De ex-seleção brasileira a flop do Real Madrid: 11 jogadores que passaram por City e Arsenal

7 minutos de leitura

Manchester City e Arsenal compartilham grandes jogadores ao lado da histórias. De craques a brasileiros, muitos atletas já vestiram as camisas dos dois gigantes ingleses. A rivalidade entre os clubes tem crescido nos últimos anos por conta das disputas pelo título da Premier League.

Atualmente, Oleksandr Zinchenko e Gabriel Jesus são os representantes ativos desse longevo movimento de troca de uniformes. A PL Brasil visitou a história e listou 11 jogadores que atuaram tanto por Manchester City quanto por Arsenal.

11 jogadores que atuaram por Manchester City e Arsenal

David Seaman

Goleiro da Inglaterra nas Copas do Mundo de 1998 e 2002, Seaman fez parte da fase iluminada do Arsenal de Arsène Wenger e virou ídolo. Ele ficou por 13 anos no gigante londrino, fez mais de 400 jogos e conquistou três vezes o título do Campeonato Inglês, além de outras conquistas importantes.

Assim que deixou os Gunners, em 2003, assinou com o Manchester City ainda na “fase pobre” da equipe do Etihad Stadium. Sua passagem no rival durou poucos. Depois de apenas 19 jogos, anunciou sua aposentadoria em 2004, aos 40 anos.

Seaman pelo Arsenal (Foto: Icon Sport)

Nicolas Anelka

O primeiro clube de Anelka na Premier League foi o Arsenal. Depois de surgir com destaque no PSG, o talentoso jovem francês chamou a atenção de Arsène Wenger, que o contratou. Ele ficou de 1997 a 1999 no clube vermelho, até partir à Espanha, para jogar no Real Madrid.

Anelka teve dificuldades e não vingou no Real Madrid. Ainda passou por Liverpool e PSG até retornar ao Manchester City, em maio de 2002. Longe das cifras absurdas que possui atualmente, o clube pagou 13 milhões de libras para contratá-lo, o que significou a maior contratação da história dos Citizens naquele momento. Foram três anos e 37 gols no time azul.

Arsenal Anelka
Anelka nos tempos de Arsenal (Foto: Icon Sport)

Sylvinho

O lateral brasileiro tem uma passagem pouco lembrada pelo City. Assim como Seaman, Sylvinho encerrou sua carreira pelos Citizens. Ele assinou por um ano e fez apenas 10 jogos no clube.

No Arsenal, por outro lado, a história foi diferente. O atual técnico da Albânia deixou o Corinthians no Brasil para viver sua primeira experiência europeia no gigante londrino. Sylvinho foi pioneiro e se tornou o primeiro brasileiro da história a jogar pelos Gunners, onde ficou entre 1999 e 2001.

Sylvinho em ação pelo Manchester City - icon Sport
Sylvinho em ação pelo Manchester City (Foto: icon Sport)

Patrick Vieira

Vieira foi mais um jogador a terminar sua carreira no Manchester City. O francês já era veterano, mas foi uma contratação de peso dos Citizens nos primeiros anos da fase rica do clube. O volante desembarcou na Inglaterra em 2010, levado por Roberto Mancini, seu ex-técnico na Inter de Milão. Se aposentou em 2011 e logo se tornou um funcionário do Grupo City.

O cenário é outro em Londres. Vieira é um dos maiores jogadores da história do Arsenal, com conquistas, liderança e grandes atuações. Com a camisa 4 às costas, o meia marcou época no clube e era um pilar de Arsène Wenger. O ex-jogador era o capitão do time dos Gunners que venceu a Premier League de forma invicta em 2003/2004.

Kolo Touré

Kolo Touré fez parte da era mais gloriosa do Arsenal. Ele chegou ao clube em 2002 e fez parte da conquista do time invencível na Premier League de 2003/04, além de ter jogado a final da Champions League de 2006, em que os Gunners saíram derrotados para o Barcelona. Ao todo, o zagueiro fez 326 partidas pelo clube.

