10 jogadores brasileiros que passaram pela Championship e você não sabia

9 minutos de leitura

A Championship — segunda divisão inglesa — tem se aberto cada vez mais para o mercado brasileiro. Em 2023/24, são cinco representantes do Brasil no torneio: Gabriel Sara (Norwich), Matheus Martins (Watford), Ronald (Swansea), Guilherme Siqueira (Sheffield Wednesday) e Wesley Moraes (Stoke City). Mas nem sempre foi assim, somente em 2007 um jogador verde e amarelo estreou na competição.

Ao todo, 30 jogadores nascidos no Brasil estão ou estiveram na “segundona” da Terra da Rainha. Desse total, vários são conhecidos do público brasileiro, mas suas passagens pela divisão de acesso da Inglaterra não muito lembradas. Pensando nisso, a PL Brasil listou dez brasileiros que passaram pela Championship e você provavelmente não sabia.

10 brasileiros que passaram pela Championship e você não sabia

Adryan – Leeds United

O “novo Zico” não se desenvolveu como o planejado e terminou jogando a segunda divisão inglesa . Adryan surgiu como uma joia do Flamengo e da seleção brasileira. Mas sem conseguir se desenvolver, acabou sendo emprestado ao Cagliari, da Itália.

Em 2014, desembarcou ao Leeds United cercado de elogios de Massimo Cellino, dono do clube. Nem mesmo a moral do chefe foi suficiente para o jovem conseguir se sair bem. A apagada história do brasileiro na Championship terminou depois 12 jogos e nenhum gol marcado.

André Moritz – Crystal Palace e Bolton

André Moritz passou por clubes conhecidos do Brasil, como Fluminense, Internacional e Avaí, mas não deixou tantas saudades nessas equipes. Viveu uma aventura no futebol inglês entre 2012 e 2014, com as camisas de Crystal Palace e Bolton.

O meio-campista fez parte do elenco do Palace que subiu à Premier League em 2012/14. Moritz teve participação importante naquela edição de Championship e esteve, inclusive, presente nos playoffs. Ele marcou cinco gols em 27 partidas por The Eagles na segunda divisão.

Não permaneceu no clube para a Premier League, mas seguiu na Championship. André Moritz assinou com o Bolton na temporada seguinte, onde teve números interessantes mais uma vez: sete gols em 23 jogos.

Araruna – Reading

Felipe Araruna surgiu como uma jovem promessa do São Paulo em 2012. Os rumos de sua carreira não foram os esperados e depois de uma breve ida ao Fortaleza, ele desembarcou na Inglaterra para jogar no Reading, em 2019.

Na Inglaterra, fez apenas x jogos. Araruna chegou ao clube poucas antes da pandemia de coronavirus. Para piorar, sofreu uma grave lesão no joelho que o tirou dos gramados por um bom tempo. O Reading decidiu não renovar o vínculo com o jogador em 2022 e, desde então, não há mais registros de atuação do ex-São Paulo no futebol profissional.

Evandro – Hull City

Atlético-MG, Athletico-PR, Santos, Palmeiras… Lembra dele? Evandro teve uma carreira levemente aleatória. Depois de anos passando por clubes grandes no Brasil, o meia desembarcou na Sérvia para jogar pelo Estrela Vermelha. Depois, foi para Portugal, onde defendeu Estoril e Porto.

Daí vem o grande salto. Em 2016, Evandro foi contratado para jogar pelo Hull City, que ainda estava na Premier League. Sua chegada foi um pedido de Marco Silva, hoje no Fulham, que treinava os Tigers e havia trabalhado com o brasileiro no Estoril. O meio-campista acabou sendo rebaixado junto com o time e depois jogou 31 vezes na Championship.

Evandro
Evandro pelo Hull City (Foto: Icon Sport)

Júnior – Wasall, Derby County e Rotterham

Revelado pelo Fortaleza, Júnior defendeu três clubes, durante quatro temporadas na Inglaterra, todas na segunda divisão. Tudo começou em 2002, no modesto Walsall – quando a liga ainda era a First Division, anterior ao surgimento da Championship. O brasileiro foi um dos grandes destaques da fraca campanha do clube, com 15 gols em 36 partidas, incluindo um hat trick em vitória sobre o Derby County na penúltima rodada.

