6 jogadores que trocaram o Chelsea pelo Arsenal

Relembre alguns jogadores que atuaram pelas duas equipes londrinas

0
435
arsenal chelsea
ADRIAN DENNIS/AFP via Getty

O sociólogo Zygmunt Bauman desenvolveu o conceito “modernidade líquida”, que tem como fundamento contextualizar uma nova época de relações com pouca duração. Contudo, o futebol se expande das quatro linhas. O esporte não é marcado apenas por histórias de superação, mas também por influência política, econômica, socióloga e entre outros setores que rodeiam a humanidade.

Certamente, tornou-se mais difícil para um jogador criar relações sólidas com um determinado time. Com efeito da “modernidade líquida” na sociedade e tanto nos campos de futebol, alguns jogadores andam desapegados à fidelidade com seus clubes. Fazer história numa equipe e transferir-se ao rival é um fato corriqueiro. Diante desse cenário, a PL Brasil listou 6 jogadores que trocaram o Chelsea pelo Arsenal.

George Graham 

arsenal chelsea
Evening Standard/Getty Images

Com apenas três anos no futebol profissional, o Chelsea pagou 5 mil libras contratar o jogador do Aston Villa na janela de verão de 1964. A passagem de Graham nos Blues foi discreta e o meia deixou a desejar.

O jogador permaneceu no Stamford Bridge por apenas duas temporadas e conquistou apenas um título, a Copa da Liga Inglesa de 1964/1965. Em virtude de desentendimentos com o técnico Tommy Docherty, Graham foi negociado pelo Chelsea. O destino do jogador foi ao Arsenal, maior rival dos Blues. 

Na temporada 1966/1967, logo que chegou, o atleta deixou de atuar como meio-campista e jogou como centroavante até 1968. Com toda certeza, Graham marcou época com a camisa dos Gunners. Entre 1966 a 1972, o escocês conquistou um Campeonato Inglês, uma Copa da Inaglaterra e a Copa das Feiras, primeiro título europeu dos Gunners.

Graham acertou em dezembro de 1972 sua transferência ao Manchester United. Contudo, este não seria um adeus definitivo ao Arsenal. O retorno ocorreu apenas em 1986, mas como técnico.

O escocês também marcou história como treinador. Graham comandou o Arsenal às conquistas do Campeonato Inglês (2), Copa da Inglaterra (1), Copa da Liga Inglesa (2) e Supercopa da Inglaterra (1). Saindo dos campos nacionais, os Gunners conquistaram sob comando do técnico a Recopa Europeia (1), primeiro e único título da Uefa do clube. Graham comandou o Arsenal até fevereiro de 1994.

Leia mais: 9 personagens que foram campeões ingleses como técnico e jogador

William Gallas

arsenal chelsea
ADRIAN DENNIS/AFP via Getty

William Gallas desembarcou na Inglaterra a pedidos de Claudio Ranieri, técnico do Chelsea em 2001/2002. No entanto, foi com José Mourinho que o francês começou a se destacar pelos Blues. Após a chegada do treinador português, Gallas fez grande dupla de zaga com John Terry e conquistou diversos títulos, como o bicampeonato da Premier League.

Todavia, a passagem do francês pelo Chelsea terminou de maneira conturbada. O contrato do zagueiro com os Blues venceria em maio de 2007, mas Gallas recusou a extensão por não concordar com os termos. De tal forma que os problemas se desenvolveram, o jogador pediu transferência no final da temporada de 2005/2006.

Leia mais: Onde está o elenco do Chelsea do primeiro título da era Abramovich?

A princípio, o Chelsea relutou, mas Gallas foi negociado ao Arsenal em negociação que envolvia a troca com Ashley Cole. Em cinco temporadas, o francês fez 225 jogos e marcou 14 gols com a camisa dos Blues. Assim que chegou aos Gunners, o zagueiro assumiu a camisa dez, recém utilizada por Dennis Bergkamp.

Gallas deixou a desejar no Arsenal. O zagueiro acumulou polêmicas no período que permaneceu na equipe, chegando até a perder o posto como capitão da equipe. Na janela de verão da temporada de 2009/2010, quatro após sua chegada aos Gunners, o francês assinou com o Tottenham. No Arsenal, o zagueiro disputou 142 jogos e balançou a rede em 17 ocasiões, mas deixou o clube sem conquistar nenhum título.

Leia mais: 7 numerações alternativas de times da Premier League

Yossi Benayoun

arsenal chelsea
FRANCK FIFE/AFP via Getty

Após defender o Liverpool por três temporadas, o Chelsea acertou a contratação de Yossi Benayoun na temporada 2010/2011. Em setembro de 2010, o jogador sofreu um drama que comprometeu o restante de sua temporada. Em uma partida contra o Newcastle pela Copa da Liga, Benayoun sofreu uma ruptura no tendão e desfalcou os Blues por cerca de 180 dias. 

O israelense retornou aos gramados apenas em abril de 2011. No entanto, com pouco espaço no Chelsea, o jogador foi emprestado ao Arsenal. O acordo entre Benayoun e Gunners se concretizou no último dia da janela de verão da temporada 2011/2012.

Em contrapartida ao Chelsea, o meio-campista teve tempo de jogo com a camisa do Arsenal. Benayoun disputou 25 jogos, sendo que 19 deles foram na Premier League. No final da temporada, o israelense retornaria aos Blues.

No entanto, o jogador ainda passou pelo West Ham por empréstimo por seis meses antes de voltar de vez ao Chelsea na temporada 2012/2013. Depois de 13 jogos e fazer parte da conquista da Europa League pelos Blues, Benayoun foi liberado e fechou com o Queens Park Rangers. Em três anos, o jogador defendeu quatro clubes de Londres e não apresentou bom futebol em nenhum.

