4ª rodada da WSL 2020/2021: resumo dos jogos da Women’s Super League

Confira os principais momentos dos jogos da quarta rodada da Women's Super League!

0
318
4ª rodada da WSL 2020/2021: resumo dos jogos da Women’s Super League
(Foto: Catherine Ivill/Getty Images)

O fim de semana foi de cinco jogos da 4ª rodada da WSL 2020/2021! Tivemos mais placares elásticos, muitos gols, duelo direto na parte de cima da tabela e resultados surpreendentes entre os destaques. Confira o que de melhor aconteceu em mais uma rodada da Women's Super League!

Tottenham 0x1 Manchester United

Na abertura da 4ª rodada da WSL 2020/2021, em The Hive Stadium o Tottenham recebeu o Manchester United para se recuperar na tabela. O resultado, no entanto, não foi o esperado pela equipe londrina e o time acabou perdendo o duelo. Destaque para Millie Turner, que marcou o único tento da partida para as Red Devils.

Até serem completados os 25 primeiros minutos nenhuma das equipes havia gerado grande perigo. Visto que o jogo se concentrava no meio campo, com trocas de passes rápidas e por vezes erradas. Tottenham e Man United tinham dificuldades de enfrentar o posicionamento um do outro, e contanto, o duelo ficou travado. 

Tobin Heath foi quem teve a melhor oportunidade na primeira etapa, em uma das oito vezes que as Red Devils chutaram ao gol. Mas apesar do volume alto em uma partida difícil, os acertos foram poucos. As visitantes conseguiram atingir o alvo apenas em três chances e foram para o intervalo com o placar zerado. 

A segunda etapa veio e o United mantinha-se melhor. Conseguiram furar mais a defesa adversária, enquanto o Tottenham apenas rodeava a área. As estatísticas da partida mostram que as Spurs não conseguiram um único chute na segunda etapa. Para completar, ainda conseguiram tomar um gol aos 21 minutos.

Já que Turner aproveitou bem o cruzamento de Heath, após uma cobrança de escanteio, e fez o tento da vitória. Este foi o seu primeiro gol nesta edição e fez as vermelhas chegarem aos 10 pontos. Enquanto isso as londrinas chegam à terceira derrota, com apenas um ponto.

Ficha Técnica: 

Tottenham: Spencer; Worm, Zadorsky, Godfrey, Neville (Leon); Green (Quinn), Kennedy (Graham), Addison, Davison (Filbey), Percival; Ayane (Dean). Técnicos: Karen Hills e Juan Amorós.

Manchester United: Earps; Galton, Millie Turner, McManus, Amy Turner; Zelem (Staniforth), Ladd (Toone), Heath (Smith); Groenen, Russo, Press (Hanson). Técnica: Casey Stoney.

Brighton 0x5 Arsenal

O duelo Brighton e Arsenal era uma prova de fogo para ambas as equipes na 4ª rodada da WSL 2020/2021. De um lado as Seagulls queriam provar que eram capazes de encarar equipes favoritas ao título, como fizeram contra o Manchester City na primeira rodada. Já as Gunners, vindas de duas goleadas maiúsculas nas três primeiras rodadas, queriam retificar sua superioridade.

Bastaram 10 minutos de bola rolando para as favoritas começarem a provar seu ponto. Vivianne Miedema, sempre ela, arriscou de fora da área e abriu o marcador. Após tentar reagir ao golpe precoce, o Brighton chegou a equilibrar as ações do duelo. Mas perto do intervalo, as Gunners voltaram a balançar as redes com Daniëlle van de Donk, após bela jogada e passe de Caitlin Foord.

Nem deu tempo das donas da casa respirarem na segunda etapa e mais um duro golpe as atingiu. Pois aos dois minutos, Katie McCabe cobrou escanteio e a zagueira Jennifer Beattie subiu mais alto que a defesa adversária: 3 a 0. Com o jogo já praticamente decidido, visto que o domínio era cada vez mais nítido por parte do Arsenal, os outros dois gols vieram de maneira natural, em ritmo de treino.