Com a boa impressão deixada, o Júnior foi contratado pelo Derby para a temporada seguinte, após recusar renovação de contrato com o Walsall. Lá, sofreu com lesões, não se firmou e pouco jogou: em duas temporadas, disputou apenas 32 partidas e anotou cinco gols.

Em 2004/2005, o Derby County chegou aos playoffs, mas o brasileiro não saiu do banco na eliminação ante o Preston North End. Antes disso, na mesma temporada, Júnior havia sido brevemente emprestado ao Rotherham United, lanterna da competição. Pelo clube, foram 12 partidas, todas como titular, e balançou as redes duas vezes.

Sua extensa trajetória na Inglaterra terminou no Watford, em 2005. O Diabo Loiro, porém, sequer chegou a jogar pelo time do Vicarage Road, já que sofreu com problema nos documentos de trabalho e teve de ser negociado.

Matheus Pereira – West Bromwich

Quando o assunto é Matheus Pereira na Inglaterra, muito se fala sobre sua bela temporada na Premier League na temporada 2020/21. De fato, ele jogou muito bem na elite do futebol britânico, mas antes precisou suar a camisa na Championship para ajudar o West Bromwich a subir de divisão.

Pereira foi um dos melhores jogadores da divisão de acesso em 2019/20. O astro do Cruzeiro concedeu 20 assistências em 42 jogos, além de ter marcado oito gols naquela competição. Foi uma curta mas intensa passagem de Matheus pela competição.

Matheus Pereira West Bromwich
Matheus Pereira na festa do acesso (Foto: Icon Sport)

Neuton – Watford

O defensor Neuton surgiu como uma grande promessa do futebol brasileiro, pelo Grêmio. Não à toa foi negociado com a Udinense com apenas dois anos no time profissional. Sua trajetória na Europa, todavia, não cumpriu os rumos esperados.

Neuton foi submetido a uma série de empréstimo. Um deles aconteceu em 2012/13, para o Watford, time da Championship. Ele teve uma curta passagem pelos Hornets, com apenas nove jogos.

Rafael Cabral – Reading

No Brasil, Rafael Cabral tem uma carreira consolidado. Foi revelado e venceu títulos importantes pelo Santos, como a Copa do Brasil e a Copa Libertadores. Esteve pela seleção brasileira e, depois de muito tempo na Europa, voltou para jogar no Cruzeiro. O último clube do goleiro antes da Raposa foi o Reading.

Cabral jogou pelo time inglês entre 2019 e 2022. Suas duas primeiras temporadas na Championship foram muito boas. Ele foi considerado um dos melhores goleiros do campeonato, mesmo com seu time não subindo à Premier League. Ao todo, o cruzeirense fez 95 jogos na segunda divisão inglesa e se consolidou como o segundo brasileiro com mais atuações no torneio.

Championship
Rafael Cabral, do Cruzeiro, em ação pelo Reading na Championship (Foto: Icon Sport)

Sandro – QPR

A passagem mais comentada de Sandro na Inglaterra é pelo Tottenham. Ele jogou pelo time do Norte de Londres entre 2010 e 2014, mas depois terminou sua história no futebol inglês em dois clubes menores: West Bromwich e Queens Park Rangers.

Foi pelo QPR que o volante experimentou o que é jogar a Championship. Apesar de ter durado duas temporadas, a aventura do brasileiro no torneio foi curta. Ele fez apenas 11 jogos no primeiro ano e seis no segundo.

Wellington Silva – Bolton

Cria de Xerém, Wellington Silva encantava a todos com seu futebol ousado e insinuante no início da carreira. Ele era um dos melhores jogadores das categorias de base do cenário brasileiro e, rapidamente, o Fluminense passou a receber propostas interessantes da Europeu pelo atleta.

Nessa toada, Wellington Silva foi vendido ao Arsenal por R$ 10 milhões, aos 16 anos. Para dar rodagem ao jovem, em 2015, Arsène Wenger decidiu emprestá-lo ao Bolton, que estava na Championship. Ele jogou 22 partidas no torneio e fez dois gols. Pelos Gunneers, porém, só acumulou empréstimos e nunca entrou em campo.

Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.