10 jogadores que passaram pelo Arsenal que você talvez nem sabia

Sim, Juan jogou no Arsenal. Não foi no Football Manager, é vida real. Conheça 10 jogadores que você provavelmente nem lembrava mais que passou pelos Gunners

1
620
jogadores que passaram pelo Arsenal
(Foto: Reprodução/Daily Mail UK)

A equipe da PL Brasil separou uma série de posts de 10 atletas que você nem se lembra que atuaram no futebol inglês. O post de hoje é sobre os jogadores que passaram pelo Arsenal que você provavelmente nem sabia que tinham vestido o uniforme dos Gunners.

10 jogadores que passaram pelo Arsenal que você talvez nem sabia

Alguns atletas da lista eram grandes nomes quando chegaram, sem destaque, foram pouco utilizados e esquecidos da torcida com o passar dos anos. Outros, simplesmente, eram apostas para o futuro e não renderam o esperado, emprestados por diversas vezes e saíram sem deixar saudades.

Davor Šuker

Davor Šuker em ação pelo Arsenal. (Foto: Reprodução/Express UK)
Davor Šuker em ação pelo Arsenal. (Foto: Reprodução/Express UK)

O artilheiro da Copa do Mundo de 1998 com seis gols marcados durou apenas uma temporada nos Gunners. Šuker chegou ao clube londrino em 1999 já em declínio na carreira. O croata não conseguiu grande destaque jogando no Real Madrid e buscou novos ares na Inglaterra.

No Arsenal fez apenas 11 gols em 39 partidas e perdeu o primeiro pênalti na decisão da Copa da UEFA em 2000, com título do Galatasaray, que venceu por 4 a 1 nas penalidades, após 0 a 0 no tempo normal.

Ao término da temporada, foi negociado com o West Ham sem deixar saudades para o técnico Arsène Wenger e os torcedores.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube

  • E se o Southampton não tivesse vendido seus jogadores?

Juan Maldonado

(Foto: Reprodução/Site oficial/Arsenal)
(Foto: Reprodução/Site oficial/Arsenal)

Poucos lembram, mas o lateral esquerdo Juan, ex-Flamengo e revelado pelo São Paulo, jogou no Arsenal.

É verdade que foram apenas dois jogos em três anos. Sua carreira no clube inglês foi encurtada por um grave lesão no joelho, que o afastou dos gramados por um bom tempo.

Recuperado, foi emprestado ao Millwall em 2003, onde permaneceu apenas por dois meses. Em 2004, acertou seu retorno ao Brasil para defender o Fluminense.

Junichi Inamoto


Após se destacar no Gamba Osaka e pelo Japão, Inamoto chegou com grande expectativa da torcida, mas nunca decolou na carreira.

Permaneceu por empréstimo durante a temporada 2001-02  sendo utilizado em alguns jogos de menos de expressão. Sem deslanchar, ao fim do contrato foi repassado ao Fulham, também, por empréstimo do clube japonês.

Fran Mérida

(Foto: Reprodução/The Telegraph)
(Foto: Reprodução/The Telegraph)

Cria do Barcelona, chegou ao clube ainda criança cercado de esperança, fez alguns jogos, mas nunca vingou.

Em 2010, deixou o clube e rodou por várias equipes da Espanha, além do Braga, de Portugal. Em 2013, surpreendeu e foi para o Atlético Paranaense. Atualmente joga no Osasuna, da Espanha.

Leia mais: Os uniformes dos times da Premier League 2019/2020

Emiliano Viviano

(Foto: Reprodução/Daily Mail UK)
(Foto: Reprodução/Daily Mail UK)

O máximo que você verá de Viviano vestindo o escudo do Arsenal é assim, no aquecimento dos jogos ou durante os treinos. O italiano não participou de nenhum jogo no período que permaneceu no clube, um mero goleiro sparring. É um dos jogadores que passaram pelo Arsenal que não deixaram saudade.

Park Chu-Young

(Foto: Reprodução/Site Oficial/Arsenal)
(Foto: Reprodução/Site Oficial/Arsenal)

Uma contratação fora do padrão do clube, Park estava prestes a assinar com o Lille, da França, depois de se destacar pelo Monaco quando foi contactado pelo Arsenal em 2011.

Chegou assumindo a camisa 9, mas realizou apenas sete partidas e marcou um gol contra o Bolton, pela Copa da Liga Inglesa. Sem convencer foi cedido ao Celta de Vigo e Watford antes de sair em definitivo para o Al-Shabab, da Arábia Saudita, em 2014.

Jermaine Pennant

(Foto: Reprodução/Vavel)
(Foto: Reprodução/Vavel)

Revelado pelo Notts County, Pennant foi contratado como um jogador promissor, porém nunca mostrou a que veio. Realizou 26 partidas com o Arsenal, espaçadas em seis temporadas diferentes.

Sem brilho, rodou por diversas equipes durante a carreira e atualmente está sem clube, depois de encerrar seu vínculo com o Tampine Rovers, de Singapura.

Steve Sidwell

(Foto: Reprodução/Daily Mail UK)
(Foto: Reprodução/Daily Mail UK)

Revelado pelo Arsenal em uma época que o clube tinha muitos craques, rodou por empréstimo no Brentford, Beveren, da Bélgica, e Brighton & Hove Albion, até sair em definitivo para o Reading.

Aos 34 anos, já passou por várias equipes, como Chelsea, Aston Villa, Fulham e Stoke City.

Lass Diarra

(Foto: Reprodução/Daily Mail UK)
(Foto: Reprodução/Daily Mail UK)

Revelado pelo Le Havre, Lass foi pouco utilizado durante os dois anos que permaneceu no Chelsea e com o término de seu contrato com os Blues, assinou com o Arsenal, que não passou simplesmente de uma passagem relâmpago.

Contratado no deadline day do verão de 2007, o francês foi vendido apenas seis meses depois ao Portsmouth.

Richard Wright

(Foto: Reprodução/Vavel)
(Foto: Reprodução/Vavel)

Contratado para ser o sucessor de David Seaman e disputar posição com Alex Manninger, Wright falhou em alguns jogos e só durou uma temporada no Arsenal.

Os Gunners ainda lucraram com a venda do arqueiro para o Everton, comprou por £2 milhões e repassou aos Toffees por £3,5 milhões.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.