Aos 37, Miedema cruzou da esquerda e a jovem lateral-direita Carlotte Wubben-Moy testou para as redes. Já nos acréscimos, aos 48, a craque holandesa aproveitou confusão na área Seagull e fuzilou o gol defendido por Megan Walsh. Foi o 49º gol de Vivianne Miedema na WSL, feito que a deixa agora empatada com Nikita Parris no topo da artilharia histórica da competição.

O 5 a 0 fora de casa foi a terceira goleada das Gunners por pelo menos cinco tentos de diferença em apenas quatro rodadas. Até agora a campanha é perfeita: quatro jogos, 100% de aproveitamento, com incríveis 23 gols a favor e três contra. Pelo lado do Brighton, a equipe que teve bom início de campanha, com quatro pontos conquistados em seis disputados, agora se vê em situação complicada.

Ficha Técnica: 

Brighton: Walsh; Le Tissier (Barton), Kerkdijk, Stott, Gibbons; Bowman (Williams), Whelan, Kaagman, Jarret (Connolly), Green (Lee); O'Sullivan (Simpkins). Técnica: Hope Powell.

Arsenal: Zinsberger; Maier (Wubben-Moy), Williamson, Beattie (Schnaderbeck), McCabe; Wälti, Gut, van de Donk; Mead, Foord (Mace), Miedema. Técnico: Joe Montemurro.

Everton 3×1 West Ham

O duelo entre Everton e West Ham era de contrastes na 4ª rodada da WSL 2020/2021. De um lado, um time que havia vencido todas as partidas. Do outro, um time que não havia vencido nenhum jogo. E deu a lógica: as Toffees passaram pelas Hammers, apesar de terem certa dificuldade.

O Everton começou melhor e abriu o placar logo aos oito minutos do primeiro tempo, quando Nicoline Sorensen saiu na cara do gol após cruzamento de Claire Emslie e marcou. Mas o West Ham foi à luta e empatou aos 20 com Kenza Dali – foi o primeiro gol sofrido pelo time de Liverpool nesta temporada.

Durante o resto do primeiro tempo e boa parte do segundo, o Everton seguiu tentando, mas esbarrava na barreira adversária, e que criava boas chances principalmente com Adriana Leon. Até que aos 17 minutos, o técnico Willie Kirk decide colocar Lucy Graham em campo. A meio campista teve impacto imediato e definitivo.

Primeiro, aos 26 minutos, ela recebeu na entrada da área e acertou um chutaço no ângulo direito de Mackenzie Arnold. E no fim, já nos acréscimos, outra finalização certeira para fechar o 3 a 1.

Agora o Everton é um dos líderes da liga, sendo o único time ao lado do Arsenal com quatro vitórias em quatro jogos. É a primeira vez desde agosto de 2011 que a equipe conquista tantos triunfos em sequência.

Ficha Técnica:

Everton: Maclver; Wold, Finnigan, Sevecke, Turner; Egurrola, Stringer (Graham), Christiansen, Emslie (Boye-Hlorkah), Sorensen (Raso); Gauvin (Magill). Técnico: Willie Kirk.

West Ham: Arnold; Kvamme, Flaherty, Fisk, Pacheco; van Egmond, Grant (Longhurst), Dali; Leon, Daly, Kiernan (Mustafa). Técnico: Matt Beard.

Reading 0x1 Birmingham

O duelo entre Reading e Birmingham pela 4ª rodada da WSL 2020/2021 teve um desfecho surpreendente. As Royals começaram a temporada bem acima e chegavam como muito favoritas. Entretanto, as Blues, com um time considerado ruim até para a briga contra o rebaixamento, saíram com os três pontos.

Mas é bem verdade que o Reading começou dominando o jogo, criando as principais oportunidades. Em uma delas, Lauren Bruton teve a finalização cortada em cima da linha. O Birmingham, no primeiro jogo comandado pela nova técnica Carla Ward, ia se segurando.

Ainda no primeiro tempo, a goleira Hannah Hampton apareceu e fez uma bela defesa em finalização de Jess Fishlock. Parecia pelo primeiro tempo que o time da casa dominaria o confronto e faria o resultado.

Veio o segundo tempo e o domínio continuou. Brooke Chaplen e Lauren Bruton tiveram boas chances – esta última teve chute bloqueado em cima da linha. Mas aos 34 minutos, aconteceu o improvável. Em contra-ataque do Birmingham, Sarah Mayling acionou Claudia Walker, que avançou e chutou cruzado de canhota, no ângulo. Um golaço, 1 a 0.

