10 jogadores que passaram pelo Wigan e você talvez nem saiba

Marcelo Moreno é um dos atletas que já atuou pelo Wigan

0
417
10 jogadores que passaram pelo Wigan e você talvez nem saiba
Alex Livesey/Getty Images

A PL Brasil retoma a série de posts de dez atletas que você nem se lembra que atuaram nos clubes futebol inglês. O post da vez é sobre os jogadores que passaram pelo Wigan e temos dez nomes que você provavelmente nem sabia que tinham vestido o uniforme dos Latics.

10 jogadores que passaram pelo Wigan e você talvez nem saiba

Leighton Baines – 2002 a 2007

Baines atuando pelo Wigan
Clive Brunskill/Getty Images

Leighton Baines é sempre associado ao Everton, e não à toa. Já são 417 partidas pelos Toffees e está a apenas nove jogos de igualar Tim Howard como jogador que mais vezes defendeu o clube na Premier League, com 354. Entretanto, o lateral inglês é na verdade cria das categorias de base do Wigan.

Baines esteve com a equipe profissional dos Latics em cinco temporadas, entre 2002 e 2007, justamente quando contratado pelo Everton. Pelo Wigan, participou da trajetória da League One (então Second Division) até a Premier League, totalizando 153 partidas. E foi titular absoluto da posição a partir da temporada 2004/2005, quando conquistado o acesso à elite.

Leia mais: O dia em que Guardiola quase foi jogador do Wigan

Emile Heskey – 2006 a 2009

Ross Kinnaird/Getty Images

Se você não se lembra de Emile Heskey, apele para a memória dos álbuns de figurinhas das Copas de 2002 e 2010. Aliás, foi dele a assistência para o gol de Michael Owen contra o Brasil, no Japão. Revelado pelo Leicester, o atacante inglês acumula passagens por Birmingham, Aston Villa e Bolton.

E Heskey é bastante identificado com o Liverpool, onde conquistou Taça da Uefa, Copa da Liga e Copa da Inglaterra. Ele defendeu o Wigan por duas temporadas e meia, entre 2006 e 2009. No clube, foram 82 partidas de Premier League, sendo 80 como titular, nas quais balançou as redes 16 vezes e concedeu sete assistências.

Leia mais: 10 jogadores que passaram pelo Leicester que talvez você nem saiba

Antonio Valencia – 2006 a 2009

Valencia no Wigan
Alex Livesey/Getty Images

Foram dez temporadas de Antonio Valencia em Old Trafford, entre 2009 e 2019, mas o Manchester United não foi seu único clube na Inglaterra. Aliás, nem o primeiro. Ele desembarcara na Terra da Rainha anos antes, em 2006, quando emprestado pelo Villarreal ao Wigan – e em seguida contratado em definitivo, por dois milhões de euros.

Nas três temporadas de Valencia pelos Latics, todas na Premier League, foram 89 partidas, com direito a seis gols e 11 assistências. E a boa passagem do meia equatoriano pelo Wigan ainda renderia ao clube quase 19 milhões de euros com sua transferência aos Red Devils.

Marcelo Moreno – 2009/2010

Moreno no Wigan contra o Arsenal
Alex Livesey/Getty Images

Personagem bastante conhecido do público brasileiro – atualmente no Cruzeiro – o boliviano Marcelo Moreno teve passagem curta pela Inglaterra. Foi na janela de inverno da temporada 2009/2010, quando emprestado pelo Shaktar Donetsk ao Wigan. Sem se firmar na Ucrânia, o jogador passara a primeira metade da temporada emprestado ao Werder Bremen.

Assim, Marcelo Moreno chegou ao Wigan para ajudar na luta contra o rebaixamento, e a missão foi bem sucedida. Das 12 partidas que esteve em campo – sendo nove como titular – foram três vitórias, quatro empates e cinco derrotas. Contudo, deixou o futebol inglês sem balançar as redes, com uma única assistência, em derrota para o Fulham.

Victor Moses – 2010 a 2012

Victor Moses chegou ao Wigan em janeiro de 2010, contratado por três milhões de euros junto ao Crystal Palace, seu clube formador. O atacante nigeriano só foi se firmar na sua segunda temporada no clube, mas sofreu com lesão. Assim, foi de fato titular do Wigan apenas na Premier League 2011/2012, quando iniciou jogando 36 rodadas do campeonato.

