13ª rodada da WSL 2020/2021: resumo dos jogos da Women’s Super League

Confira os principais destaques de mais uma rodada do futebol feminino inglês!

0
543
13ª rodada da WSL 2020/2021: resumo dos jogos da Women’s Super League
(Foto: Charlotte Tattersall/Getty Images)

A 13ª rodada da WSL 2020/2021 foi mais uma a sofrer com jogos adiados. Ao todo, por conta da neve, três estádios ficaram com gramados impraticáveis, adiando metade da rodada. Mas ainda assim, tivemos jogos importantes, com destaque para as vitórias dos rivais de Manchester.

Confira o resumo de mais uma semana da Women's Super League!

Aston Villa 2×2 Reading

A 13ª rodada da WSL 2020/2021 começou com um bom confronto entre Aston Villa e Reading no Bescot Stadium. A partida teve emoção literalmente até o último minuto, e o empate foi apenas definido no fim. Por incrível que pareça, foi o primeiro ponto do Villa em casa na temporada.

O jogo começou em alta voltagem, com as visitantes já abrindo o placar aos dois minutos. Jess Fishlock chutou de longe, a goleira Grace Moloney salvou, mas Angharad James cabeceou no rebote para o gol.

As Royals seguiram dominando as ações, criando boas oportunidades. As estatísticas mostram isso: foram 24 finalizações totais, contra apenas sete das Villans. Mas a pontaria não estava entre as mais afiadas. E como diz o ditado, quem não faz… leva.

Veio o segundo tempo e o Villa empatou aos 10 minutos, em uma bela jogada que enganou a defesa adversária. Cobrança de falta bem perto da área, Natalie Haigh bateu rasteiro e a japonesa Mana Iwabuchi se jogou de carrinho para completar.

Parecia que o jogo iria mudar. Entretanto, dois minutos depois o Reading retomou as rédeas do placar. Boa jogada pela direita e mais uma vez a garçom Fishlock deu a assistência, desta vez para Rachel Rowe finalizar quase embaixo da trave e mandar para o fundo das redes.

Com o 2 a 1 no placar, as coisas pareciam tranquilas para as Royals. Enfrentando a vice-lanterna, que não havia pontuado em casa, tendo um time muito mais forte, a vitória estava controlada. Mas o Villa foi à luta e arrancou o empate, novamente com participação de Iwabuchi.

Desta vez, com o campo tomado pela neve, ela fez uma linda jogada individual e cruzou para a portuguesa Diana Silva empatar. Fim de jogo, empate importantíssimo para o Aston Villa e segue a má fase do Reading, com uma vitória nos últimos 10 jogos.

Ficha Técnica:

Aston Villa: Weiss; Haywood (Diana Silva), N'Dow, Asante, Siems; Ewers, Haigh, Syme (Hanssen); Iwabuchi, Follis (Hayles), Larsen. Técnica: Gemma Davies.

Reading: Moloney; Roberts (Harries), Cooper, Bartrip, Mitchell; Fishlock, James, Eikeland, Rowe; Harding, Bruton (Carter). Técnica: Kelly Chambers.

Manchester United 2×0 Birmingham

O Leigh Sports Village foi o palco do duelo entre Manchester United e Birmingham City. A partida foi mais acirrada do que o esperado, mas prevaleceu a equipe que possui o maior equilíbrio. O placar de 2 a 0 favorável ao United trouxe como destaque Leah Galton, que foi a primeira a furar a defesa das rivais e criou boas chances para o seu time.

A primeira etapa marcou um “equilíbrio” que não se esperava no duelo. Por mais que o Manchester United tenha dominado a posse de bola (76%), o Birmingham se defendia tão bem que pouco sofreu. Foram apenas quatro chutes corretos no primeiro tempo, todos das Red Devils, mas mesmo esses não chegaram a assustar. 

Por outro lado, as Blues buscaram criar lances a partir de contra-ataques rápidos e também de lances de bola parada. Faltou qualidade na parte final do campo e com isso as finalizações foram prejudicadas. Os escanteios acabaram sendo mais perigosos, mas mesmo assim não geraram chances reais de gol. 

A volta do intervalo fez bem ao United, não sendo necessário muito tempo para comprovar isso. Logo com um minuto as Red Devils conseguiram abrir o placar com Leah Galton. A atacante recebeu bom cruzamento de Lauren James e empurrou para as redes. O gol, no entanto, não abalou a estrutura defensiva do Birmingham.

O United continuou dominando as ações, dessa vez com menos respostas das visitantes. A equipe da casa até manteve a boa posse, mas pouco causava perigo. Só voltou a marcar quando a defesa do Birmingham afastou sem muita força e Ella Toone aproveitou a oportunidade de chutar firme para o gol. 

Com os três pontos, o Manchester United continua na corrida pelo título, assumindo a liderança, uma vez que o Chelsea não jogou na rodada. Já o Birmingham chega ao terceiro jogo sem vencer e estaciona na oitava colocação.