No fim o Reading bem que tentou, mas saiu com um resultado decepcionante. Do outro lado, os primeiros pontos na tabela neste ano dão um grande alívio na luta contra o rebaixamento.

Ficha Técnica:

Reading: Moloney; Harding, Cooper, Bartrip, Mitchell; James, Fishlock, Jeon (Williams); Bruton (Leine), Eikeland (Carter), Chaplen. Técnica: Kelly Chambers.

Birmingham: Hampton; Scott, Brougham, Corsie, Holloway; Murray, Mayling, Green (McCarron), Whipp (Scofield), Napier (Grant); Walker. Técnica: Carla Ward.

Chelsea 3×1 Manchester City

A partida mais esperada da 4ª rodada da WSL 2020/2021 valia três pontos muito importantes na busca do topo da tabela. Dessa forma, durante todos os 90 minutos em Kingsmeadow, o jogo entre Chelsea e Manchester City foi bem disputado e com faltas bastante duras. Com a vitória, as Blues chegam à terceira posição com 10 pontos.

O primeiro tempo teve um maior domínio do Chelsea, apesar de o gol ter saído apenas de pênalti. A partir dos 12 minutos, foram quatro chances das donas da casa.

Após ótimo lançamento para Pernille Harder, a dinamarquesa demorou para finalizar e foi desarmada; em seguida, Sam Kerr finalizou em cima do gol; logo depois aos 20 minutos, após lançamento de Erin Cuthbert, outra bela chance de Harder, que também foi para fora.

Por outro lado, aos 24 minutos, grande chance do Manchester City que termina na trave direita de Ann Katrin Berger. Ademais, muitas faltas duras cometidas nas jogadoras Fran Kirby, So Yun Ji e Steph Houghton. Logo aos 38 minutos, quase no finalzinho do primeiro tempo, em finalização das Blues, Demi Stokes tocou a bola com a mão e o pênalti cobrado por Maren Mjelde foi convertido.

Pela segunda etapa, o Chelsea continuou dominante. Aos 11 minutos, lançamento perfeito de Ji em Kirby que passou para Kerr que, depois de uma seca de gols e vários perdidos, converteu e ampliou o placar para as Blues.

Aos 27, pênalti para o Manchester City, após mão na bola de Bright, convertido por Chloe Kelly para diminuir. Mas por fim, seis minutos depois, Kirby ampliou novamente para as londrinas, fechando o placar em 3 a 1.

Ficha Técnica:

Chelsea: Berger; Mjelde, Bright, Eriksson, Andersson; So Yun Ji (Ingle), Leupolz, Cuthbert; Kerr (Charles), Harder (England), Kirby. Técnica: Emma Hayes.

Manchester City: Roebuck; Bronze, Houghton, Bonner, Stokes; Mewis, Walsh, Weir; Park (Stanway), Kelly, White (Lavelle). Técnico: Gareth Taylor.

Bristol City x Aston Villa (adiado)

A partida entre Bristol City e Aston Villa foi adiada. Isso porque uma jogadora do Villa, não identificada, testou positivo para a Covid-19. Desta forma, as outras precisaram entrar em isolamento. O jogo contra o Chelsea, que seria no próximo dia 17, também foi adiado.

Classificação após a 4ª rodada da WSL 2020/2021:

1º – Arsenal: 12
2º – Everton: 12
3º – Chelsea: 10
4º – Manchester United: 10
5º – Manchester City: 7
6º – Reading: 6
7º – Brighton: 4
8º – Birmingham: 3
9º – Tottenham: 1
10º – West Ham: 1
11º – Aston Villa: 0 (-1 jogo)
12º – Bristol City: 0 (-1 jogo)

Próxima rodada (5ª de 22):

– West Ham x Manchester United, 18/10
– Everton x Brighton, 18/10
– Bristol City x Birmingham, 18/10
– Reading x Manchester City, 18/10
– Arsenal x Tottenham, 18/10

Texto produzido por Alícia Soares, Eduardo Costa, Hugo L'AbbateLucas Bichão.