10 jogadores destaques da Premier League 2019/2020 que já foram rebaixados

Os protagonistas da atual edição que já sofreram rebaixamento no Campeonato Inglês

rebaixados premier league 2020
PETER POWELL/POOL/AFP via Getty Images

Apesar de bastante familiarizados com os grandes feitos dos personagens do Campeonato Inglês, nem sempre nos atentamos para suas trajetórias na elite antes de se tornarem protagonistas. Por isso, debruçando-se sobre a atual edição, a PL Brasil lista agora 10 destaques da Premier League 2019/2020 que já foram rebaixados.

10 destaques da Premier League 2019/2020 que já foram rebaixados

Wilfried Zaha

Destaque das últimas edições da Premier League, Wilfried Zaha tem brilhado pelo Crystal Palace há mais de uma década. Nesse período, chegou a ser contratado pelo Manchester United, em 2013, logo após liderar o retorno dos Eagles à Premier League.

Contudo, não teve oportunidades em Old Trafford e, na janela de inverno, foi emprestado ao Cardiff, então lanterna do campeonato. Após apenas 13 partidas e o rebaixamento pela equipe galesa, Zaha retornou ao Palace por valor bastante inferior àquele investido pelos Red Devils.

Danny Ings

Atualmente protagonista do Southampton, Danny Ings foi a grande estrela do Burnley no vice-campeonato da Championship 2013/2014, com 21 gols e sete assistências, e, por isso, eleito o melhor jogador daquele campeonato.

Aliás, o atacante manteve seu destaque na temporada seguinte, já na Premier League, apesar de rebaixado com os Clarets. Em síntese, foi responsável por 11 gols e quatro assistências, o que resultou em sua contratação pelo Liverpool.

Leia mais: 10 jogadores que já estiveram na seleção da Championship

Harry Maguire

Zagueiro mais caro da história do futebol, Harry Maguire chegou ao Hull City para a disputa da Premier League 2014/2015, após figurar na seleção da League One em três edições consecutivas pelo Sheffield United. Contudo, disputou apenas três partidas daquela campanha de rebaixamento dos Tigers, tendo sido emprestado ao Wigan.

Já na temporada seguinte, foi um reserva importante para o retorno à elite. Na sequência, na Premier League 2016/2017, apesar de novo rebaixamento do Hull, enfim teve maior destaque. Isso porque, titular em 25 partidas,  algumas como lateral direito e até capitão, teve diversas boas atuações, além de dois gols e duas assistências, que o levaram ao Leicester.

Leia mais: 10 jogadores da era PL que já estiveram na seleção da League One

Andrew Robertson

Assim como Maguire, Andy Robertson chegou ao Hull City para a disputa da Premier League 2014/2015. Aliás, diferentemente do zagueiro, Robertson foi bastante aproveitado já em sua primeira temporada pelo Hull, de 18º lugar, disputando 24 partidas, das quais 17 como titular.

Em seguida, o lateral foi um dos grandes destaques do retorno à elite, quando fundamental tanto ofensiva quanto defensivamente, com dois gols,  cinco assistências e 22 clean sheets. Posteriormente, após boa Premier League 2016/2017, em que pese novo rebaixamento, foi para o Liverpool, por nove milhões de euros.

Leia mais: 10 escalações de times ingleses que você não lembrava

Georginio Wijnaldum

Recém-campeão pelo Liverpool, Wijnaldum foi rebaixado logo em sua primeira Premier League, na temporada 2015/2016, pelo Newcastle – aliás, a única do holandês pelo clube, uma vez que se transferiu para o Liverpool já na sequência.

Um dos poucos expoentes da decepcionante temporada dos Magpies, ele disputou todas as 38 partidas da elite, com incríveis 11 gols, além de cinco assistências. Destaque, sobretudo, para o poker (quatro gols no jogo) que anotou em vitória por 6 a 2 sobre o Norwich.

Jack Grealish

Muito distante do atual protagonismo, e ainda com o número 40 no uniforme, Jack Grealish foi rebaixado com o Aston Villa na Premier League 2015/2016, fazendo parte, portanto, da terceira pior campanha da história da competição em sua era moderna.

Grealish disputou 16 partidas naquela temporada, das quais nove como titular, tendo marcado um único gol, em derrota para o campeão Leicester. Aliás, os Villans foram derrotados nos 16 jogos em que ele esteve em campo. Por isso, logo no início da temporada 2019/2020, o camisa 10 atingiu o recorde negativo de maior sequência de derrotas na liga (20).

Leia mais: As cinco piores campanhas da história da Premier League até 2017/18

Adama Traoré

Assim como Grealish, Adama Traoré é um destaque recente da Premier League que foi rebaixado com o Aston Villa na edição 2015/2016. À época, recém contratado junto ao Barcelona, ele disputou apenas 10 partidas, nenhuma como titular, e ainda assim concedeu duas assistências.

Na sequência, Traoré foi vendido ao Middlesbrough, então recheado de conhecidos veteranos, quando acumulou seu segundo rebaixamento à Championship, logo em sua segunda temporada na Inglaterra. Na segunda divisão 2017/2018, enfim destaque, com cinco gols e dez assistências, que o levou ao Wolverhampton, por 20 milhões de euros.

Leia mais: 10 escalações de times ingleses que você não lembrava

Jordan Pickford

Titular da seleção inglesa desde a Copa do Mundo de 2018, Pickford atualmente não vive seu auge no Everton e na Premier League, mas mesmo assim parece ter sua vaga garantida no gol da seleção inglesa. E ele é mais um dos destaques da Premier League 2019/2020 que já foram rebaixados.

Pickford chegou aos Toffees em 2017, como grande promessa, justamente após o rebaixamento na edição 2016/2017, sua primeira como titular do Sunderland. Naquela campanha, a quinta pior da história da Premier League, disputou 29 partidas, com quatro clean sheets e 50 gols sofridos.

Leia mais: Os goleiros que mais jogam fora da área pela Premier League

Jonny Evans

Tricampeão inglês pelo Manchester United, Jonny Evans disputou três edições de Premier League pelo West Bromwich antes de ser contratado pelo Leicester – onde hoje forma sólida dupla de zaga ao lado de Soyuncu.

Na última delas, na temporada 2017/2018, como capitão dos Baggies, foi rebaixado à Championship, tendo atuado em 28 jogos, nos quais anotou dois gols e uma assistência. Na sequência, aos 30 anos, o norte irlandês foi contratado pelos Foxes por apenas quatro milhões de euros.

Tammy Abraham

Enfim tendo oportunidades na equipe principal do Chelsea, a partir, justamente, da edição 2019/2020 da PL, Tammy Abraham passou as últimas temporadas emprestado a Aston Villa, Bristol City e Swansea.

E se nos dois primeiros brilhou muito na Championship, totalizando 49 gols em duas temporadas, nos Swans foi coadjuvante, fazendo parte do rebaixamento na Premier League 2017/2018. Aos 21 anos, disputou 31 partidas, sendo 15 titular, e marcou cinco gols.

Leia mais: Como a imigração do Caribe e da África influenciou a atual seleção inglesa