Ficha Técnica:

Manchester United: Earps; Harris (Smith), Amy Turner, Millie Turner, Batlle; Groenen, Zelem (Sighsworth), Ladd; James (Fuso), Galton, Toone. Técnica: Casey Stone.

Birmingham: Hampton; Mayling, Brougham, Scott, Holloway, Lawley (Green); Napier, Murphy, Littlejohn (McCarron), Whipp (Kelly); Walker. Técnica: Carla Ward.

Brighton 1×7 Manchester City

É duro levar sete gols em casa. Dessa vez quem teve esse desprazer foi o Brighton. As Seagulls receberam um dominante Manchester City pela 13ª rodada da WSL 2020/2021. As Citizens vinham de derrota contra o Chelsea pela Copa da Liga, e em busca da redenção, não tiraram o pé em momento algum da partida.

Mesmo já pressionando as donas da casa e criando chances claras desde os primeiros minutos, o City só abriu o placar aos 12 minutos, com a escocesa Caroline Weir. A meio-campista, que foi indicada ao Prêmio Puskás em 2020, ampliou a vantagem quatro minutos depois, após bela jogada coletiva.

Capitã do Manchester City e da seleção inglesa, a excelente zagueira Steph Houghton, em sua partida de número 150 pela WSL, ainda coroaria seu dia especial com um gol. Aos 41 minutos, a recordista de jogos da liga desviou para as redes após cobrança de escanteio: 3 a 0.

Sem ameaças das adversárias e com o placar já bastante favorável, o técnico Gareth Taylor poupou Weir e Lauren Hemp, promovendo as entradas de Laura Coombs Janine Beckie no intervalo. Ambas entraram bem na partida e o domínio do Manchester City não diminuiu.

Aos 13 minutos da segunda etapa, a artilheira Ellen White marcou o quarto das Citizens no duelo, seu sexto em 11 jogos na atual temporada da WSL. Três minutos depois, a recordista Houghton anotou seu segundo no jogo. E em grande estilo, com uma bela cobrança de falta no ângulo da goleira Cecilie Fiskerstrand.

Com a vitória praticamente já garantida, a defesa Citizen, até ali uma mera espectadora do jogo, cochilou e permitiu o gol de honra das Seagulls. Após saída de bola errada, aos 24 minutos, a irlandesa Rianna Jarrett invadiu a área e fuzilou a meta de Ellie Roebuck.

Entretanto ainda havia tempo para mais, e o Manchester City queria mais. Aos 28 minutos, Chloe Kelly deixou sua marca, sua terceira partida seguida na temporada com um gol. Aos 32 foi a vez da substituta Beckie balançar as redes, anotando seu terceiro tento em nove jogos na atual WSL e fechando o placar: 7 a 1. Virou passeio.

Ficha técnica:

Brighton: Fiskerstrand; Heroum, Kerkdijk (Bance), Le Tissier, Connolly; Whelan, Bowman; Green, Kaagman, Brazil; Jarrett (Simpkins). Técnica: Hope Powell.

Manchester City: Roebuck; Greenwood, Houghton (Davies), Morgan, Bronze; Stanway, Weir (Coombs), Walsh; Kelly, White (Park), Hemp (Beckie). Técnico: Gareth Taylor.

Jogos adiados (mais uma vez)

A 13ª rodada da WSL 2020/2021 foi mais uma (como quase todas do campeonato) a sofrer com jogos adiados. Desta vez, três partidas foram postergadas pelas más condições de campo com a neve: Bristol City x ChelseaArsenal x West Ham e Tottenham x Everton.

Para se ter uma ideia, após 13 rodadas, apenas um de 12 times (o Reading) já jogou 100% de suas partidas programadas.

Classificação após a 13ª rodada da WSL 2020/2021:

1º – Manchester United: 29 (-1 jogo)
2º – Chelsea: 26 (-3 jogos)
3º – Manchester City: 24 (-2 jogos)
4º – Arsenal: 23 (-2 jogos)
5º – Everton: 17 (-3 jogos)
6º – Reading: 15
7º – Tottenham: 12 (-3 jogos)
8º – Birmingham City: 10 (-3 jogos)
9º – Brighton: 9 (-1 jogo)
10º – West Ham: 7 (-3 jogos)
11º – Aston Villa: 7 (-3 jogos)
12º – Bristol City: 2 (-2 jogos)

Próxima rodada (14ª de 22):

– Aston Villa x Tottenham, 06/02
– Manchester United x Reading, 07/02
– Chelsea x Brighton, 07/02
– Everton x Birmingham, 07/02
– Arsenal x Manchester City, 07/02
– West Ham x Bristol City, 07/02

Texto produzido por Eduardo Costa, Hugo L'Abbate e Lucas Bichão.