5 italianos que passaram pela Premier League e talvez você não sabia

Relembre cinco jogadores italianos com passagens pouco marcantes na Inglaterra!

0
492
5 italianos que passaram pela Premier League e talvez você não sabia
Ian Walton/Getty Images

A história dos jogadores italianos na Premier League é bastante rica. Desde que a Liga começou, na temporada 1992/1993, vários jogadores e treinadores da terra da bota fizeram história com grandes resultados na Inglaterra.

Mas nem todos desfrutaram do mesmo sucesso. Alguns jogadores italianos de renome, que tiveram grandes conquistas na carreira, passaram pela PL e não deixaram muitas saudades. Alguns deles provavelmente você nem lembrava de ter visto na liga inglesa.

A PL Brasil lista abaixo cinco jogadores italianos que passaram pela Premier League e você (talvez) não sabia!

Marco Materazzi – Everton (1998/1999)

Marco Materazzi marcou sua história no futebol pela Inter de Milão, clube no qual fez quase 200 jogos em dez anos, e pela seleção italiana, como um dos grandes personagens do título da Copa do Mundo de 2006. Mas muito antes disso, ele passou pela Premier League.

Depois de iniciar a carreira em clubes menores da Itália na década de 1990 e se destacar pelo Perugia, da segunda divisão, Materazzi assinou com o Everton para a temporada 1998/1999. O primeiro italiano da história dos Toffees teve uma passagem conturbada.

O zagueiro alternou bons momentos de titularidade com problemas disciplinares em campo – somando PL, Copa da Inglaterra e Copa da Liga, foram treze cartões amarelos e três vermelhos em 33 jogos.

Ele chegou a fazer dois gols, contra o Middlesbrough na PL e o Huddersfield Town na FA Cup, mas não se adaptou bem à cidade de Liverpool e ao clube, voltando ao Perugia na temporada seguinte.

Materazzi Everton
Mike Hewitt/Allsport

Christian Panucci – Chelsea (2000/2001)

Lateral de muito sucesso em grandes clubes e bicampeão europeu por Milan e Real Madrid, Christian Panucci já era um nome consolidado quando, em 2000, deixou a Itália. Com pouco tempo de jogo e dificuldades no relacionamento com o treinador Marcelo Lippi, o jogador saiu da Internazionale e foi emprestado ao Chelsea.

O cenário era favorável para Panucci, visto que o Chelsea estava acostumado com o sucesso de italianos como Gianfranco Zola, Roberto di Matteo e Gianluca Vialli. Mas o camisa 2 não desfrutou dos mesmos tempos de glórias em Stamford Bridge.

Panucci chegou em um empréstimo que custou dois milhões de libras e durou apenas uma temporada. Com dificuldades de adaptação e pouco tempo de campo, ele atuou por apenas oito partidas na Premier League e duas na Copa da Uefa. No torneio continental fez seu único gol pelos Blues, diante do St. Gallen, da Suíça.

O Chelsea tinha a opção de compra ao fim da temporada 2000/2001, mas não a exerceu. Panucci então foi devolvido à Inter, que o emprestou aos franceses do Monaco.

Panucci Chelsea
Tom Shaw/ALLSPORT

Leia mais: 10 escalações de times ingleses que você não lembrava 

Roberto Mancini – Leicester City (2000/2001)

Roberto Mancini marcou seu nome na história do futebol inglês como treinador. Comandando o Manchester City, ele ajudou o clube a conquistar seus primeiros títulos na nova era rica do clube (como a marcante Premier League de 2011/2012) e quebrar jejuns de décadas. Mas pouca gente sabe que ele encerrou sua carreira como jogador na PL.

Inicialmente, Mancini anunciou o fim de sua gloriosa carreira ao fim da temporada 1999/2000 pela Lazio, e seguiu na equipe italiana como auxiliar do técnico Sven-Göran Eriksson. Mas quando Eriksson foi para a seleção inglesa em janeiro de 2001, indicou ao técnico do Leicester City, Peter Taylor, a contratação de Mancini.

Com isso, o atacante chegou a Leicester com um contrato de apenas seis meses, até o fim da temporada 2000/2001. Nem chegou a isso tudo: somando Premier League e Copa da Inglaterra fez apenas cinco jogos e não marcou gols, passando apenas um mês nos Foxes.

Em fevereiro de 2001, o jogador confirmou que não atuaria mais como profissional e logo aceitou a oferta para ser treinador da Fiorentina. A partir daí, construiu a sua carreira (também vitoriosa) como técnico, voltando à Inglaterra oito anos depois para comandar o Man City.

Roberto Mancini Leicester Premier League
Clive Mason/Allsport

Vincenzo Montella – Fulham (2006/2007)

Sexto maior artilheiro da Roma com 102 gols em 258 jogos, Vincenzo Montella é um dos grandes nomes recentes da Serie A italiana. Mas sua passagem pela Premier League passou longe de ter a mesma solidez e grandeza.

Em janeiro de 2007, após voltar de lesões e não ter o espaço que esperava na Roma com o técnico Luciano Spalletti, Montella manifestou sua vontade de jogar e deixou o clube. O atacante foi emprestado ao Fulham, para ter sua primeira e única aventura fora da Itália.

Leia mais: 2ª temporada de “Sunderland Até Morrer”: o que você precisa saber sobre

Os problemas de falta de ação não cessaram. Mesmo tendo conquistado o carinho dos torcedores dos Cottagers, ele fez cinco gols em 14 jogos e chegou a pedir mais tempo de jogo ao técnico Chris Coleman. Com a demissão de Coleman, o interino Lawrie Sanchez assumiu o comando, mas novamente Montella entrou pouco em campo.

Com isso, o camisa 11 do Fulham no primeiro semestre de 2007 teve seu empréstimo encerrado e voltou à Itália para jogar na Sampdoria.

Vincenzo Montella Fulham
Shaun Botterill/Getty Images

Marco Borriello – West Ham (2013/2014)

Depois de rodar por vários clubes italianos entre os anos 2000 e 2010, destacando-se mais pelas passagens por Milan e Roma, Marco Borriello teve uma única experiência na carreira fora de seu país. Em 2014, o atacante foi emprestado ao West Ham.

Borriello foi cedido aos Hammers em janeiro de 2014, até o fim da temporada. Era seu terceiro empréstimo seguido (a Roma já havia o mandado para Juventus e Genoa). O West Ham, que gastou 700 mil euros, trouxe-o junto com outro italiano – o meia Antonio Nocerino.

Mas a jornada de Borriello em Londres foi esquecível. Depois de entrar em campo por duas partidas, sempre saindo do banco, sofreu uma lesão na panturrilha em março e ficou fora do resto da temporada. Com dois jogos e nenhum gol, foi devolvido à Roma para a temporada 2014/2015.

Borriello italiano Premier League
Ian Walton/Getty Images

Leia mais: Os 10 maiores jogadores italianos da Premier League

Acompanhe a PL Brasil no YouTube!

  • O PRIMEIRO ELENCO DE ABRAMOVICH NO CHELSEA

Não há posts para exibir