O marfinense participou da primeira janela de transferências milionária feita pelo Manchester City. Ele custou 14 milhões de libras, atuou no Etihad Stadium entre 2009 e 2013 e venceu uma Premier League.

Kolo Touré e Adebayor no Arsenal (Foto: Icon Sport)

Emmanuel Adebayor

Adebayor foi uma das primeiras contratações de impacto do Manchester City após a injeção de dinheiro árabe que o clube recebeu. Em 2009, o time investiu 25 milhões para comprá-lo do Arsenal e movimentar o futebol inglês na ocasião. Logo no início de sua rodada, o togolês marcou contra o ex-clube e comemorou provocando a torcida.

O atacante não se firmou como fez no Arsenal. Em Londres, jogou muita bola e marcou 62 gols em 142 partidas. Adebayor não venceu títulos no clube, mas ajudou a segurar a onda em um período sem grandes investimentos por conta do financiamento do Emirates Stadium.

Emmanuel Adebayor comemorando gol contra o Arsenal, pelo Manchester City (Foto: Icon Sport)

Gael Clichy

Clichy ganhou destaque no Arsenal por se firmar como o sucessor de Ashley Cole. Assim como seu antecessor, porém, trocou o clube por um rival. O francês foi para o Manchester City em 2011 por 6 milhões de libras. Ele permaneceu na nova equipe até 2017 e chegou a ser treinado por Pep Guardiola.

Clichy Arsenal Guardiola Manchester City
Guardiola passando orientação para Clichy no Manchester City em 2016 (Foto: Icon Sport)

Samir Nasri

O francês chocou a Inglaterra ao trocar o Arsenal pelo City em 2011. Os torcedores dos Gunners ficaram revoltados e acusaram Nasri de ser mercenário. Os vermelhos já estavam feridos de jogadores que fizeram o mesmo caminho anteriormente e não suportaram perder mais um destaque para o endinheirado rival.

Dono de um talento raro, Nasri jogou bem no Emirates Stadium e viveu bons momentos no Etihad, onde conquistou dois títulos de Premier League. Em declarações recentes, deixou claro preferir o City ao Arsenal.

Bacary Sagna

Sagna foi o último jogador do Arsenal que o Manchester City contratou desde que se tornou um time rico. Ele chegou ao rival em 2014 e jogou no time até 2017, quando seu contrato se encerrou. No gigante londrino, foi o lateral-direito por muito tempo e entrou em campo mais de 200 vezes.

Gabriel Jesus

Depois de sólidas temporadas no Manchester City, Gabriel Jesus sentiu que precisava ter um novo desafio em um clube que o oferecesse protagonismo. O destino escolhido foi o Arsenal, que desembolsou 52 milhões de euros (R$ 289 milhões) para fechar sua contratação em 2022.

Nos Citizens, Jesus marcou 95 gols em 236 partidas e foi peça importante em quatro conquistas da Premier League. Atualmente, tem buscado se firmar como goleador do Arsenal para também levar o time a conquistas importantes.

Gabriel Jesus: campeão da Premier League com o City e da Copa do Brasil com o Palmeiras (Foto: Icon Sport)
Gabriel Jesus: campeão da Premier League com o City e da Copa do Brasil com o Palmeiras (Foto: Icon Sport)

Oleksandr Zinchenko

Zinchenko trocou o City pelo Arsenal na mesma janela que Gabriel Jesus. O uraniano defendeu os azuis entre 2017 e 2022 e também foi parte fundamental em títulos da equipe de Guardiola. Foi o espanhol, inclusive, que o tirou do meio-campo e o adaptou como lateral-esquerda.

Arteta, que é guardiolista convicto, levou Zinchenko ao Emirates Stadium para, de certa forma, replicar o estilo de jogo dos Citizens.

ESP: Real Madrid - Manchester City. UEFA Champions League. Semifinals.
Guardiola e Zinchenko na eliminação do Manchester City para o Real Madrid na Champions League de 2021/22 (Foto: Icon Sport)
Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.