No fim, pelos Latics seriam duas temporadas e meia, nas quais totalizaria 80 partidas, nove gols e 12 assistências. Depois, veio a transferência para o Chelsea, por mais de 11 milhões de euros. Na Inglaterra, emprestado pelos Blues, ainda rodaria por Liverpool, Stoke City e West Ham.

Leia mais: Victor Moses: o órfão que conquistou a Premier League

Mauro Boselli – 2010 a 2013

Boselli marcando pelo Wigan
Warren Little/Getty Images

Campeão da Libertadores de 2009 pelo Estudiantes, Mauro Boselli chegou ao Wigan em 2010, em transferência de quase quatro milhões de euros. O vínculo do jogador com a equipe durou até o final da temporada 2012/2013, mas, efetivamente, passou pouco tempo na Inglaterra. Isso porque foi emprestado seguidamente para Genoa, Estudiantes e Palermo.

Assim, foram apenas 24 partidas do atacante argentino pelo Wigan, sendo 15 na Premier League, e cinco gols marcados, mas nenhum no Campeonato Inglês – um na Copa da Inglaterra e um na Copa da Liga. Aliás, foi na Copa da Liga um dos raros momentos de destaque de Boselli no clube, quando autor de dois gols em vitória sobre o West Ham, em 2012.

Patrick van Aanholt – 2011/2012

Chris Brunskill/Getty Images

Contratado pelo Chelsea como promessa do PSV, em 2007, Patrick van Aanholt teve poucas oportunidades em Stamford Bridge, sendo repetidamente emprestado pelo clube. É um dos jogadores que passaram pelo Wigan emprestados pelo Chelsea.

Pelos Latics, foram três partidas na Premier League e uma na Copa da Liga, todas como titular – curiosamente, quatro derrotas. Nos registros pelo clube, contabiliza uma assistência, justamente contra o Crystal Palace, seu clube desde 2017.

Marc Albrighton – 2013/2014

Marc Albrighton iniciou a carreira de profissional no Aston Villa, em 2009, e permaneceu no clube até 2014, quando se transferiu para o Leicester. Em 2013, o inglês até chegou a ser emprestado, ao Wigan, mas sua história no clube não durou nem 30 dias.

Cedido em outubro pelos Villans, Albrighton foi chamado de volta ao Villa Park já em novembro, às vésperas de partida do Wigan pela Liga Europa, quebrando-se assim o empréstimo. Assim, o jogador disputou apenas quatro partidas pelos Latics, todas válidas pela Championship.

Harry Maguire – 2014/2015

Jordan Mansfield/Getty Images

Na trajetória até se tornar o zagueiro mais caro da história do futebol, Harry Maguire passou muito tempo na League One e na Championship. Revelado pelo Sheffield United, esteve no Hull City entre 2014 e 2017, antes de ser contratado pelo Leicester. Enquanto esteve no Hull, foi brevemente emprestado ao Wigan, na temporada 2014/2015.

Quando o zagueiro chegou aos Latics, o clube já era lanterna da Championship, ante um rebaixamento iminente. A queda à League One se concretizou, mas a equipe melhorou de desempenho, com cinco vitórias nas últimas 15 rodadas. Em todas elas Maguire foi titular, período em que chegou a anotar um gol e uma assistência pelo Wigan.

Reece James – 2018/2019

Nathan Stirk/Getty Images

Acostumado a integrar as seleções juvenis da Inglaterra, Reece James atualmente é  destaque do Chelsea na Premier League. Nascido em Londres, ele surgiu mesmo nas categorias de base dos Blues, mas, antes de receber oportunidade na equipe principal, esteve emprestado ao Wigan.

Pelos Latics, o lateral direito disputou 45 das 46 rodadas da Championship 2018/2019, sendo 44 delas como titular. Versátil, chegou a atuar também como zagueiro e meio-campo. Aos 19 anos, na última partida do campeonato, foi até capitão. De nossa lista, James é o mais recente, mas nem por isso mais conhecido, dos jogadores que passaram pelo Wigan e que você talvez não soubesse.