Portsmouth: 10 jogadores que passaram pelo time que você talvez nem sabia

2 minutos de leitura

A equipe da PL Brasil separou uma série de posts de 10 atletas que você nem se lembra que atuaram no futebol inglês. O post de hoje é sobre jogadores que passaram pelo Portsmouth que você provavelmente nem sabia que tinham vestido o uniforme do Pompey.

Após o clube amargar a League Two (quarta divisão) desde a temporada 2013-14, finalmente conseguiu o primeiro acesso depois de seguidas quedas e jogará a League One (3ª divisão) na temporada 2017/2018. Relembre os bons momentos do Pompey na Premier League e com grandes jogadores vestindo essa camisa.

10 jogadores que passaram pelo Portsmouth que você talvez nem sabia

Steve Finnan

O lateral direito com ótimas passagens por Fulham, entre 1998 e 2003, e Liverpool, entre 2003 e 2008, encerrou sua carreira no Portsmouth.

Após passagem pelo Espanyol, com 4 jogos realizados, o irlandês optou por retornar a Premier League para jogar pelo Pompey, que acabara rebaixado ao final da temporada 2009/2010. Foram apenas 25 aparições pelo clube, e a crise financeira brecou a renovação do contrato.

Frédéric Piquionne

Emprestado pelo Lyon, Piquionne jogou a temporada 2009-10, terminando como artilheiro do clube no período. Foram 45 jogos e 11 gols marcados, com o clube vice-campeão da FA Cup e lanterna na Premier League.

Benjani

O atleta do Zimbábue teve duas passagens pelo clube: a primeira entre 2006 e 2008 e a segunda durante a temporada 2011-12.

No primeiro ciclo, Benjani teve bons momentos, que o levaram a ser contratado pelo Manchester City, inclusive marcando um hat-trick na partida de mais gols da história da Premier League: 7 a 4 do Portsmouth sobre o Reading, em 2007. Durante o segundo ciclo, na Championship, foi apenas um gol marcado em 18 jogos.

Theofanis Gekas

Passagem relâmpago, que não durou nem quatro meses completos. Contratado por empréstimo junto ao Bayer Leverkusen para o restante da temporada 2008-09, o grego chegou a pedido do técnico Tony Adams, que foi demitido e viu suas chances desaparecem no clube.

Em 11 de abril de 2009, faltando apenas um minuto para o fim do jogo contra o West Bromwich, substituiu Jermaine Pennant para realizar sua única partida pelo clube.

Asmir Begović

Revelado pelo clube, o bósnio permaneceu vinculado ao Pompey por 5 anos. Foram apenas 17 aparições, sendo 15 delas durante sua última temporada no Portsmouth.

Sem muitas chances na equipe principal foi emprestado ao La Louvière (Bélgica), Macclesfield Town, Bournemouth, Yeovil Town e Ipswich Town antes de rumar ao Stoke City em 2010.

Sulley Muntari

Revelado pela Udinese, o volante de qualidade questionável permaneceu na equipe apenas por uma temporada e logo em seguida foi contratado pelo Internazionale. Entre 2007 e 2008, Muntari participou de 33 jogos e marcou cinco gols.

Milan Baroš

Talvez o nome de maior surpresa da lista dos jogadores que passaram pelo Portsmouth e você não lembrava. O atacante tcheco realizou 16 partidas pelo Portsmouth e não marcou nenhum gol sequer durante os seis meses que permaneceu por empréstimo do Lyon, em 2008.

Aruna Dindane

Contratado por empréstimo junto ao Lens para a temporada 2009-10, o marfinense, que até então era o destaque com 10 gols em 24 partidas, foi ‘impedido' de realizar mais jogos pelo Portsmouth por uma cláusula do contrato.

Com a realização de sua 25° aparição, o Pompey era obrigado a pagar as £4 milhões ao clube francês pela permanência em definitivo, mas a equipe mergulhava na crise financeira que assola até hoje e optou não usar o atleta para o restante da temporada.

Yoshikatsu Kawaguchi

Após se destacar pelo Yokohama Marinos, o ex-goleiro da seleção japonesa desembarcou na Inglaterra para defender o Portsmouth, como a contratação mais cara da história do Pompey naquele momento (£ 1,8 milhões).

Em dois anos pelo clube, entre 2001 e 2003, participou de apenas 13 partidas sem muito brilho.

Jermain Defoe

Apenas um ano, mas uma ótima passagem. Contratado, em janeiro de 2008, junto ao Tottenham Hotspur por £ 7,5 milhões, Defoe teve um belo início com 8 gols em 12 jogos.

No total, realizou 36 partidas com 17 gols até o Spurs perceber a besteira e recontratar o jogador por um preço salgado (estimado em £ 15,75 milhões), incluindo Younès Kaboul e Pedro Mendes na negociação, além do cancelamento de parte da dívida do clube pela contratação do atleta.

Veja mais: Conheça a história de “You’ll Never Walk Alone”

Vinicius Matheus
Vinicius Matheus

Jornalista formado na FIAM-FAAM, contaminado pelo futebol, viciado em Twitter e clone do Mitroglou. Alguma coisa no PL Brasil, redator no Território MLS, estamos também no Observador EC e co-administrador do finado Blog SoccerClass. Não duvides do meu conhecimento sobre esse esporte com bola.