10 jogadores que passaram pelo Arsenal que você talvez nem sabia

2 minutos de leitura

A equipe da PL Brasil separou uma série de posts de 10 atletas que você nem se lembra que atuaram no futebol inglês. O post de hoje é sobre os jogadores que passaram pelo Arsenal que você provavelmente nem sabia que tinham vestido o uniforme dos Gunners.

10 jogadores que passaram pelo Arsenal que você talvez nem sabia

Alguns atletas da lista eram grandes nomes quando chegaram, sem destaque, foram pouco utilizados e esquecidos da torcida com o passar dos anos. Outros, simplesmente, eram apostas para o futuro e não renderam o esperado, emprestados por diversas vezes e saíram sem deixar saudades.

Davor Šuker

O artilheiro da Copa do Mundo de 1998 com seis gols marcados durou apenas uma temporada nos Gunners. Šuker chegou ao clube londrino em 1999 já em declínio na carreira. O croata não conseguiu grande destaque jogando no Real Madrid e buscou novos ares na Inglaterra.

No Arsenal fez apenas 11 gols em 39 partidas e perdeu o primeiro pênalti na decisão da Copa da UEFA em 2000, com título do Galatasaray, que venceu por 4 a 1 nas penalidades, após 0 a 0 no tempo normal.

Ao término da temporada, foi negociado com o West Ham sem deixar saudades para o técnico Arsène Wenger e os torcedores.

  • E se o Southampton não tivesse vendido seus jogadores?

Juan 

Poucos lembram, mas o lateral esquerdo Juan, ex-Flamengo e revelado pelo São Paulo, jogou no Arsenal.

É verdade que foram apenas dois jogos em três anos. Sua carreira no clube inglês foi encurtada por um grave lesão no joelho, que o afastou dos gramados por um bom tempo.

Recuperado, foi emprestado ao Millwall em 2003, onde permaneceu apenas por dois meses. Em 2004, acertou seu retorno ao Brasil para defender o Fluminense.

Junichi InamotoApós se destacar no Gamba Osaka e pelo Japão, Inamoto chegou com grande expectativa da torcida, mas nunca decolou na carreira.

Permaneceu por empréstimo durante a temporada 2001-02  sendo utilizado em alguns jogos de menos de expressão. Sem deslanchar, ao fim do contrato foi repassado ao Fulham, também, por empréstimo do clube japonês.

Fran Mérida

Cria do Barcelona, chegou ao clube ainda criança cercado de esperança, fez alguns jogos, mas nunca vingou.

Em 2010, deixou o clube e rodou por várias equipes da Espanha, além do Braga, de Portugal. Em 2013, surpreendeu e foi para o Atlético Paranaense. Atualmente joga no Osasuna, da Espanha.

Leia mais: Os uniformes dos times da Premier League 2019/2020

Emiliano Viviano

O máximo que você verá de Viviano vestindo o escudo do Arsenal é assim, no aquecimento dos jogos ou durante os treinos. O italiano não participou de nenhum jogo no período que permaneceu no clube, um mero goleiro sparring. É um dos jogadores que passaram pelo Arsenal que não deixaram saudade.

Park Chu-Young

Uma contratação fora do padrão do clube, Park estava prestes a assinar com o Lille, da França, depois de se destacar pelo Monaco quando foi contactado pelo Arsenal em 2011.

Chegou assumindo a camisa 9, mas realizou apenas sete partidas e marcou um gol contra o Bolton, pela Copa da Liga Inglesa. Sem convencer foi cedido ao Celta de Vigo e Watford antes de sair em definitivo para o Al-Shabab, da Arábia Saudita, em 2014.

Jermaine Pennant

Revelado pelo Notts County, Pennant foi contratado como um jogador promissor, porém nunca mostrou a que veio. Realizou 26 partidas com o Arsenal, espaçadas em seis temporadas diferentes.

Sem brilho, rodou por diversas equipes durante a carreira e atualmente está sem clube, depois de encerrar seu vínculo com o Tampine Rovers, de Singapura.

Steve Sidwell

Revelado pelo Arsenal em uma época que o clube tinha muitos craques, rodou por empréstimo no Brentford, Beveren, da Bélgica, e Brighton & Hove Albion, até sair em definitivo para o Reading.

Aos 34 anos, já passou por várias equipes, como Chelsea, Aston Villa, Fulham e Stoke City.

Lass Diarra

Revelado pelo Le Havre, Lass foi pouco utilizado durante os dois anos que permaneceu no Chelsea e com o término de seu contrato com os Blues, assinou com o Arsenal, que não passou simplesmente de uma passagem relâmpago.

Contratado no deadline day do verão de 2007, o francês foi vendido apenas seis meses depois ao Portsmouth.

Richard Wright

Contratado para ser o sucessor de David Seaman e disputar posição com Alex Manninger, Wright falhou em alguns jogos e só durou uma temporada no Arsenal.

Os Gunners ainda lucraram com a venda do arqueiro para o Everton, comprou por £2 milhões e repassou aos Toffees por £3,5 milhões.

Vinicius Matheus
Vinicius Matheus

Jornalista formado na FIAM-FAAM, contaminado pelo futebol, viciado em Twitter e clone do Mitroglou. Alguma coisa no PL Brasil, redator no Território MLS, estamos também no Observador EC e co-administrador do finado Blog SoccerClass. Não duvides do meu conhecimento sobre esse esporte com bola.