Leia mais: 10 jogadores que passaram pelo Chelsea e você talvez nem saiba

Petr Čech

arsenal chelsea
CARLO HERMANN/AFP via Getty

É impossível falar do Chelsea e não lembrar de Petr Čech. O goleiro chegou ao clube em 2004 e permaneceu nos Blues por 11 anos. O tcheco fez parte das conquistas mais importantes da história do clube, como a Premier League (4) e o título inédito da Champions League.

Com a chegada de Thibaut Courtois na temporada 2014/2015, Čech perdeu espaço entre os titulares e viu seu ciclo encerrar-se nos Blues. Após 494 jogos pelo clube, o goleiro trocou o Chelsea pelo Arsenal em 2015/2016. Os Gunners pagaram 10 milhões de libras para contar com Čech pelas próximas quatro temporadas.

Leia mais: 7 ídolos de clubes ingleses que já jogaram no rival

Logo depois que chegou no time do norte de Londres, o arqueiro assumiu a vaga de titular e quebrou recordes na Inglaterra. Somando as atuações com as camisas de Chelsea e Arsenal, Čech foi o primeiro goleiro a completar 200 clean sheets na Premier League. A passagem do goleiro no Arsenal não foi tão vitoriosa quanto nos Blues, mas o tcheco contribuiu com as conquistas da Copa da Inglaterra (1) e Supercopa da Inglaterra (2). 

A despedida de Čech dos gramados foi na final da Europa League da temporada 2018/2019 contra o Chelsea. Os Blues atropelaram os Gunners por 4 a 1. Após a aposentadoria, o ex-jogador retornou ao time de Stamford Bridge, mas como assessor técnico e de desempenho.

Leia mais: Petr Cech: um goleiro feito para bater recordes

David Luiz

arsenal chelsea
Shaun Botterill/Getty

David Luiz é o único jogador presente em nossa lista que teve duas passagens pelo Chelsea. No último dia da janela de inverno de 2010/2011, os Blues desembolsaram mais de 21 milhões de libras para tirar o zagueiro do Benfica. O acordo com o brasileiro duraria por cinco anos e meio.

Após 142 jogos e títulos como a Champions League (1), Europa League (1) e Copa da Inglaterra (1), David Luiz teve sua passagem interrompida nos Blues. Em junho de 2014, o Paris Saint-Germain pagou uma bagatela de 50 milhões de libras para tirar o zagueiro da Inglaterra. Na ocasião, o dinheiro investido pelo brasileiro foi um recorde. Por um bom tempo, David Luiz fora o zagueiro mais caro da história.

No entanto, o brasileiro permaneceu por apenas duas temporadas. Na temporada 2016/2017, em mais um Deadline Day, inesperadamente, o Chelsea pagou 34 milhões de libras para contar mais uma vez com o jogador. Logo na primeira temporada em sua segunda passagem, David Luiz fez parte do plantel que conquistou a quinta Premier League pelos Blues.

Apesar de ser contestado por parte da torcida, o brasileiro seguiu no Chelsea pelas próximas três temporadas. Com o contrato com os Blues se encerrando, tudo indicava que sua passagem pela Inglaterra estava chegando ao fim. 

Inesperadamente, o Arsenal tirou David Luiz do Chelsea antes que seu vínculo chegasse ao fim. A primeira temporada do brasileiro com a camisa dos Gunners foi contestada. Apenas na Premier League, o zagueiro cometeu cinco pênaltis e ainda recebeu dois cartões vermelhos. Entretanto, o jogador conseguiu dar a volta por cima na equipe.

Com o contrato renovado, David Luiz contribuiu com a conquista da Copa da Inglaterra sobre o Chelsea, seu ex-clube, na temporada 2019/2020. Logo no início da temporada, o zagueiro converteu um dos pênaltis que garantiram a Supercopa da Inglaterra de 2020. Apesar das contestações, o brasileiro segue como homem de confiança de Mikel Arteta.

Leia mais: Relembre as decisões entre Arsenal e Chelsea na Copa da Inglaterra

Willian

arsenal chelsea
Jamie McDonald/Getty Images

Para finalizar nossa lista, Willian foi o último jogador a realizar a façanha de trocar o Chelsea pelo Arsenal. O brasileiro chegou aos Blues na janela de verão da temporada 2014/2015 e custou 30 milhões de libras ao clube londrino. A contratação de Willian gerou polêmica. O brasileiro chegou a acertar termos contratuais com o Tottenham. No entanto, o Chelsea atravessou o negócio.

A passagem do brasileiro pelos Blues foi muito vitoriosa. Além de ser eleito o melhor jogador do Chelsea na temporada 2015/2016, Willian ganhou títulos importantes no clube. Foram conquistas da Premier League (2), Europa League (1), Copa da Inglaterra (1) e Copa da Liga Inglesa (1) nas seis temporadas que permaneceu no time.

Pelos Blues, o jogador entrou em campo em 339 oportunidades, tornando-se o brasileiro que mais jogou com a camisa do Chelsea. Além disso, o meia marcou 63 gols e distribuiu 62 assistências nas seis temporadas que defendeu o clube.

Contudo, quase tudo nessa vida chega ao fim. Após o fim de contrato com o Chelsea, Willian chegou de graça no Arsenal e assinou um vínculo de três anos. Logo em sua estreia pelos Gunners na Premier League, o brasileiro contribuiu com duas assistências na vitória sobre o Fulham fora de casa.