minutos na temporada.

Porém, ele terá um forte candidato nessa disputa. Com apenas 17 anos e tendo chegado na mesma janela que o holandês, Billy Koumetio tem impressionado nos treinamentos de pré-temporada. Com 1,95m, o francês mostra uma boa força física. Tomadas as devidas proporções, ele pode ser comparado com Dayot Upamecano, do RB Leipzig, justamente pelo porte físico e saída para o jogo.

Outro jogador do setor defensivo que merece destaque é o lateral-direito galês Neco Williams. Aos 19 anos, já possui o título da Premier League 2019/2020 visto que Klopp fez questão de deixá-lo completar os cinco jogos necessários para que a PL o declarasse campeão com o elenco.

Leia mais: Os 10 maiores ídolos da história do Liverpool

jovens liverpool
DANIEL LEAL-OLIVAS/POOL/AFP via Getty

Para brigar por minutos, assim como van den Berg e Koumetio, Williams precisará mostrar qualidade e dedicação nos treinamentos. Não é de se imaginar que ele chegue a titularidade nesta temporada, afinal, Arnold é considerado por muitos o melhor de sua posição no mundo.

Contudo, Neco possuí boa chegada ao ataque. Se não tem a mesma qualidade que Trent na bola parada, sua entrega defensiva pode ser um ponto positivo. Klopp se vê bem servido na posição. Com a saída em definitivo de Nathaniel Clyne após empréstimo no Bournemouth, será interessante ver dois jovens formados na base atuando no time titular e reserva do Liverpool.

Setor ofensivo, meio de campo e ataque: Curtis Jones, Harvey Elliot e Rhian Brewster

Assim como Arnold, Curtis Jones é outro jogador que possuí uma forte identificação com os Reds. Não somente por ter feito toda a sua formação em Merseyside, mas, também, por ser uma cria da cidade.

Na última temporada, Jones recebeu boas chances de Klopp. Atuou nas partidas de copas, fez gols, deu assistência e mostrou boa entrega tática. Com um chute potente de fora da área, ele é um dos principais nomes dessa nova safra de jovens do Liverpool.

Com a mudança do número 47 para o 17, mostra que ele será um dos atletas que estará diretamente ligado à rotação do treinador alemão. É de se esperar que ganhe bastante minutos dentro de partidas da Premier League e, até mesmo, da Champions League.

brewster jovens liverpool
ANDREW COULDRIDGE/POOL/AFP via Getty Images

Podendo atuar tanto na ponta direita como na esquerda, Harvey Elliott realizou um sonho de infância na janela de verão da temporada 2019/2020, assinou contrato com o Liverpool. Chegado do Fulham, ele já havia batido um recorde na temporada 2018/2019. Em partida contra o Wolverhampton, tornou-se o mais jovem a atuar pela Premier League, com 16 anos e 30 dias.

Leia mais: Guia do Liverpool na Premier League 2020/2021

Na temporada 2019/2020, Harvey ficou mais ligado ao time sub-23 do Liverpool, que disputa da Premier League 2. Mesmo assim, Klopp colocou ele em campo em algumas partidas com os profissionais. Quando entrava em campo, demonstrava vontade de brilhar com a camisa, porém, alguns erros comuns de jogadores jovens eram facilmente vistos.

Para essa temporada, é de esperar que o técnico lhe dê mais tempo em jogos da Copa da Liga Inglesa e Copa da Inglaterra. Elliot é um jogador promissor, e, possivelmente, o alemão conseguirá lapidá-lo

Assim como Curtis Jones, Rhian Brewster é outro atleta que está despertando curiosidade quanto ao seu aproveitamento em 2020/2021. Aos 20 anos, o centroavante, que chegou ainda nas categorias de base do Liverpool, teve uma rápida passagem pelo Swansea na última temporada.

Brewster foi peça importante para a equipe que garantiu vaga nos playoffs da Championship. Marcou um gol na segunda partida das semifinais frente ao Brentford, porém, não o suficiente para garantir a vaga na decisão.

Nesta temporada, é de se esperar que, ao lado de Divock Origi, o jovem inglês ganhe chances na equipe, não somente nas partidas de copas. Ele pode acabar sendo o principal substituto de Roberto Firmino, fazendo Klopp sair do esquema com um falso 9 para centralizá-lo no comando do ataque.

No Liverpool e em clubes passados, Jürgen Klopp mostrou que é um treinador que gosta de trabalhar e lapidar os jovens. Nos Reds, seu principal legado na formação é ter colocado Trent Alexander-Arnold no mais alto nível de futebol. Como o Liverpool não movimentou muito a janela de transferências, trazendo, até o momento, apenas o lateral grego Konstantinos Tsimikas, aos torcedores do clube, resta aguardar e ver como o alemão encaixará esses nomes ao decorrer da temporada.